O ouvido do bebê começa a se desenvolver ainda no útero da mãe , um

órgão muito sensível

Infecções da mãe que podem passar despercebidas durante a gravidez; • Uso de determinados medicamentos antes ou depois do nascimento; • Bebês prematuros com complicações;

• Problemas hereditários;

• Dificuldades no parto.

Atualmente, já é possível diagnosticar precocemente

O exame é cientificamente conhecido:

como Pesquisa

de Emissões

Oto-Acústicas - popularmente conhecido como

“Teste da Orelinha”.

A Emissão

Otoacústica ou Teste da Orelhinha é um exame objetivo que avalia a funcionalidade da porção sensorial da orelha, mais especificadamente das células ciliadas externas, localizadas na cóclea (orelha interna).

Não é um exame invasivo e não possui contra-indicação, sendo realizado durante o sono. O exame leva de 5 a 10 minutos para ser realizado. As Emissões Otoacústicas servem para detectar a ocorrência de deficiência audutiva, da cóclea (órgão sensorial responsável pela audição).

Teste da orelhinha

Quando há alteração auditiva, as Emissões

Otoacústicas deixam de ser

observadas.O exame deve ser feito ao nascer

Teste da orelinha

A deficiência auditiva deve ser detectada ao nascer, pois os bebês que possuem o diagnóstico precocemente e iniciam o tratamento até 6 meses de idade, apresentam desenvolvimento da linguagem muito próximo ao de uma criança ouvinte

Busque o conhecimentoBusque o conhecimento além da própria luzalém da própria luz até perceber o espaço até perceber o espaço onde o impossível onde o impossível aconteceacontece Obrigada

Comentários