Como Sobreviver no Mercado de Trabalho

Como Sobreviver no Mercado de Trabalho

(Parte 5 de 7)

Nesse momento, o que muda é o perfil do profissional e o comportamento complementar desses homens que vão tornar a tecnologia disponível aos usuários e compradores dessas inovações.

Quantas tecnologias foram consideradas inviáveis e foram descartadas por seus inventores, por não saberem como comercializar e colocar em prática, em benefício da sociedade, todo aquele conhecimento que ficou no papel no fundo de uma gaveta. O mundo e os cidadãos necessitam também, de outro tipo de profissional que é aquele capaz de fazer alguma coisa com aquilo que sabe. No grande teatro da vida que é o show business – entretenimento- que é um dos setores de maior crescimento no mundo, nós temos dois tipos de profissões: o primeiro são aqueles profissionais do saber, que são os autores de livros, músicas, de textos, de peças de teatro, que são os chamados pensadores e criadores.

O segundo tipo de profissional, são aqueles que fazem coisas, isto é, os empreendedores que fazem acontecer, produzindo algo. São os atores, cantores, diretores e produtores.

Nenhuma criação por mais genial que possa parecer, no mundo do entretenimento, não teria função prática se não existisse um mercado ávido pela diversão, que são os espectadores, ou melhor, os consumidores da arte e da criação daqueles profissionais definidos acima.

Em outras palavras, essas profissões não existiriam se não houvesse um mercado que demanda esse tipo de serviços de entretenimento.

A maioria das profissões se complementam dessa forma, e você pode usar esta mecânica de raciocínio para chegar à conclusão da profissão mais adequada para o seu perfil. O setor de turismo, hoje um grande empregador de mão de obra, dispõe de um país tropical, com clima ameno como o nosso, de território vasto, de culturas regionais típicas, de alimentação local diferenciada. O país possui mais de 8.0 Km de praias, conta com a maior floresta do mundo, com riquezas da região dos alagados do pantanal, rios florestas amazônicas, cachoeiras enormes com Fóz do Iguaçu e, como conseqüência dessa análise inicial, não precisamos ser sábios para adivinhar que as atividades de lazer e entretenimento estão em alta. Portanto, todos os setores subsidiários e complementares, tais como: Agência de Viagem, Informações Turísticas, Hotelaria, Restaurantes, Transportes em geral (terrestre, marítimo, aéreo, fluvial e ferroviário) terão um grande futuro em nosso país. Empresas de eventos de negócios, tais como: Congressos, Seminários, viagens para executivos ou nichos de mercado como viagens de famílias, de crianças, de jovens, de aposentados da terceira idade, são áreas ainda pouco exploradas que terão um grande desenvolvimento. Outro nicho de mercado, inexistente em nosso país, é o turismo voltado para esportes radicais, para grupos de interesses comuns como asa delta, Jet Ski, Surf, bumg jump, salto de paraquedas ou outras, como caminhadas pelo campo, safari fotográfico, turismo ecológico, que revelam uma das tendências de comportamento do consumidor pela aventura da fantasia.

Uma outra área que está se desenvolvendo muito é o setor de serviços em geral. Qualquer empresa prestadora de serviços terá um bom futuro. Esse setor não se desenvolveu muito em nosso país, em função da nossa necessidade de produção de insumos básicos e comercialização dos produtos. Tanto é que até hoje, os serviços sempre foram relegados a um segundo plano na atividade econômica, pois haviam compradores para tudo o que se produzisse no Brasil, não importando a qualidade e o atendimento ao consumidor. Hoje, tanto o setor industrial, quanto o comercial, já perceberam que se não agregarem serviços especiais aos seus produtos, o consumidor vai escolher aquele produto que já vem junto com o serviços. Exemplos de empresas de assistência técnica de instalação de máquinas equipamentos têm como função básica, garantir o funcionamento e a manutenção dessas máquinas. O consumidor quer comprar um produto instalado, mantido e garantido.

Como vocês viram acima, ainda existem oportunidades de trabalho e de novas profissões no mercado. Não desista de achar um emprego, pois é só procurar em setores inovadores que vocês vão achá-lo.

