I. POTENCIAIS DE TOQUE E PASSO Além do aumento da temperatura pelo excesso de elétrons livres circulantes, haverá também um congestionamento nas vizinhanças do terra, o que provocará um aumento do po-tencial de terra. O aumento de temperatura pode ser admi-nistrado com o correto dimensionamento dos condutores de terra. Já os fenômenos derivados do congestionamento nas vizinhanças do terra, que são potencial de passo, toque e cerca, podem ser minimizados com a construção de uma malha de aterramento adequada

Palavras-chaves — Haste de Aterramento, Aterramento, Potencial de Toque, Potencial de Passo. I. INTRODUÇÃO A crosta terrestre com todos os elementos químicos é o grande ponto referencial de terra de todos os circuitos elétri-cos. Dela são retirados todos os elétrons que depois deverão ser devolvidos, para que o primeiro princípio da termodinâ-mica não seja violado; a energia não pode ser criada e nem destruída, apenas transformada. Isso deve ocorrer instanta-neamente para restaurar o equilíbrio termodinâmico. Os metais condutores de energia são os materiais utiliza-dos para a restauração deste equilíbrio, pois como caracterís-ticas possuem elétrons que circulam livremente de um áto-mo para outro. Desta maneira, todos os elétrons deste con-dutor participarão deste movimento e neste esforço haverá variação de temperatura, pois a quantidade de elétrons dis-poníveis no condutor é infinitamente menor que a quantida-de de elétrons disponíveis na crosta terrestre.

Potencial de Toque

2- Situação sem risco - Com aterramento, a corrente não circula pelo corpoPotencial de Passo

1- Situação com risco – Sem aterramento, o único caminho para a corrente é o corpo. 1- Situação com risco – Sem malha de aterramento, pode-se formar um alto potencial entre as pernas (potencial de pas-so), o que cria meios para a circulação de corrente pelo cor-po.

Os Conceitos Básicos dos Sistemas de Aterramento Departamento de Engenharia e Produto e Mercado - Grupo Intelli

2- Situação sem risco – Com malha de aterramento, o poten-cial entre as pernas é extremamente reduzido, e não há cir-culação de corrente pelo corpo. I. PERTURBAÇÕES NOS CIRCUITOS ELÉTRICOS Os circuitos e condutores elétricos estão sujeitos ainda à perturbações comuns nos sistemas de transmissão e distribu-ição de energia elétrica, que são: 1- curto circuitos. 2- sobretensões atmosféricas. 3- sobretensões de manobrasA fim de minimizar o efeito dessas perturbações, é neces-sário um bom sistema de aterramento, com ligações de terra efetivas e de resistência elétrica compatíveis, para que as energias e potenciais desenvolvidas durante essas perturba-ções sejam dissipadas e mantidas a valores seguros para o sistema. Quanto mais baixa a resistência das ligações de terra, mais segura e rapidamente a normalidade retorna. Po-rém, para assegurar um aterramento com essa característica é preciso: - Hastes de terra cobreadas de boa qualidade (alta camada de cobre); - Malhas de aterramento de cobre ou aço-cobre bem dimen-sionadas; - Atingir teor de umidade constante no solo (e conseqüente-mente menor resistividade) com a cravação de hastes de terra interligadas (hastes prolongáveis); - Conexões de boa qualidade; - Em alguns casos, se faz necessário o tratamento do solo, para a melhoria da resistividade do mesmo. IV. A IMPORTÂNCIA DO ATERRAMENTO O sistema de aterramento quando bem dimensionado é um balanço entre os tempos de atuação da proteção e a quantidade e qualidade dos materiais, como hastes de ater-

ramento, conectores, condutores, entre outros. Isso é muito importante para não permitir que o potencial de terra suba a valores que provoquem danos ao ser humano e aos equipa-mentos, e também para dissipar as energias das perturba-ções. Desta forma, um bom aterramento ajustado aos dispositi-vos de proteção e com ligações apropriadas, garante prote-ção e pronto restabelecimento da continuidade do serviço, danos mínimos aos equipamentos e maior segurança pesso-al. Este é o ponto mais importante dos circuitos elétricos, pois ele responde por cerca de 5% dos custos e devolve pelo menos 50% do desempenho total. Funciona como referenci-al e retorno por terra, como ponto de escoamento de eleva-das correntes, seja de curto, manobra ou atmosférica, e tam-bém como alívio para potencial de cerca, toque e passo. Portanto, o aterramento se torna essencial para o funcio-namento correto dos circuitos elétricos ou eletrônicos, e também para a proteção das pessoas contra choques elétri-cos.

Comentários