Fisiopatologia da dor

Fisiopatologia da dor

(Parte 5 de 7)

Ausência do estí mulo Sensação dolorosa

Sensibilização Central Sensibilização Central

Fibras C (potencial lento)

Glutamato (AMPA, NMDA e MTB) Taquicininas (NK1 e NK2)

U n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a r

Taquicininas (NK1 e NK2)

Alteração da excitabilidade por períodos prolongados

Sensibilização CentralSensibilização Central

3 FATORES

O papel do receptor NMDA O papel do cálcio

U n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a r

O papel do cálcio

Proteinocinase C, NO sintetase Bloqueio do receptor GABA e Glicina

Sensibilização CentralSensibilização Central

U n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a r

Lesão tecidualLesão tecidual

Liberação de mediadoresLiberação de mediadores (bradicinina e ROS)(bradicinina e ROS)

CitocinasCitocinas

U n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a r

Nociceptores Nociceptores –– hiperalgesiahiperalgesia

ProstaglandinasProstaglandinasAminas simpatico miméticasAminas simpatico miméticas

Sensibilização centralSensibilização central (Receptores NMDA e SP)(Receptores NMDA e SP)

DorDor

Sensibilização CentralSensibilização Central

Prevenção e reversão

– Ceta mina –Morfina (Opióides)

U n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a r

–Morfina (Opióides)

•Pré (cálcio) •Pós (potássio)

NeuroplasticidadeNeuroplasticidade

Mecanismo de memória

Força sináptica LTP (Long term potentition)

U n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a r potentition)

Aumento Cálcio

Neuro modulação Prevenção far macológica

Transdução Transdução --Transdução Transdução -- Ativação dos Ativação dos nociceptoresnociceptores Ativação dos Ativação dos nociceptoresnociceptores

Transformação Transformação do estímulo do estímulo nóxico em nóxico em potencial de potencial de ação.ação.

Transformação Transformação do estímulo do estímulo nóxico em nóxico em potencial de potencial de ação.ação.

Transmissão Transmissão --Transmissão Transmissão -- Mecanismos Mecanismos e viase vias Mecanismos Mecanismos e viase vias

Impulsos Impulsos nociceptivos nociceptivos conduzidos conduzidos

Impulsos Impulsos nociceptivos nociceptivos conduzidos conduzidos

Fases do processo dolorosoFases do processo doloroso

U n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a r e viase viase viase vias conduzidos conduzidos

SNC SNC (reconhecem (reconhecem a dor)a dor) conduzidos conduzidos SNC SNC (reconhecem (reconhecem a dor)a dor)

Modulação Modulação --Modulação Modulação -- Interneurônios medularesInterneurônios medularesInterneurônios medularesInterneurônios medulares

CogniçãoCognição

Siste mas descendentes Neurotran missores

U n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a rU n i v e r s i d a d e P o t i g u a r U n i v e r s i d a d e P o t i g u a r

Modulação da DorModulação da Dor

Teoria do Portão –1965 –Melzack e Wall

(Parte 5 de 7)

Comentários