Se você avaliou estas novas profissões e se sentiu qualificado, veja a seguir, o que fazer para conseguir um novo emprego.

Roberto Cintra Leite é sócio-diretor da Cintra Leite Consultores, membro da Horwath International e Gizelle Sanches é consultora especializada em Recursos Humanos e Planejamento de Carreira. EMail: clc@cintraleite.com.br

VOCÊ FOI DEMITIDO! Autores: Roberto Cintra Leite e Gizelle Sanches

¤ Como conseguir um novo emprego? ¤ O que fazer para se recolocar no mercado de trabalho?

Antes de sair em busca de uma nova recolocação, seria interessante que você fizesse alguns testes de auto-avaliação e respondesse a questionários para saber mais sobre o assunto. Agora que você já sabe quais profissões você tem mais chances, como descrito nas fases anteriores, e porque você perdeu o seu emprego, chegou a hora de rever o seu comportamento, avaliando quais são os seus pontos fortes e fracos, identificando as suas melhores habilidades e procurando melhorar ainda mais as suas características inatas mais fortes.

As características abaixo, são aquelas típicas do comportamento dos profissionais de sucesso. Portanto, se você tiver algumas delas, terá mais chances de chegar lá.

1. APRESENTAÇÃO PESSOAL - não significa luxo, mas atenção com seu próprio asseio e adequação com as roupas usadas no ambiente de trabalho e no social. Você tem que parecer que saiu do banho. 2. FACILIDADE DE RELACIONAMENTO - é necessário criar um ambiente agradável durante as atividades profissionais, pois passamos a maior parte da nossa vida no trabalho. Alegria e descontração são um bom começo. Até o computador tem linguagem amigável. 3. FACILIDADE DE COMUNICAÇÃO VERBAL – precisa ser capaz de se comunicar com qualquer pessoa, compreendendo as solicitações e fornecendo as respostas corretas. Quanto mais clara e objetiva for a sua comunicação menor serão as chances de erros. Reaprender a ler, escrever e falar é importante, pois hoje são as ferramentas de trabalho mais valorizadas. 4. RAPIDEZ DE RACIOCÍNIO E DECISÃO - decisão adiada ou a demora em resolver os problemas pode colocar em dificuldades outros setores da empresa, muitas vezes colocando em risco a saúde da organização. Lembre-se: mais vale uma decisão errada no momento certo, do que uma decisão certa no momento errado. 5. CRIATIVIDADE – um dos principais pontos de diferenciação das pessoas está na capacidade criadora. Como você já ouviu falar, nosso cérebro tem dois lados bastante diferentes. O lado direito se ocupa da lógica do raciocínio e o lado esquerdo desenvolve os aspectos da criatividade. Use mais o lado esquerdo do cérebro, pois é ali que você vai desenvolver uma vantagem competitiva. Evite o comportamento comodista. É preciso reagir e desenvolver a capacidade de mudar, buscar novas maneiras de trabalhar para conseguir melhores resultados. Inovação é a base de evolução profissional e pessoal. Ousar é palavra chave. 6. LIDERANÇA - ser líder não é uma atribuição, mas uma situação. Você se colocar no lugar daquele que toma decisões e vai em busca do sucesso, somente poderá obter resultados num clima de cooperação, e para tanto deverá exercer uma liderança participativa. Forme um grupo de trabalho para desenvolver um projeto e tome a liderança dele.

7. CAPACIDADE DE OBSERVAÇÃO = VISÃO CRÍTICA para identificar pontos que precisam ser melhorados no trabalho ou na empresa é necessário ter uma visão crítica dos negócios e, portanto, será preciso adquirir novos conhecimentos, além da sua especialização. Adquirir uma visão maior da sua função, do seu cargo, do seu trabalho vai melhorar as chances da empresa de acertar nas suas decisões estratégicas. Pare, pense, olhe e analise situações e você vai descobrir novas idéias de como melhorar os seus serviços. 8. CAPACIDADE DE PERSUASÃO – a liderança moderna busca a participação de todos, portanto, você terá que ser capaz de convencer a sua equipe de trabalho, fazendo prevalecer a sua opinião com idéias claras e confiáveis, que irão valorizar o seu perfil profissional e aumentarão a sua participação na empresa. 9. DETERMINAÇÃO – é a capacidade de iniciar e terminar suas tarefas, pois quanto mais você for capaz de resolver problemas ou propor soluções, mais importante vai se tornar dentro da empresa. Superar as dificuldades do dia a dia, perseguir objetivos, alcançar metas, só se consegue com muita determinação. 10.EQUILÍBRIO EMOCIONAL - enfrentar os conflitos e desafios sem comprometer seu próprio desenvolvimento é como controlar as emoções nas artes marciais orientais.

