Gestão Ergonômica

Gestão Ergonômica

(Parte 1 de 5)

Gestão Ergonômica e Gestão Ergonômica e

Programas de Ergonomia Programas de Ergonomia na Empresa na Empresa

Ms. João Eduardo de Azevedo Vieira

•Fisioterapeuta (PUC-PR / 2000)

•Esp. Fisiologia do Exercício e do Desporto (IBPEX / 2001)

•Esp. Fisioterapia do Trabalho (CBES / 2003)

•Mestrado Eng. Mecânica –Ergonomia (UFPR / 2004)

Ergonomia •“Éa adaptação do trabalho ao homem”

Trabalho

•Aspectos Físicos • Aspectos Organizacionais

• Aspectos Comportamentais

Aspectos Físicos

• Temperatura • Umidade

• Ruído

• Iluminamento

•Organização de lay-oute mobiliário (antropometria e biomecânica)

Aspectos Organizacionais

•Tipo de produção

•Riscos inerentes àatividade de trabalho

• Repetitividade •Transporte manual de cargas

• Má postura

•Ritmo de trabalho

• Produtividade

Aspectos comportamentais

• Estresse • Produtividade

• Relacionamento humano

• Empregados • Chefias

Homem

• Comportamento conflitante •Corpo x Mente

• Conforto

• Subjetividade

•Patologias e Pré-disposição

•Qualidade de Vida

Ferramentas da Gestão Ergonômica

•Análise Ergonômica do Trabalho •Laudo Ergonômico –Perícia

•Gerenciamento de queixas

•COERGO (Comitê de Ergonomia)

•Ginástica Laboral

•Programas de Qualidade de Vida

Ferramentas da Gestão Ergonômica

• Trabalho multidisciplinar

•Médico do Trabalho •Enfermeiro do Trabalho

•Gerenciamento de produção

•Fisioterapeuta / Prof. Educação Física

• Psicólogo

Análise Ergonômica do Trabalho

•Refere-se a NR17 e àErgonomia de forma abrangente, incluindo um estudo detalhado dos postos de trabalho a fim de detectar os fatores de riscos ocupacionais capazes de fornecer subsídios para as soluções ergonômicas para a empresa, adequando-a à legislação.

Análise Ergonômica do Trabalho

•“O objetivo prático da Ergonomia éa adaptação do posto de trabalho, dos instrumentos, das máquinas, dos horários, do meio ambiente às exigências do homem.

A realização de tais objetivos, ao nível industrial, propicia uma facilidade do trabalho e um rendimento do esforço humano.” ( GRANDJEAN, 1968).

(Parte 1 de 5)

Comentários