Coleção Cadernos EJA - 10 Segurança e Saúde no Trabalho

Coleção Cadernos EJA - 10 Segurança e Saúde no Trabalho

(Parte 5 de 10)

13•CA08T13P3.qxd 14.12.06 17:29 Page 27

Obarulho nas fábricas é um grave problema que ainda está longe de ser resolvido, e a surdez profissional talvez seja o seu efeito mais conhecido.

Durante a década de 1980, ela foi a principal moléstia entre os metalúrgicos e atingia mais de 60% da categoria. Lutouse muito para diminuir o barulho nas fábricas, e esse esforço, somado às novas tecnologias, permitiu uma sensível redução do número de casos da doença. O uso obrigatório de protetores auditivos, por exemplo, contribuiu para essa redução.

Riscos do ambiente TEXTO 14

•Segurança e Saúde no Trabalho28 Extraído de http://www.smabc.org.br/mostra_materia.asp?id=6199

Coração em perigo Uma pesquisa realizada com quatro mil pacientes cardíacos,na Alemanha,levou à conclusão de que homens que vivem ou trabalham em ambientes muito barulhentos correm um risco 50% maior que os demais de sofrer ataques cardíacos.Para as mulheres,o risco é triplicado.Os pesquisadores concluíram que os problemas cardíacos são causados pela maior liberação de hormônios ligados ao estresse provocado pelo barulho.

Normas não são seguras É interessante notar que a maior parte das ocorrências de problemas cardíacos foi em trabalhadores de empresas com níveis de ruído próximos dos 85 decibéis – considerados saudáveis pelas normas internacionais de segurança e saúde.Mas se mesmo assim estão colaborando para o aumento dos riscos cardíacos,sua segurança deve ser reavaliada pelos responsáveis pelas normas.

14•CA08T14P3.qxd 15.12.06 0:07 Page 28

Workers’ health and safety

All workers, whether they are permanent staff, agency or contractors, need to be aware of issues that affect their health and safety at work.

These web pages are about helping workers become more aware of the health and safety issues that affect them and their responsibilities, so they can play their part in improving health and safety in the workplace.

Did you know that:

• all workers have a right to work in places where risks to their health and safety are properly controlled? The primary responsibility for this is down to the employer. •workers have a right to join and be represented by a trade union?

• both workers and employers have a legal responsibility to look after health and safety at work together? • workers who contribute to health and safety at work are safer and healthier than those who do not?

The United Kingdom laws were the inspiration for other countries

Direito ao trabalho decente TEXTO 15

Fonte http://www.hse.gov.uk/workers/ Segurança e Saúde no Trabalho•29

GLOSSARY whether. se health. saúde become. tornar-se aware of.consciente(s) de improving. melhorar to join.unir-se trade union. sindicato both.ambos; tanto um quanto o outro

PIONEERS GO FIRST 15•CA08T15P3.qxd 20.01.07 13:1 Page 29

operador de máquinas João Roque Correia Neto, de 20 anos, teve quatro dedos da mão esquerda esmagados quando operava uma calandra sem proteção (sensor) na Usimatic, em São Bernardo, no dia 5 de maio de 2006. Apesar de imediatamente levado por companheiros ao hospital, João teve amputados os dedos anular e médio nesta semana.

O trabalhador era contratado pela

Premium Serviços Temporários Terceirizados e estava apenas há dois meses na Usimatic. Seu contrato venceria dia 12. Casado, pai de um filho de três meses e com o aluguel atrasado, o metalúrgico reclama que não recebe qualquer ajuda da empresa ou da agência sequer para comprar remédio.

“O ferimento dói pra caramba e piora com todo esse frio. Eles passaram uns comprimidos mais fortes, mas não tenho dinheiro para comprar”, reclama João, que recebe pouco mais de R$ 50,0 e está gastando cerca de R$ 40,0 em medicamentos.

“Se o pessoal na fábrica não fizesse uma vaquinha e meu pai não ajudasse no aluguel não sei como seria”, conta. “A empresa e a agência ficam me jogando de um lado para outro sem resolver nada”, protesta ele.