Veja abaixo um resumo das características de comportamento dos profissionais de sucesso.

1. Apresentação Pessoal 2. Facilidade de Relacionamento 3. Facilidade de Comunicação Verbal 4. Rapidez de Raciocínio e Decisão 5. Criatividade 6. Liderança 7. Capacidade de Observação = Visão Crítica 8. Capacidade de Persuasão 9. Determinação 10. Equilíbrio Emocional

*Fonte: Livro: “Criando o Próprio Futuro” – O Mercado de Trabalho na Era da Competitividade Total – Autor: Simon Maurice Franco – Editora Ática – 2ª Edição

*AUTO-AVALIAÇÃO DO PERFIL EMPREENDEDOR Não basta ter as características de comportamento adequadas ao profissional moderno. As empresas estão avaliando também as características empreendedoras. Não importa qual função ou cargo você ocupa. As suas qualificações, como empresário de si mesmo, serão levadas em conta e consideradas pelas empresas, como as mais importantes para o sucesso profissional ou empresarial. Um dos requisitos mais valorizados ultimamente é a capacidade de realizar tarefas, projetos, negócios, independentemente do seu nível ou atividade na empresa, pois o que conta é quem faz acontecer. Para saber se você tem o perfil exigido, basta verificar o que o entrevistador vai julgar. As melhores empresas usam testes para avaliar as características empreendedoras dos profissionais para a seleção dos mais aptos. Veja abaixo algumas das características de comportamento de empreendedores.

1. Buscam novas oportunidades de negócio 2. Demonstram iniciativa 3. São determinados e persistentes 4. Têm comprometimento com a empresa 5. São eficientes e eficazes 6. Prestam serviços de qualidade 7. Correm riscos calculados 8. Estabelecem objetivos e metas alcançáveis 9. Buscam de informações de fontes abalizadas 10. Planejam e monitoram sistematicamente os resultados 10. São persuasivos 1. Bem articulados e mantém rede de contatos 12. São independentes e têm autoconfiança

Para cada característica existe uma pontuação. O grau de sofisticação desses testes permite elaboração do gráfico do Perfil Empreendedor, avaliando se o candidato terá um desempenho acima da média para aquela função. Com este mesmo questionário é possível mensurar também os seus desejos de realização pessoal e profissional, as suas habilidades de planejamento e até a sua ambição pelo poder.

Outro tipo de teste, mais tradicional é o teste de conhecimentos, cujo objetivo é avaliar o grau de conhecimentos e as habilidades adquiridas através da teoria e da prática, ao longo da carreira, para inclusive checar a experiência anterior.

O testes podem ser de três tipos:

ORAL – Ex.: quando está se avaliando a fluência em idiomas. Portanto, prepare-se para falar a língua estrangeira (irão avaliar o seu grau de compreensão de texto nas leituras e o entendimento da língua falada).

ESCRITO – Quando é necessário que o conhecimento seja comprovando através da teoria. Ex.: ao Contador poderá ser exigido que feche um balanço. Às vezes pedem uma redação de próprio punho para verificar o entendimento e a construção do raciocínio lógico ou até para avaliar grafológicamente a sua letra.

REALIZAÇÃO – Quando só a teoria não é suficiente e é necessário testá-la na prática. Ex. motorista, digitador e para tanto testes práticos poderão ser exigidos.

· GERAIS: quando se avalia o conhecimento através de questões sobre a cultura lateral , isto é, o grau de saber de outras atividades que não as relativas a sua área de atuação profissional.

