Toxoplasmose

Toxoplasmose

Doença :Toxoplasmose Parasito: Toxoplasma gondii Habitat: Sangue e tecidos do homem.

Toxoplasma gondii

  • Parasito intracelular

  • Principal célula que o parasito invade no homem – macrófago, monócito ou células do sistema mononuclear fagocitário do homem.

Macrófago

Parasitas internalizados no macrófago não são destruídos

  • Parasitos se multiplicam no citoplasma da célula do hospedeiro.

Toxoplasmas

Toxoplasmas fluorescentes

Hospedeiros

  • Hospedeiro definitivo: o gato

  • Onde ocorre a fase sexuada do parasito.

  • Produção de OOCISTOS.

Hospedeiro definitivo

Ciclo enteroepitelial do Toxoplasma no GATO

  • No gato – Hospedeiro definitivo

Formas evolutivas encontradas nas fezes de felinos

Hospedeiros intermediários

Bradizoítos encistados em músculo

Forma evolutiva nos tecidos do hospedeiro intermediário: cisto com bradizoítos

Formas de vida = formas evolutivas encontradas no sangue

Risco para o feto

Transmissão

Risco 1º trimestre de gestação

Toxoplasmas + Sist. Nervoso do feto em formação

As medidas de prevenção:

  • . não ingerir carne crua ou parcilmente cozida. . Lavar bem as mãos e utensílios de cozinha com água morna, após o contato com carne crua. . Evitar mexer em jardins sem luvas e sempre lavar as mãos logo após. . Lavar cuidadosamente frutas e verduras, antes de ingeri - los. . Trocar caixa de areia dos gatos diariamente. . Não alimentar o gato com carne crua ou parcialmente cozida

Patogenia

  • No feto, a toxoplasmose congênita se manifesta por quatro características (Tétrade de Sabin):

  • corioretinite,

  • calcificações cerebrais,

  • retardo cerebral,

  • microcefalia

Patogenia

  • É uma infecção assintomática, na maioria dos casos de indivíduos com imunidade normal. (um sinal: inchaço nos linfonodos regionais).

  • Torna-se grave em imunocomprometidos:

  • Retinite

  • Encelite

Diagnóstico

  • O diagnóstico é feito por pesquisa de T. gondii no líquor, sangue e linfa; também são rotineiras as provas imunológicas para a detecção de anticorpos.

Diagnóstico Rastreamento sorológico

  • Para fins de rastreamento sorológico, os métodos laboratotiais mais utilizados são imunofluorescência indireta ou ELISA.

Testes de diagnóstico laboratorial

Sorologia apara Toxoplasmose

  • Diagnostico indireto – pesquisa de anticorpos

Sorologia

Sorologia

Soro

Pesquisa de anticorpos no soro

Anticorpo da classe IgM no soro

Anticorpo da classe IgG no soro

Antígeno de toxoplasma

IgG anti- Toxoplasma

IgM anti- Toxoplasma

Teste para detectar anticorpos

ELISA

  • KIT comercial

Ensaio

Ensaio ELISA

  • “Enzyme immunolinked assay”

Outro ensaio

  • Imunofluorescência indireta

Preparo do teste

Ensaio Imunofluorescence

Lamina + Ag (toxoplasma)

Reação Ag-Ac

IMUNOFLUORESCENCIA

Rastreamento sorológico

  • Podemos ter as seguintes interpretações:

  • IgG negativo e IgM negativo: paciente susceptível

  • IgG positivo e IgM negativo: infecção pregressa

  • IgM positivo: infecção aguda

Tratamento - gestante

  • Espiramicina

Tratamento fetal

  •     Alternar 3 semanas de esquema triplo com 3 semanas de rovamicina (3,0g/dia) até o parto. O esquema triplo consiste na associação dos seguintes medicamentos :

  • Esquema Triplo Dosagem

  • Pirimetamina (Daraprim)50 mg/dia

  • Sulfadiazina (Sulfadiazina)3 g/dia

  • Ácido folínico (Leucovorim)15 mg/dia

Comentários