(Parte 5 de 7)

- detalhes construtivos ou esquemáticos de lateral, verga, soleira e peitoril;

10NBR 6492/1994

-cotas totais e parciais necessárias para uma perfeita compreensão de cada elemento representado;

-a designação de todos os materiais, acabamentos e acessórios;

-notas gerais, desenhos de referência e carimbo. 5.3.3.10 Quadro geral de acabamento (ver modelo no Anexo)

O quadro geral de acabamento deve conter:

a)simbologias de representação gráfica conforme as prescritas nesta Norma; b)notas gerais, desenhos de referência e carimbo.

NBR 6492/199411

ANEXO - Representação gráfica de arquitetura

A-1 Linhas de representação A-1.1 Manual e por instrumentos A-1.1.1 Linhas de contorno - Contínuas

A espessura varia com a escala e a natureza do desenho, conforme exemplo:

A-1.1.2 Linhas internas - Contínuas

Firmes, porém de menor valor que as linhas de contorno, conforme exemplo:

A-1.1.3 Linhas situadas além do plano do desenho - Tracejadas Mesmo valor que as linhas de eixo, conforme exemplo:

A-1.1.4 Linhas de projeção - Traço e dois pontos

Quando se tratar de projeções importantes, devem ter o mesmo valor que as linhas de contorno. São indicadas para representar projeções de pavimentos superiores, marquises, balanços, etc., conforme exemplo:

(± 0,2 m)

A-1.1.5 Linhas de eixo ou coordenadas - Traço e ponto

Firmes, definidas, com espessura inferior às linhas internas e com traços longos, conforme exemplo:

. . A-1.1.6 Linhas de cotas - Contínuas

Firmes, definidas, com espessura igual ou inferior à linha de eixo ou coordenadas, conforme exemplo:

(± 0,2 m) A-1.1.7 Linhas auxiliares - Contínuas

Para construção de desenhos, guia de letras e números, com traço; o mais leve possível, conforme exemplo:

A-1.1.8 Linhas de indicação e chamadas - Contínuas Mesmo valor que as linhas de eixo, conforme exemplo:

12NBR 6492/1994

A-1.1.9 Linha de silhueta Mesmo valor que as linhas de eixo, conforme exemplos:

A-1.1.10 Linha de interrupção de desenho Mesmo valor que as linhas de eixo, conforme exemplo:

A-2.1 Manual A-2.1.1 Letras

Sempre maiúsculas e não inclinadas, conforme exemplo:

A-2.1.2 Números Não inclinados, conforme exemplo:

Notas: a) A dimensão das entrelinhas não deve ser inferior a 2 m. b) As letras e cifras das coordenadas devem ter altura de 3 m.

A-2.2 Por instrumento A-2.2.1 Letras, conforme exemplo:

NBR 6492/199413

A-2.2.2 Números, conforme exemplo: (2,0 m - Régua 80 CL - Pena 0,2 m) (2,5 m - Régua 100 CL - Pena 0,3 m) (3,5 m - Régua 140 CL - Pena 0,4 m) (4,5 m - Régua 175 CL - Pena 0,8 m)

A-3 Escalas A-3.1 - Escalas mais usuais

1/2; 1/5; 1/10; 1/20; 1/25; 1/50; 1/75; 1/100; 1/200; 1/250 e 1/500.

Nota:Na escolha da escala, deve-se sempre ter em mente a futura redução do desenho.

A-3.2 Escala gráfica

A escala gráfica deve ser de acordo com a escala do desenho.

A-3.2.1 Desenho a grafite, conforme exemplo:

A-3.2.2 Desenho a tinta, conforme exemplo:

A-4 Norte A-4.1 Desenho a grafite, conforme exemplos:

14NBR 6492/1994 A-4.2 Desenho a tinta, conforme exemplos:

Onde:

N-Norte verdadeiro NM-Norte magnético - pode ser utilizado somente na fase de estudos preliminares

NP-Indicação da posição relativa entre os vários desenhos constituintes do projeto. Esta indicação é opcional e deve ser acompanhada da indicação do norte verdadeiro.

A-5 Indicação de chamadas

A-5.1 Desenho a grafite, conforme exemplo:

A-5.2 Desenho a tinta, conforme exemplo:

A-6 Indicação gráfica dos acessos A-6.1 Desenho a grafite, conforme exemplo:

NBR 6492/199415 A-6.2 Desenho a tinta, conforme exemplo:

(Parte 5 de 7)

Comentários