• ESPECÍFICOS: quando se avalia os conhecimentos técnicos e específicos diretamente ligados ao cargo em referência. Ex.: Gerente de Franquia - a prova de conhecimento específico tratará exclusivamente sobre Franchising. (Conceito, diferença entre franqueador X franqueado, documentos básicos, taxas, manuais etc.).

Como o próprio nome já diz, são os testes que medem a “psique” da pessoa e baseiam-se na análise do comportamento humano, avaliando respostas padronizadas, verificando as aptidões com o objetivo de generalizar e prever o comportamento sob determinada situação de trabalho e as diferenças individuais (físicas, intelectuais e de personalidade), analisando o que varia e quanto varia a aptidão do candidato, em relação ao padrão de comparação.

Este é um sistema de análise do perfil comportamental bem moderno e prático para se avaliar candidatos, principalmente em funções de chefia e gerência. Representa um avanço na forma de identificação das habilidades de uma pessoa para o desempenho de uma função, onde as características de um administrador serão avaliadas. O sistema tem como principais características a precisão, a objetividade e a velocidade de resposta. Informações sobre o perfil de comportamento e sua articulação com o perfil do cargo são fundamentais e serão avaliadas com o objetivo de achar o profissional certo para o cargo. Seu valor está na combinação harmônica com outros elementos, tais como: experiência, formação, conhecimento, inteligência e outros, descritos anteriormente. Antes de aplicar esse tipo de questionário, o empregador deve saber qual é o padrão de comportamento necessário para aquele cargo específico. O PPA (Personal Profile Analysis) não é um teste de personalidade, mas um questionário voltado para o contexto de trabalho, o que tem demostrado ser uma ferramenta muito prática e objetiva, pelos resultados demonstrados.

O OBJETIVO DESSE QUESTIONÁRIO · possibilita às empresas desenvolver o máximo da potencialidade de seu pessoal, desenvolver e utilizar suas habilidades específicas. • motivar, estimular e promover indivíduos no seu ambiente de trabalho, fazer crescer sua auto-estima, confiança e entusiasmo.

PERSONAL PROFILE ANALYSIS (PPA) Perfil da Pessoa

Após a aplicação do questionário é emitido um relatório que avalia as características comportamentais de uma determinada pessoa para aquela função ou cargo, tais como: - sensibilidade pessoal, tolerância aos erros, independência de decisões, estabilidade emocional, confiabilidade nas informações, precisão de respostas, engajamento na equipe e compromisso com a empresa. Avalia também os seguintes fatores: • AUTOIMAGEM - como você se percebe

COMPORTAMENTO SOB EXTREMA PRESSÃO - como você se comporta em situações de

• COMO ESPERA SER PERCEBIDO PELOS OUTROS - como as outras pessoas vêem você no ambiente de trabalho pressão • ESTRESSE e FRUSTRAÇÕES - como você reage ao estresse e às suas frustrações, desmotivação e suas prováveis causas.

QUAIS SÃO AS VANTAGENS DO PPA: • Análise rápida e precisa do estilo comportamental

• Ajuda o entrevistador a fazer perguntas adequadas e inteligentes

• Não dura mais que 10 minutos para ser preenchido e processado

• Fornece um quadro transparente de como o candidato se vê e é visto

• Como será o seu comportamento sob pressão

• O seu grau de experiência, habilidades e treinamento

• Permite alocar, treinar e motivar pessoas com maior eficácia

Ser selecionado por testes como estes é um benefício para ambas as partes. Após está avaliação, vai saber um pouco mais de você mesmo, o que o ajudará nas outras fases da seleção. Saiba porém que, ao aplicarem o PPA (Personal Profile Analysis = Perfil da Pessoa), você estará sendo avaliado com base nos critérios comportamentais acima. Todos os exercícios descritos anteriormente serão depois complementados na entrevista pessoal.

