Saúde da família e vigilância em saúde - em busca da integração das práticas

Saúde da família e vigilância em saúde - em busca da integração das práticas

(Parte 1 de 15)

w.saude.gov.br/dab

Revista Brasileira Saúde da Família Ano VIII, número 16, outubro/dezembro de 2007 Tiragem: 15.0 exemplares

Coordenação, distribuição e informações: MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica Esplanada dos Ministérios, bloco G, 6° andar, sala 655 CEP: 70058-900, Brasília-DF Tel.: (61) 3315-2497 Fax. (61) 3226-4340 Home page: w.saude.gov.br/dab

Supervisão Geral: Luis Fernando Rolim Sampaio

Coordenação Técnica: Antônio Dercy Silveira Filho Claunara Shilling Mendonça

Coordenação Editorial: Inaiara Bragante

Redação: Eduardo Dias Patrícia Alvares

Jornalista Responsável: Patrícia Alvares (MTB – 3240/DF)

Projeto gráfi co: Wagner Alves

Fotografi as: Eduardo Dias; Patricia Alvares; SES/Acre; SMS/Fortaleza; Programa de Combate à Sífi lis Congênita/Petrópolis; Secretaria do Turismo e Meio Ambiente/Cruz; AMPDS/Guarapuava; SMS/ Diadema; ONG Crianças de Belém; Luís Oliveira/MS.

Ilustrações: Ana Lúcia Gillet Lomonaco

Colaboração SMS/Campo Grande; SES/Acre; SMS/Fortaleza; Secretaria do Turismo e Meio Ambiente/Cruz; AMPDS/Guarapuava; SMS/ Diadema.

Tradução Sem Fronteiras

Impresso no Brasil / Printed in Brazil

Revista Brasileira Saúde da Família. – Ano VIII, n. 16 (Out./Dez. 2007). Brasília: Ministério da Saúde, 2007

Trimestral. ISSN: 1518-2355

1. Saúde da família. I. Brasil. Ministério da Saúde. I. Título.

Não deixe a água da chuva acumulada sobre a laje.

Encha de areia até a borda os pratos das plantas

.Guarde garrafas sempre de cabeça para baixo.

Jogue no lixo todo objeto que possa acumular água.

Mantenha bem tampados tonéis e barris d’água. Lave semanalmente por dentro com escova e sabão os tanques utilizados para armazenar água.

Mantenha a caixa d’água sempre fechada com tampa adequada.

Entregue seus pneus velhos ao serviço de limpeza urbana ou guarde-os sem água em local coberto e abrigados da chuva.

Remova folhas, galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas.

Procure logo um serviço de saúde em caso dos seguintes sintomas: febre com dor de cabeça e dor no corpo.

Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde w.saude.gov.br

Revista BrasileiraSaúde da Família23

Apresentação Revista Brasileira Saúde da Família

Apresentação

Entrevista José Carvalho de Noronha, Secretário de Atenção à Saúde Gerson Oliveira Penna, Secretário de Vigilância em Saúde

Opinião A importância de uma agenda pedagógica na Administração Pública Henry Murrain Knudons

Parceria entre população e governo fortalece Saúde da Família para manter o paraíso ecológico

Qualifi cação dos profi ssionais da Atenção Básica favorece diagnóstico precoce da tuberculose

Na prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis, a estratégia Saúde da Família também faz vigilância

Valorização profi ssional aponta caminho para o controle da hanseníase no Brasil

Curitiba e Fortaleza investem no combate à violência: uma ação de Vigilância em Saúde

Agentes Comunitários de Saúde para combater a malária no Norte do País

Parceira entre Atenção Básica e Vigilância Epidemiológica no controle da dengue

Especial Vacinação: uma ação da Atenção Básica / Saúde da Família

Opinião Saúde da Família e Vigilância em Saúde: Em Busca da Integração das Práticas Ana Luiza Queiroz Vilasbôas Carmen Fontes Teixeira

Opinião Qualidade de vida: interface das políticas de promoção à saúde e o planejamento urbano Antonio Dercy Silveira Filho Luiz Pedro de Melo Cesar

Sumário

Revista Brasileira Saúde da Família

Nº 16

Departamento de Atenção Básica - DAB Esplanada dos Ministérios, Bloco “G” Edifício Sede, Sala 655 CEP: 70058-900 – Brasília/DF Telefones: (61) 3315-2497 – Fax: (61) 3226-4340

José Gomes Temporão Ministro da Saúde

É com muita satisfação que vejo a integração entre a Secretaria de Vigilância em Saúde e a

Secretaria de Atenção à Saúde por meio do Departamento de Atenção Básica, não só no que se refere à produção de publicações como esta revista e o Caderno de Atenção Básica – Vigilância em Saúde, mas, principalmente, na execução das atividades e reorganização do trabalho de forma que contemple as áreas e que melhore o controle de agravos e a saúde da nossa população.

A estratégia Saúde da Família apresenta, como peculiaridade, a proximidade e estreitamento de relações com os usuários pela construção de vínculo entre equipe e usuários/família – o que facilita sobremaneira o contato, identifi cação e tratamento de doenças que podem ser evitadas por meio de uma atuação fi rme e persistente de nossos profi ssionais de saúde.

(Parte 1 de 15)

Comentários