O papel é um dos materiais mais comuns e utilizados no nosso dia

O papel é um dos materiais mais comuns e utilizados no nosso dia

O papel é um dos materiais mais comuns e utilizados no nosso dia-a-dia. Além de compor as folhas de cadernos, livros ou jornais é também a matéria-prima utilizada para fabricar embalagens, envelopes, cartões e artigos sanitários como guardanapos, lenços, toalhas, papel higiênico, entre outros.

Há cerca de um século a madeira tem se destacado como a principal fonte de fibras destinadas à produção de papel. Todavia, o aumento no consumo de papel contribuiu para a crescente pressão sobre as florestas nativas, uma vez que os plantios artificiais não têm sido capazes de suprir a demanda.

Apesar da fabrição de papel, a partir de espécies florestais, promover geração de divisas e de postos de trabalho para a população, não podemos esquecer que dela resultam problemas sociais e ambientais, muitas vezes com conseqüências danosas, tais como a utilização de extensas áreas que poderiam ser usadas para o cultivo de grãos e o manejo intensivo de áreas florestais, podendo acarretar na desestruturação física e o depauperamento químico do solo.

No sentido de minimizar estes problemas, surgiram técnicas alternativas e ecologicamente corretas de produção de papel, destacando-se a Reciclagem - metodologia de reutilização das fibras de papéis usados, a partir da desagregação das folhas de papel em água. Essa técnica representa uma forma racional e bastante plausível, adotada por diversos países do mundo. Dentre as inúmeras vantagens da reciclagem de papel, podem ser destacadas as seguintes:*Cada tonelada de papel velho, destinada à reciclagem, evita o corte, dependendo do tipo da polpa, de 30 a 60 eucaliptos, de 6 a 8 anos de idade;*Todos e quaisquer tipos de papel velho ou aparas (cortes) podem ser reutilizados;*Menor utilização das florestas, preservando com isso o meio ambiente;*Redução considerável da quantidade de lixo gerado, pelo fato do papel representar de 33 a 40% do lixo, no Brasil;*Menor consumo de energia, comparado com o processo convencional de fabricação de papel, e redução em 50% no consumo de água - recurso natural que deve ser preservado, *Geração de empregos diretos e indiretos, incorporando ao processo produtivo a mão-de-obra de catadores e recicladores. A cada dia, um número maior de pessoas dedica-se ao trabalho de coleta, prensagem, transporte e utilização dos papéis recolhidos nas ruas, resultando na geração de trabalho digno, reconhecidamente imprescindível para a melhoria das condições de vida da população e viabilizando a manutenção de famílias pouco preparadas para o mercado de trabalho, hoje tão competitivo.

Desta forma, observamos que a Reciclagem de Papel se constitui numa atividade de importância sócio-econômico-ambiental, merecedora de incentivos e que deve ser fortemente respeitada por todos os segmentos da sociedade. 

publicado em 24/02/2006 (11:08)

Comentários