* Fonte: Thomas International – Rua Santa Justina, 352 – 1º andar – cj. 14 – tel (011) 866-7874 – Fax (011) 828-0140 – E-mail: thomint@ibm.net

A entrevista é um dos processos mais antigos e muito contribui para o recrutamento e seleção de candidatos. Pode parecer simples e fácil, mas é o mais importante na hora da decisão. Supondo que todos os outros candidatos tenham-se saído igualmente bem nos testes anteriores, o que os entrevistadores farão para desempatar? Essa é a hora da verdade, pois o candidato que desejar sobressair terá que demostrar outras qualidades de caráter, diferentes daquelas avaliadas nos testes anteriores. Esse diferencial poderá ser percebido pelo entrevistador, no que chamamos de empatia (não confundir com simpatia). A técnica é você se colocar no papel do entrevistador e dar preferência aos interesses dele e da empresa, antes dos seus. Isso é o que todo bom vendedor faz. O empregador está comprando os seus serviços e, naquele momento, tentando resolver o seu problema. Isto é o mais importante para ele e para a empresa. Você terá que dar as respostas que o outro quer ouvir. Portanto, conhecer as técnicas de vendas é vital para você fazer a diferença.

O selecionador vai reparar em tudo, desde como você se apresenta até o como fala, para ter a certeza de que está contratando o melhor. Para tanto vai avaliar o seguinte: 1. Aparência física - para o necessário desempenho do cargo. 2. Pontualidade - para poder confiar em você. 3. Humildade e Educação - para verificar se você não é petulante, nem grosseiro. 4. Facilidade de comunicação - para saber se você se expressa bem e é entendido. 5. Entusiasmo na apresentação pessoal - para saber se está motivado. 6. Autoconfiança nas respostas - para saber se você está sendo sincero e consistente. 7. Cultura geral - para verificar o nível de conhecimento lateral. 8. Experiência anterior - para checar na prática o seu curriculum. 9. Rapidez de raciocínio - para verificar a velocidade de respostas. 10.Relacionamento e comportamento em equipe - para saber se você consegue trabalhar em grupo. 1. Organização e apresentação de idéias - para avaliar a lógica do raciocínio. 12. Interesses pessoais e hobbies - para saber como você desfruta o seu tempo de lazer. 13. Habilidade no trato com pessoas - para checar a sua sociabilidade.

Veja abaixo como você deve se comportar em uma entrevista, o que falar ou não falar para convencer que realmente você é o melhor candidato.

1. USE PALAVRAS CHAVES - trabalho em equipe, feedback, desafio, compromisso; 2. MOSTRE O LADO POSITIVO DAS SUAS EXPERIÊNCIAS PROFISSIONAIS – cargos ocupados, atividades desenvolvidas, problemas enfrentados, soluções encontradas, resultados obtidos; 3. AGREGUE INFORMAÇÕES ADICIONAIS EM TODAS AS RESPOSTAS, SEM FUGIR DA

PERGUNTA – participação em cursos, contatos pessoais e profissionais no mercado, trabalho de coordenação de equipe; 4. NÃO TENTE ESCONDER O QUE VOCÊ NÃO SABE “ENROLANDO” – simplesmente diga que não conhece o assunto, mas se interessa muito em estudá-lo; 5. NÃO ABUSE DE JARGÃO PROFISSIONAL – termos técnicos e específicos, pois parece pedante ou professoral de mais; 6. ASSUMA A SUA OPINIÃO PESSOAL - procure baseá-la em informações técnicas, dados de mercado ou estatísticas recentes, para dar maior credibilidade as suas afirmações; 7. NÃO CRIE PERSONAGENS NA ENTREVISTA – não tente ganhar a simpatia do entrevistador, criando a imagem do super homem, pois vai parecer mentira; 8. NÃO FIQUE INSEGURO - mantenha voz firme e procure sempre olhar nos olhos do entrevistador, para demonstrar confiança; 9. SEJA NARRADOR DA SUA PRÓPRIA VIDA - conte suas experiências, sem floreios, pois correrá o risco de fugir do assunto. 10.CONSIGA ANTES INFORMAÇÕES DA EMPRESA – procure conhecer o que ela faz, qual o setor que atua, quem são seus clientes e qual a sua imagem no mercado, para demostrar conhecimento anterior;

“Lembre-se sempre que a entrevista é um contato social, na qual valem todas as regras de boa educação”.

(Parte 5 de 7)

Comentários