(Parte 1 de 2)

J. Fernando Rocha Diagrama Esquemático

900 a.C.–Magnus, um pastor de ovelhas grego caminha sobre um campo de pedras que atraem seu cajado. A região chama-se Magnésia.

600 a.C–Tales of Miletoesfrega âmbar (elektronem grego) com pelede gato e atrai pedaços de penas.

1269–Pierre de Maricourt(Petrus Peregrinus)descobreque ímãsnaturais esféricos (pedra-ímã) alinhamagulhas com linhas de longitude apontando entre dois pólos sobre a pedra.

Primórdios

1088–Bússola pela primeira vez é descrita por Shen Kua Yao (1040)

Sec. XVI–Girolamo Cardano (1501-1576) elabora a diferença entre âmbar e pedra-ímã

Aglória de Deus é ocultar,a glória dos reis é descobrir, disse, mais ou menos, Salomão (Provérbios25:2).Muitos séculos depois, oinglêssir Francis Bacon, um dos primeiros reis da ciência, deu umconselho curioso aos que estudavam a

Natureza:deveriam suspeitar de tudo quesuasmentes adotassemcom muita satisfação. Talvez uma maneirade prevenir contra a ilusão deque qualquer descoberta humana fosse completa,ou tivesse completamente desvendado o que Deus encobrira.No momento (século 17) em quecrescia a idéia quase herética deque existia um Livro da Natureza tão cheio de mensagens cifradas de Deus para os homensquanto o Livro dos Livros, Bacon aconselhava a Ciência a nãodesprezar o que diziam os mitos e as Escrituras. A glória de Deus se manifestava de váriasformas, algumas eram apenas mais poéticas do que as outras.

Num livro chamado Labyrinth: Uma Busca pelo Significado

Escondido da Ciência,Peter Pesic[.]escreve que a primeira "mensagem" assim identificada do Livro Secular da Natureza foi o magnetismo, que os gregos e romanos já conheciam e os chineses já usavam na navegação, mas que só começou a ser estudado a fundo pelo inglêsWilliam Gilbert, contemporâneo de Francis Bacon na corte da rainha Elizabeth I, de quemera médico. O magnetismo era a prototípica evidência de uma força invisível na Natureza, a primeira alternativa à pura vontade de Deus como algo por trás de tudo. Gilbert, que chamava a força magnética de "alma" da Terra, deduziu que todo o planeta era uma pedra magnética e que os ímãs eram filhos da Terra, com quem ela compartilhava seu poder. E recorreu à linguagem poética, no caso erótica, para descrever a origem conjunta do ferro e da sua misteriosa propriedade, no ventre profundo do globo, igual a "o sangue e o sêmenna geração dos animais".

Veríssimo –OESP (14/09/2003)

William Gilbert

Século XVI: Rompimento da barreira entre duas tradições: pensadores e artesãos

Dedicatória: “Aos que não procuram conhecimento nos livros, mas nas próprias coisas”

De Magnete1600

ØCríticados escritos anteriores: Condena os mitos, falsidades…criadas para serem engolidas pela humanidade”.

ØPrimeiro modelo experimental:

Terrela

Ø“Magnus magnes ipse est globus terrestris” (O próprio globo terrestre é um grande ímã)

Um grande ímã feita de pedras-ímãs coberto de água, rocha e solos.

ØUm objetivo maior: Uma nova cosmologia em que o magnetismo teria um papel essencial.

1. Atração; 2.Alinhamentocom a direção Norte-Sul; 3.Declinação, ou desvio em relação ao meridiano;

4.Inclinação (o ângulo em relação ao plano horizontal); 5.Revolução ou movimento circular.

ØO primeiro tratado sobre eletricidade: distinção entre os fenômenos magnéticos e os elétricos: todos os materiais (âmbar) que atraem palha (e outros objetos leves) quando atritados.

ØA rotação da Terra está relacionada com o magnetismo Ver A.P. Guimarães –CH 28 (167) p. 74 2000

Ø Fabricou o primeiro eletroscópio (versorium)

“Tenho o maior respeito, admiração e inveja desse autor, que criou tão estupendo conceito em relação a um objeto que tantos homens de esplêndido intelecto manipularam sem dar a devida atenção (…). O que eu desejaria para Gilberté que ele tivesse sido mais matemático, especialmente com um forte fundamento em geometria, uma disciplina que o tornaria menos precipitado ao aceitar como provas rigorosas as razões que apresenta como verae causae[causas verdadeiras] para as conclusões corretas às quais chegou.”

Galileo Galilei nos Diálogos sobre os dois grandes sistemas

Experiments andNotes about the MechanicalOrigin or Production of Electricity (1675) “Atração elétrica é um material effluviumliberado e retornado a um corpo elétrico”

Atração mútua na eletricidade

Objetos, como cortiça, separados por 30 m, podiamser eletrificados ligando-os a tubos de vidro através de fios metálicos

Robert Boyle (1627-91): Condutores X Isolantes

Tipos de cargas elétricas Charles Dufay(1698 –1739)

Garrafa de Leiden Kleist e Musschenbroek (1975)

Condensador de carga

Geradores Eletrostáticos

Atrito: Hauskbee(1706) Indução: Wimshurts (1882)

Benjamin Franklin (1706-90) Um único fluido de eletricidade

Modelo: um único fluido com dois estados de eletrificação. Conservação de carga elétrica total de dois tipos: positivas e negativas

Experiments and Observations on Electricity

Eletricidade dos raios Eletricidade artificial

“Não há carga elétricadentrode um corpo metálico”

Analogia com a Mecânica: 21 F d

Lei do inverso do quadrado da distância

John Michell (1724-93) A Treatise onArtificial Magnets(1750)

A ação de um ímãsobre outro pode ser deduzida a partir de uma lei de força que varia com o inverso do quadrado da distância entre os pólos individuais do ímã.

An Attemptto Explainsome of thePrincipal

Phenomenaof Electricity, by Meansof an Elastic Fluid (1772)

Experimentos não-publicados: estudos de capacitância e medidas de correntes elétricas

(Parte 1 de 2)

Comentários