O que você Precisa para ser um profissional feliz?

O que você Precisa para ser um profissional feliz?

Ano 04 | Nº 2

Outubro | Novembro | 2010 R$ 8,90

MODA

Tome seu lugar nesse sonho de verão 3 looks para inspirar

Turismo Apaixone-se sob o sol de Toscana

Saúde

Nutricosméticos poção mágica do momento como fonte da juventude

Empresários de Piracicaba falam de crescimento e investimentos

Ivo Pitanguy

ENTREVISTA A beleza que realmente importa

Tony Jr. é formado em Moda na Anhembi-Morumbi. A marca que leva o seu nome existe desde 2007. Atualmente apresenta suas coleções dentro da “Semana de Moda - Casa de Criadores”, evento responsável por lançar grandes nomes da moda brasileira. Eventualmente, desenvolve coleções para outras marcas. Tony já desenvolveu figurinos para TV Globo e artistas como Marcos Mion (MTV), Ivete Sangalo, Jota Quest, Fala Mansa, entre outros, e figurinos para comerciais de TV. Seu ateliê fica na cidade de São Paulo.

Ralph Neves é formado em Administração pela Universidade Estadual de Montes Claros – Minas

Gerais (UNIMONTES). Atualmente é tutor de sala da Unopar - Universidade Norte do Paraná, pólo de

Pirapora. Escreve no blog w.ralphneves.com desde dezembro de 2007.

André Gallina é médico neurologista clínico com título de especialista pela Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto e diretor do CNCP- Centro de Neurologia Clínica de Piracicaba.

Errata: • Conforme foi publicado na edição nº 21, na matéria sobre Saúde, intitulada “Fertilidade Masculina”, página 32, o nome completo e CRM do médico urologista do Centro de Reprodução Humana de Piracicaba (CRHP) é Gustavo de Mendonça Borges - CRM/SP: 94121

• Também na edição n.º 21, página 90, a tradicional loja de móveis finos Villa Gramado, dos proprietários Mirian e Diogo Trivelatto, passou a se chamar Gramado.

onheço gente que faz essa pergunta todos os dias: o que eu preciso para ser feliz? Alguém disse, certa vez, que a “felicidade não está no destino e sim na viagem”. Isso quer dizer que para ser feliz não precisamos ficar pensando no futuro e sim viver intensamente o presente. Certo? Sinceramente não sei a resposta exata, mas vou aqui dar algumas dicas para você tentar ser, pelo menos, um profissional feliz. Quem sabe, a partir da leitura deste texto, você também encontre o norte para sua felicidade pessoal.

Pois bem, vamos então às dicas:

1. Conheça-se! É extremamente importante que o ser humano se conheça e, para que isso seja mais claro, faça a seguinte pergunta: “quem sou eu?” A partir da sua resposta, você poderá começar a se conduzir pelo melhor caminho. Quando você se conhece, sabe suas fraquezas e forças, pontos positivos e negativos. Exemplo: se eu não gosto de Matemática, ou simplesmente de números, por que vou cursar Administração, Economia, ou outro curso da área? Por que vou trabalhar no setor financeiro da empresa? Possivelmente, se você não ouvir seu coração, será um profissional frustrado. Por isso, comece desde já a se conhecer.

2. Mexa-se! A mudança deve fazer parte de sua vida, todos os dias. Se você ficar parado, o mercado o engolirá e, quando você menos esperar, estará fora dele. Conheço pessoas que até hoje estão esperando sua fada madrinha aparecer à noite e lhe oferecer o melhor emprego do mundo. Acorde! É você que necessita ir em busca de algo melhor para você. Não espere que a empresa que você trabalha pague sua faculdade ou sua pós-graduação. É você que deve, acima de tudo, buscar o seu desenvolvimento. Por isso, pense sempre o seguinte: “não posso parar de estudar, de me capacitar!”

3. Apareça! Alguém já ouviu falar em Marketing Pessoal? Não? Então procure um livro ou busque na internet o seu conceito. Quando eu digo “apareça”, não desejo que você seja um exibicionista, e sim, que você goste de você antes de gostar dos outros. Não tenha dó de investir o seu dinheiro em você. Não fique esperando que os outros façam algo, faça você! Mostre sua cara nas reuniões, dê sua opinião, vista-se bem, compre livros, faça bons cursos, cresça profissionalmente. Sabe quem vai ganhar com isso? Você, a pessoa mais importante do mundo.

4. Seja diferente! Existe coisa pior do que moda? Você sai na rua e vê todas as mulheres com a mesma sandália que a atriz da novela das oito usa durante suas cenas. A cor do batom é a mesma. Os homens, da mesma forma, usando um tênis de determinada marca. No fundo, você acaba ficando igual a todos. No mercado de trabalho acontece a mesma coisa. Você começa a ‘enrolar o serviço’ porque acha que está ganhando pouco, se torna negligente até o ponto de ser demitido, sempre falando mal da empresa. Por que não fazer diferente? Ainda que ganhe pouco, faça bem o seu serviço, para que alguém descubra seu talento e oferte algo melhor para você. Não faça como seus colegas que só encontram pontos negativos na organização, encontre os positivos e seja um profissional diferente.

Por fim, compreenda, de uma vez por todas, que o poder da felicidade, seja ela profissional ou pessoal, está dentro de você. Quem vai dizer se você é ou não um bom profissional é você mesmo. Fuja, portanto, da mediocridade! Faça as coisas com amor, com determinação, com zelo. Pois, pior do que você não encontrar a sua felicidade, é você viver uma vida medíocre.

Ralph Neves, administrador de empresas: ralphneves@yahoo.com.br

O que você precisa para ser um profissional feliz?

Comentários