(Parte 1 de 3)

w.pontodosconcursos.com.br 1

AULA 5

¿FUTURO CIERTO O CONDICIONADO? Continuamos em esta aula com assuntos do sistema verbal, no entendimento que eles configuram uma peça decisiva na hora de utilizar a compreensão de um texto e o discernimento sobre afirmações certas ou erradas que com ele se relacionam. No caso de hoje trataremos da brecha de significado existente entre o Futuro Imperfecto del Indicativo (Futuro do Presente da língua portuguesa) e o Condicional Simple (Futuro do Pretérito da língua portuguesa). Dita brecha demarca a fronteira do que o emissor da comunicação entende como “futuro com certeza” e um outro território que o emissor entende como algo provável ou condicionado a circunstancias que podem confirmar ou cancelar uma presunção. Seria, em poucas palavras, a diferença entre:

“el candidato A vencerá la elección” e “el candidato B vencería la elección si...”

Observa la ficha gramatical y analiza su relación con la prueba de ESAF de 2005

FICHA GRAMATICAL 7

• Expressa o que o comunicador considera que acontecerá com certeza,

• Forma-se tendo o infinitivo completo como radical e uma terminação diferente para cada pessoa gramatical:

Vencer Yo venceré Tu vencerás Él vencerá Nosotros venceremos Vosotros venceréis Ellos vencerán

Existem apenas uns 1 verbos com pequenas irregularidades NO RADICAL (perdem o ganham letras em todas as pessoas gramaticais):

Haber>>> Yo habré Saber >>> Yo sabré Caber>>>Yo cabré Decir>>> Yo diré w.pontodosconcursos.com.br 2

Hacer >>> Yo haré Venir >>> Yo vendré Poner >>> Yo pondré Salir >>> Yo saldré Poder >>> Yo podré Tener >>> Yo tendré Querer >>> Yo querré

FUTURO INMEDIATO É considerado também como uma das formas verbais do modo Indicativo. É uma estrutura composta por dois verbos (perífrase verbal) unidos pela preposição “a”: o primeiro verbo é o verbo “ir” em PRESENTE do indicativo flexionado na pessoa gramatical que realiza a ação; o segundo verbo é o verbo principal que fica invariável em INFINITIVO:

Modelo: Yo voy a viajar Tú vas a cambiar La inflación va a subir Nosotros vamos a invertir Vosotros vais a escuchar Las empresas van a reclamar

Esta estrutura tem uma variação de uso em relação a outra forma do futuro do indicativo (Futuro Imperfecto del Indicativo). Enquanto o “Futuro Imperfecto” não indica com precisão em qual momento do futuro será realizada a ação, o “Futuro Inmediato” serve para expressar que a ação é IMINENTE.

• Diferentemente dos dois anteriores, ele não significa designar uma ação ou situação que se concluirá com certeza. Ele indica possibilidade ou preferência, mas não certeza. Chama-se condicional (ou Potencial para alguns gramáticos) porque o verbo fica dependendo de alguma condição ou circunstancia que poderá determinar sua realização verdadeira.

• Igualmente que o Futuro Imperfecto, o radical do Condicional Simple será formado pelo infinitivo completo + uma terminação para cada pessoa gramatical

Modelo :

Vencer Yo vencería Tu vencerías Él Vencería Nosotros venceríamos Vosotros venceríais w.pontodosconcursos.com.br 3

Ellos vencerían

• Apresentam irregularidade nos mesmos casos do Futuro Imperfecto del Indicativo:

• Yo habría, sabría, cabría, haría, tendría, pondría, podría, querría, saldría, vendría.

PROVA DA ESAF DE ARF 2005

La inversión y el incentivo tributario En lo primero en lo que se fijan las empresas a la hora de invertir es en la seguridad jurídica. Luego, en la electricidad, las tele comunicaciones, la fuerza laboral educada, los aeropuertos y puertos y la forma de gobierno. En el séptimo lugar están los incentivos. Así consta en un estudio de Apliedd Research Consultance (APC) que mide la importancia de estas condiciones para inversionistas estadounidenses. En medio de estos antecedentes, Ecuador está a punto de dar a luz una ley que crea incentivos tributarios para las empresas que inviertan un mínimo de 7,5 millones de dólares en unos casos y de dos millones en otros y exonerarlas del pago de ciertos impuestos. El tema de los incentivos ha dado de que hablar en Ecuador desde 1957, cuando empezaron a crearse las leyes de fomento. Medio siglo después no hay una opinión generalizada sobre este tema. Existen defensores y detractores. El secretario del Observatorio de la Política Fiscal, Jaime Carrera, no tiene muchas esperanzas de que vengan nuevas inversiones por la aplicación de la citada ley. Cree que pueda tener un efecto contrario, al permitir que ciertas empresas encuentren mecanismos para hacerse beneficiarias de los incentivos sin necesidad de hacer nuevas inversiones, lo que sí se traduciría en un perjuicio para el fisco. Quienes se acojan a los beneficios de la nueva normativa estarán exentos del pago del Impuesto a la Renta. Además el Gobierno deberá exonerarles del pago de aranceles a las importaciones de maquinarias, equipos y repuestos nuevos y materias primas que no se produzcan en el país. Tampoco deberán pagar los derechos e impuestos que gravan los actos constitutivos de las compañías. (El Comercio 19/10/05)

