acidentes nucleares

acidentes nucleares

ACIDENTES NUCLEARES

Tipos de acidentes - radiação externa

        • Local do acidente tipo de radiação
        • instalações nucleares neutron/ 
        • Exposição hospitais:
        • de corpo radioterapia
        • inteiro radiodiagnósticos X e 
        • indústrias:
        • fontes de radiografia
        • Exposição instalações nucleares
        • Localizada hospitais X,  e 
        • indústria

Acidentes radioativos fatais relatados pela IAEA

  • Ano local fonte de radiação fatalidades

  • trabalhadores público

  • 1961 Switzerland água triciada 1 -

  • 1962 México fonte de radiografia - 4

  • 1963 China irradiador de sementes - 2

  • 1964 Alemanha água triciada 1 -

  • 1975 Itália irradiador 1 -

  • 1978 Argélia fonte de radiografia - 1

  • 1982 Noruega irradiador 1 -

  • 1984 Marrocos fonte de radiografia - 8

  • 1987 GO - Brasil fonte de teleterapia - 4

  • 1989 El Salvador irradiador 1 -

  • 1990 Israel irradiador 1 -

  • 1991 Belarus irradiador 1 -

  • 1992 China fonte de pesquisa - 3

  • 1994 Estônia rejeitos - 1

  • 1996 Geórgia fonte de radioterapia - 1

  • TOTAL............................................ 7 24

Acidentes mais sérios relatados pela IAEA

  • Ano local tipo de radiação conseqüências

  • 1965 Illinois-USA acelerador amputação de perna e braço (290-2400Gy)

  • 1975 Stimos, Itália 1 fatalidade (~12 Gy)

  • 1982 Kjeller, Noruega 1 fatalidade (~22 Gy)

  • 1989 El Salvador 1 fatalidade (~8 Gy);

  • 2 pessoas dose de corpo inteiro

  • 2,9 e 3,8 Gy, queimaduras no pé

  • 1990 Soreq, Israel 1 fatalidade (10-20 Gy)

  • 1991 Nesuizh, Belarus 1 fatalidade (~11 Gy);

  • 1991 Hanoi, Vietnã acelerador amputação de 1 mão e dedos da outra mão (10-50 Gy)

  • 1991 Maryland, USA acelerador amputação de 4 dedos de cada mão (~55 Gy)

  • 1991 Forbach, França acelerador Lesões na pele (~40 Gy)

Outubro/1957 - Windscale (Inglaterra)

  • Reatores de U-natural, refrigerado à água

  • núcleo foi resfriado sem liberar energia

  • reativado o sistema de aquecimento

  • superaquecimento

  • IRRADIAÇÃO

  • direta

  • inalação e ingestão (água e alimentos) - leite 131I

  • MONITORAÇÃO

  • leite, vegetais, ovos, carne e água - limites inferiores

  • controle nas áreas acima de 3700 Bq de 131I - leite

HISTÓRICO

  • HISTÓRICO

  • 10.10.1957 - liberação radioativa

  • 11.10.1957 - levantamento dos níveis de radiação local - não houve problemas de irradiação externa não houve problemas de inalação - ar

        • R  - contaminação do leite
  • 11.10.1957 - manhã - 185 Bq de 131I - leite

        • tarde 28.860 Bq de 131I - leite

espalhamento das pastilhas ao longo do trajeto

  • espalhamento das pastilhas ao longo do trajeto

  • espalhamento das pastilhas pela área do ferro-velho

  • espalhamento das pastilhas nas áreas ao redor

  • venda das pastilhas para fundições (pernas de mesa)

  • 16/01/1994 - descoberta do acidente, através de um sinal de irradiação acionado pela passagem de um caminhão com material de uma fundição

