Saúde do Homem - Perfil Laboratorial do Homem

Saúde do Homem - Perfil Laboratorial do Homem

(Parte 2 de 6)

icterícia obstrutiva.

HDL é uma lipoproteína de alta densidade. O HDL colesterol é tido como protetor do desenvolvimento de aterosclerose, portanto níveis elevados de HDL colesterol são benéfi cos e desejáveis.

Valores baixos são encontrados: obesos

vida sedentária

fumantes

diabéticos

O exercício físico pode aumentar esta fração do colesterol. Triglicérides são compostos de ácidos graxos e glicerol e constituem a principal reserva energética do organismo. Seus valores elevados associados a colesterol elevado aumentam o risco de doença coronariana.

Valor de referênciaAcima de 19 anos HDL colesterol séricoMaior ou igual a 40 mg/dL

LDL colesterol sérico

Ótimo: inferior a 100 mg/dL Subótimo: de 100 a 129 mg/dL Limítrofe: de 130 a 159 mg/dL Elevado: de 160 a 189 mg/dL Muito elevado: superior a 189 mg/dL

VLDL colesterol séricoNormal: inferior a 30 mg/dL

Triglicérides séricoNormal: inferior a 150 mg/dL Limítrofe: de 150 a 199 mg/dL

Elevado: de 200 a 499 mg/dL Muito elevado: superior a 499 mg/dL

Indicações: O screening inclui o colesterol total e a lipoproteína de alta densidade (HDL). Sem recomendação a favor ou contra triglicéride. É recomendada a realização rotineira em: (1) homens acima de 35 anos sem fator de risco para doença coronariana; (2) homens entre 20 e 35 anos com fator de risco para doença coronariana. Para o acompanhamento dos pacientes sem fator de risco recomenda-se dosagem a cada três anos, para pacientes com fator de risco, controle anual.

Observação: O valor do VLDL colesterol é obtido rotineiramente por meio de cálculo feito com base na dosagem dos triglicérides ou do colesterol total e de suas demais frações (LDL e HDL).

Creatinina A creatinina é um produto da degradação da creatina, eliminada na maior parte pelos rins. É o teste mais utilizado para avaliação da taxa de fi ltração glomerular.

Sua concentração depende de: taxa de fi ltração renal;

massa muscular;

idade;

sexo;

alimentação;

uso de medicamentos e outros.

Níveis baixos podem ser encontrados nos estados que cursam com diminuição da massa muscular e não é um bom indicador em pacientes acima de 65 anos.

Valor de referência Sérico: sexo masculino0,7 a 1,3 mg/dL

Glicemia

Dosagem da glicose sérica serve para determinar: principalmente, diabetes;

pré-diabetes;

hipoglicemia;

diagnóstico monitorar diabetes.

cular e não é um bom indicador em pacientes acima de 65 anos.cular e não é um bom indicador em pacientes acima de 65 anos.cular e não é um bom indicador em pacientes acima de 65 anos.

O rastreamento é importante para as pessoas com alto risco de desenvolver diabetes, checando: história familiar;

sobrepeso;

quarta década de vida.

Deve ser realizado como parte de um exame médico regular, quando houver sintomas sugestivos de hiperglicemia ou hipoglicemia e durante a gravidez.

Valor de referência Glicemia de jejum:

70 a 9 mg/dL (3,9 a 5,5 mmol/L) Normal 100 a 125 mg/dL (5,6 a 6,9 mmol/L)Pré-diabetes 126 mg/dL (7,0 mmol/L) ou mais em mais de um exameDiabetes

Teste de Tolerância Oral à Glicose (OGTT) (Ingerir 75 g de glicose duas horas antes do exame)

< 140 mg/dL (7,8 mmol/L)Normal

140 a 200 mg/dL (7,8 a 1,1 mmol/L)Pré-diabetes 200 mg/dL (1,1 mmol/L) ou mais em mais de um exameDiabetes

Hemograma completo O hemograma completo é dividido em eritrograma, leucograma e contagem de plaquetas.

Hemograma Completo

Eritrograma – Série vermelha 21 a 9 anos, sexo masculino:

EritrócitosM/mm34,50 a 6,70 Hemoglobinag/dL14,0 a 18,0 HematócritomL eritr/dL41,5 a 54,7 VCMu382,0 a 92,0 HCMmm327,0 a 31,0 CHCMg/dL32,9 a 36,0 RDWg/dL11,6 a 14,8

Deve ser realizado como parte de um exame médico regular, quando houver sintomas sugesti- O hemograma completo é dividido em eritrograma, leucograma e contagem de plaquetas.

Leucograma – Série branca

Valores em %Valores em N/mm3

Leucócitos -5.0 a 10.0 Promielócitos 0,0 0 Mielócitos 0,0 0 Metamielócitos0,0 a 0,10 a 100 Bastonetes3,0 a 6,0150 a 600 Segmentados55,0 a 65,02.750 a 6.500 Neutrófi los58,0 a 72,02.900 a 7.200 Eosinófi los1,0 a 4,050 a 400

Basófi los0,0 a 1,0 a 193

Linfócitos típicos20,0 a 32,01.0 a 3.200 Linfócitos atípicos 0,0 0 Monócitos4,0 a 8,0200 a 800 Blastos 0,0 0 Plaquetas/mm3150.0 a 450.0/mm3

PSA (Antígeno Prostático Específi co) O PSA é produzido pela próstata e serve como marcador de alterações prostáticas. Seu aumento pode ser devido a: neoplasia prostática;

(Parte 2 de 6)

Comentários