Tradução ao português

O primeiro que olham as empresas na hora de investir é na segurança jurídica. Depois, na eletricidade, as telecomunicações, a força de trabalho educada, os aeroportos e portos e a forma de governo. No sétimo lugar estão os incentivos. Isso é o que consta num estudo de APC que mede a importância dessas condições para os investidores norte americanos. Enquanto isso, Equador está quase aprovando uma lei que cria incentivos tributários para empresas que invistam, no mínimo,7,5 milhões de dólares em w.pontodosconcursos.com.br 4 certos casos, e 2 milhões em outros; e isenta-las do pagamento de certos impostos. O tema dos incentivos deu o que falar em Equador desde 1957, quando começaram a ser criadas leis de fomento. Meio século depois não há uma opinião de consenso sobre este tema. Existem defensores e opositores. O Secretário de Política Fiscal Jaime Carrera não tem muitas esperanças de que venham investimentos novos pela aplicação da citada lei. Acredita que possa ter um efeito contrário, ao permitir que certas empresas encontrem mecanismos para tornar-se beneficiárias dos incentivos sem necessidade de fazer novos investimentos o que reverteria em prejuízo para o Tesouro. Aqueles que se acolherem aos benefícios da nova normativa estarão isentos do pagamento do imposto á Renda. Além disso o governo deverá isenta-los do pagamento de impostos de importação de maquinaria, equipamentos e peças de reposição e mátrias primas que não se produzirem no pais. Também não deverão pagar as taxas e impostos que gravam os atos constitutivos das empresas.

25.- En el texto se dice que para las empresas inversionistas a) los sectores eléctrico y de telecomunicaciones son los más seguros b) es prioritaria la certeza de una rápida recuperación de la inversión. c) la calificación de los recursos está en primer plano. d) los incentivos son lo menos importante e) la infraestructura debe estar organizada.

26.- De acuerdo con el texto, los incentivos tributarios ecuatorianos que establece la ley a) se extienden a tres tipos de impuestos b) deben aumentar la afluencia de capitales estadounidenses c) constituyen un tema de consenso d) beneficiarán a todas las empresas. e) son una novedad en el país.

27.- Según el texto, para el Secretario del Observatorio de la Política Fiscal, la ley de estímulos a la inversión: a) desanimará la llegada de nuevas inversiones. b) va a provocar pérdidas al Fisco. c) a lo mejor es contraproducente. d) ahuyentaría a inversores externos. e) seguramente disminuirá la recaudación.

Comentário do Gabarito ARF 2005 w.pontodosconcursos.com.br 5

Questão 25. A questão cobra a correta organização do primeiro parágrafo em tanto enumeração que pressupõe uma hierarquia ordinal.

Alternativa “a”: Falso. Não dizem que são mais seguros, e sim que estão em segundo lugar em importância.

Alternativa “b” Falso. O texto não menciona a velocidade de recuperação do investimento. Informação alheia ao texto.

Alternativa “c” Falso. Está em quarto plano.

Alternativa “d”.Verdadeiro. Se considerarmos os itens enunciados como a totalidade dos existentes, os incentivos estão em último lugar.

Alternativa “e” Falso. Os quesitos enumerados têm uma ordem hierárquica para avaliação, mas nenhum deles é mencionado no sentido de imprescindível, de ser pré-requisito garantido.

Questão 26 Alternativa “a”: Verdadeiro. Inferência correta decorrente da soma de três impostos enumerados: Imposto à Renda, Impostos de importação, impostos de Constituição de Sociedades.

Alternativa “b”: Falso. O texto cita a opinião contrária de Jaime Carrera, e não há outras opiniões citadas.

Alternativa”c”: Falso. O texto diz explicitamente que há discrepantes, ou seja, discordantes.

Alternativa “d”: Falso. O texto cita a quais empresas está restrito o incentivo.

Alternativa “e”: Falso. O texto menciona polêmicas desde 1957.

Questão 27. Em esta questão é possível observar o reflexo direto dos tempos verbais na armação das questões para determinar a certeza ou possibilidade das informações.

Alternativa “a” Falso. “desanimará” é excessivo. O texto não dá essa certeza, diz apenas que o Secretário não tem esperança de que os investidores venham.

Alternativa “b” Falso. A locução “va a provocar” em espanhol é usada como “futuro imediato” de algo que acontecerá com certeza. No texto, o Secretário adverte que isso poderia acontecer: “...se traduciría em perjuicios...” (uso do Condicional simple para indicar que não há certeza).

w.pontodosconcursos.com.br 6

Alternativa “c” Verdadeiro. A expressão “a lo mejor” é uma locução adverbial de possibilidade; o resto da frase, “es contraproducente” é uma inferência correta da oração que explica a possível perda de receita da Fazenda, sem ganhos de investimento real “...se traduciría em perjuicios...”.

Alternativa “d” Falso. Pelo mesmo motivo que a alternativa “a”. Alternativa “e” Falso.Pelo mesmo motivo que a alternativa “b”

EJERCICIO DE FIJACIÓN No. 8 SOBRE FUTURO CIERTO O CONDICIONADO Completa con una de las tres formas descriptas en la ficha gramatical 7

1.- En pocos minutos _(salir) un avión 2.- El ministro anunció que, en el futuro los intereses _ (caer) 3.- El ministro dijo que _(bajar) los intereses si pudiera. 4.- Algún día esas inversiones _(venir). 5.- El presupuesto _(presentarse) en los próximos días. 6.- A nadie le _ (gustar) ver su declaración de impuestos retenida 7.- En 2007 la OMC _(debatir) sobre subvenciones. 8.- China _(apreciar) el yuan esta semana. 9.- Si hubiera nuevas inversiones el PIB _ (crecer)más. 10.- El ministro _(tener) que explicar lo sucedido . 1.- Brasil _(poder) crecer más si bajara los impuestos. 12. Este año Brasil _ (hacer) varias negociaciones de TLC.

REFERÊNCIA À PROVA DA ESAF 2002/2 La UE y Japón ante el plan agrícola de EU

(Parte 1 de 3)

Comentários