Controle de infecção hospitalar

Controle de infecção hospitalar

(Parte 1 de 3)

Controle de Infecção Hospitalar

Infecções Hospitalares

Infecções hospitalares são infecções adquiridas no hospital.

Ocorrem em altas taxas no mundo todo.

Microorganismos que raramente causam infecções em indivíduos sadios podem torna-se causas freqüentes de doenças em pacientes hospitalizados.

Os mecanismos normais de defesa imune dos pacientes hospitalizados geralmente estão enfraquecidos.

Várias são as fontesde infecção no ambiente hospitalar (o ar , um profissional dasaúde, um instrumental infectado.

Entretanto, muitos são patógenos oportunistas da própria flora normal do paciente.

Infecções Hospitalares

Para que a infecção hospitalar ocorra é necessário :

a existência de uma fonte de infecção,

a transmissão do agente etiológico e

a susceptibilidade do paciente à infecção.

Devido a freqüência de infecções hospitalares, todos os hospitais públicos e privados devem possuir um programa de controle de infecções.

Infecções Hospitalares

O controle de infecções abrange vários aspectos:

Vigilância de doençasentre pacientes e a equipe médica,

A determinação do número e dos tipos de microorganismos viáveis no ambiente hospitalar.

Desta forma, as comissões de controles de infecção hospitalar (CCIH) e toda a equipe de funcionários devem propor medidas para solucionar os casosde infecção hospitalar e prevenir a ocorrência de novos casos.

Os programas de controle de infecção bem-sucedidos requerem educação e cooperação de toda a equipe hospitalar.

Alguns Fatores Que Favorecem a Ocorrência das

Infecções Hospitalares InfecçãoFatores de RiscoAgente Etiológico

PneumoniaIdade; gravidade da doença primária; cirurgia; Ventiladores; infecção gástrica.

Podem ser vírus, fungos ou bactérias.Bactérias mais comuns: bacilos Gramnegativos resistentes aos antibióticos e S.aureus

Corrente Sanguínea

Terapia por meio de infusão:cateter venoso central

Estafilococos coagulase negativo, enterococos e candida ICS* porE.coli e S.aureus

Contaminação deferida cirúrgica

Doença; prótese vascular; tipode cirurgia -do cólon, gástrica,coronariana, da medula espinale outras.

Estafilococos, aeróbios e anaeróbios endógenos e Enterobacter sp.

Trato UrinárioUso prolongado de cateter; sexofeminino; ausência de antibiótico sistêmico.

Proteus e Morganella sp.

FúngicaOutras doenças, por exemplo, ICS, IFC* ,ITU*.

Viral Transfusões;imunodeficiência; gravidez; AIDS.

*ICS, infecção da corrente sanguínea; IFC, infecção de feridas cirúrgicas; ITU, infecção do trato urinário.

Fontes de Microrganismos que Causam Infecções Hospitalares

Reservatórios de infecção podem ser organismos vivos (geralmente seres humanos, outros animais ou insetos) que albergam o patógeno ou objetos inanimados e substâncias contaminadas com microrganismos infecciosos (fômites).

As infecções podem ser classificadas em duas categorias gerais a depender da sua origem:

Infecções exógenas: Causadas por micróbios de origem externa, como o ambiente, outras pessoas ou fômites.

Infecções endógenas: Causadas por microrganismos que fazem parte da flora normal do individuo.

Infecções Hospitalares Exógenas

Algumas fontes em potencial implicadas nas infecções hospitalares exógenas:

Ar-condicionado

Piso

Garrafas de água ao lado da cama

Cremes para mãos e loções para o corpo

Flores no quarto do paciente

Aparelhos de barbear

Utensílios, esfregão de pratos, esponjas, pias e torneiras.

Outras fontes de Infecções Hospitalares Exógenas

(Parte 1 de 3)

Comentários