Sobre a perda dos dedos, João revela que está tentando se conformar. “Sei que vou ficar muito abalado. Não tem dinheiro no mundo que pague. Ainda mais agora, que estou no começo da carreira”, lamenta.

O diretor do Sindicato, José Paulo

Nogueira, disse que a luta agora é para garantir a João todos os direitos previstos na convenção coletiva e na legislação. “A fábrica tem de assumir suas responsabilidades”, avisa.

“Era previsível que este acidente com o João iria acontecer. O pior é que ele

Acidentes de trabalho TEXTO 16

•Segurança e Saúde no Trabalho30

16•CA08T16P3.qxd 15.12.06 0:08 Page 30 poderia ter sido evitado”. O autor da denúncia é Clayton Luciano, do CSE na Usimatic. Ele conta que, quando a máquina foi instalada, a empresa foi informada pela CIPA de que a falta do sensor poderia provocar algum acidente.

“O problema é que a Usimatic é omissa na questão da segurança do trabalhador, eles só querem produção”, prossegue Clayton. Ele mesmo perdeu quatro falanges de uma mão em uma prensa. Só depois do acidente a empresa trocou as máquinas. “O técnico de segurança é sobrinho do patrão e só faz o que a empresa manda, nunca escuta o cipeiro”, diz o membro do CSE. Outra crítica é a jornada absurdamente longa que os encarregados obrigam os trabalhadores a cumprir. “Eles ameaçam com demissão quem não fizer horas extras. O acidente de agora ocorreu por esse excesso de pressão”, afirma Clayton.

João teve os dedos esmagados às 3h30 da manhã, quando seu horário é das 13h40 às 22h. Mesmo assim estava sozinho, aumentando o estresse da longa jornada. Quando esticou a mão para pegar a peça, encostou no cilindro da calandra. A máquina puxou sua mão e triturou os dedos.

Se a calandra tivesse um sensor funcionando como deveria, o acidente com o rapaz não teria acontecido.

Segurança e Saúde no Trabalho•31

Trecho extraído da Tribuna Metalúrgica do ABC.Terça-feira, 30 de maio de 2006. Publicação do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.

16•CA08T16P3.qxd 15.12.06 0:08 Page 31

•Segurança e Saúde noTrabalho32

Seguridad en el Trabajo es el conjunto de acciones que permiten localizar y evaluar los riesgos, y establecer las medidas para prevenir los accidentes de trabajo.

La seguridad en el trabajo es responsabilidad compartida tanto de las autoridades como de empleadores y trabajadores.

Cuando se presenta un accidente en la empresa intervienen varios factores como causas directas o inmediatas de los mismos.

las normas para las Comisiones de Seguridad e Higiene en el Trabajo son muy rigorosas

•Estructuras o instalaciones de los edificios y locales deteriorados, impropiamente diseñadas, construidas o instaladas. •Falta de medidas de prevención y protección contra incendios. •Instalaciones en la maquinaria o equipo impropiamente diseñadas, construidas, armadas o en mal estado de mantenimiento. •Protección inadecuada, deficiente o inexistente en la maquinaria, en el equipo o en las instalaciones. •Herramientas manuales, eléctricas, neumáticas y portátiles, defectuosas o inadecuadas. •Equipo de protección personal defectuoso, inadecuado o faltante. •Falta de orden y limpieza.

•Avisos o señales de seguridad e higiene insuficientes, faltantes o inadecuados.

Prevenção de acidentes TEXTO 17

Las condiciones inseguras más frecuentes son:

Estos pueden clasificarse en dos grupos: a) Condiciones Inseguras:

Se refieren al grado de inseguridad que pueden tener los locales, la maquinaria, los equipos, las herramientas y los puntos de operación. b) Actos Inseguros:

Es la causa humana que actualiza la situación de riesgo para que se produzca el accidente. Esta acción lleva aparejado el incumplimiento de un método o norma de seguridad, explícita o implícita, que provoca dicho accidente.

17•CA08T17P3.qxd 15.12.06 0:09 Page 32

(Parte 5 de 10)

Comentários