  • MEDIDA DEFENSIVA

  • 17.600 casas

  • 814 casas demolidas

  • 1.400 clientes

  • 2.500 itens contaminados

DESCONTAMINAÇÃO

  • DESCONTAMINAÇÃO

  • 16.000 m3 de solo

  • 4.500 toneladas de metal

  • 4.000 pessoas expostas

  • 720 pessoa s - doses entre 0,005 e 0,25 Gy

  • 75 pessoas - doses entre 0,25 e 3 Gy

  • 5 pessoas - doses entre 3 e 7 Gy

  • Não houve fatalidades

POPULAÇÃO

  • POPULAÇÃO

  • 203 pessoas expostas

  • 31 pessoas morreram

  • 13 pessoas sofreram transplante de MO

  • 6 sobreviveram ao tratamento

  • MONITORAÇÃO

  • alimentos num raio de 30 km

  • leite - 37x103 Bq/L de 131I

  • vegetais - 3,7x105 Bq/L de 137Cs

  • Princípio ALARA: doses devem ser mantidas tão baixas quanto razoavelmente exeqüível

Pacientes que desenvolveram a Síndrome Aguda da Radiação

  • Intervalo de número de número síndrome

  • dose (cGy) pacientes de mortes aguda

  • 80 - 200 31 0 -

  • 200 - 400 43 1 SMO-moderada

  • 400 - 600 21 7 SMO-severa

  • 600 - 1600 20 20 SMO-severa/GI

21.09.1987- DAF leva para a sala de sua casa

  • 21.09.1987- DAF leva para a sala de sua casa

  • distribui os fragmentos da cápsula

  • MGF (28 anos) - náusea, vômitos e diarréia FATAL

  • 23.09.1987- WMP - é internado

  • 24.09.1987- IAP (irmão de DAF) leva os fragmentos para casa, LNF (6 anos) ingere o pó de césio

  • 28.09.1987 - MGF e GGS (21 anos) levam a fonte para a vigilância sanitária de ônibus coletivo por 30 minutos.

  • GGS carrega a fonte no ombro (queimaduras)

  • 29.09.1987 - físico confirma ser material radioativo

  • Detectável 5 - 6 quadras antes

  • Comunica o fato a CNEN

  • procura localizar a proveniência da fonte

30.09.1987- Chega o diretor de fiscalização da CNEN

  • 30.09.1987- Chega o diretor de fiscalização da CNEN

  • As pessoas são alojadas em um estádio olímpico para alimentação especial e triagem das pessoas

  • Descontaminação incial (roupas, pele -água, sabão

  • vinagre, pedra-pome)

  • Casos mais graves de contaminação e com lesões graves visíveis - Hospital Geral de Goiânia (HGG)

  • Hemograma das pessoas

  • 01.10.1987- 6 pacientes são removidos para o Hospital Naval Marcílio Dias (RJ)

AÇÕES INICIAIS

  • AÇÕES INICIAIS

  • Radioacidentados - HGG

  • busca das áreas contaminadas

  • evacuação e isolamento das áreas

  • divulgação pela imprensa

  • atendimento e triagem das pessoas que se dirigiam ao estádio

  • rastreamento aéreo (descoberta de mais um ponto)-detector

113.000 triagem

  • 113.000 triagem

  • 249 contaminação significativa

  • 120 contaminação roupa e calçados

  • 129 contaminação interna e externa

  • 50 contaminação interna

  • 20 alterações hematológicas

  • radiodermite

  • 6 - HNMD - maior gravidade

  • 4 - foram ao óbito

  • MGF (F- 37 anos)

  • LF (F - 6 anos) 2R/h (2,5 mR/h)

  • IBS (M-22 anos)

  • AAS (M-18 anos)

  • 79 contaminação externa

MEDIDA DEFENSIVA E AÇÕES

  • MEDIDA DEFENSIVA E AÇÕES

  • 200 pessoas evacuaram 41 casas

  • 85 casas  descontaminação significante

  • 7 casas demolidas

  • 3.500 toneladas de lixo radioativo foi monitorado

  • 575 profissionais, técnicos, voluntários

  • 6 meses de duração

AÇÕES POSTERIORES

  • AÇÕES POSTERIORES

  • Tratamento das vítimas

    • tempo controlado para atendimento médico
    • atividade da fonte
  • descontaminação da área

  • armazenamento de rejeitos

  • avaliação do meio ambiente

  • rastreamento terrestre

Fevereiro / 1990 - San Salvador - El Salvador

  • Esterilização de produtos médicos

  • 60Co - 23 TBq (620 Ci)

  • ACIDENTE

  • Parte A - 05/02/89

  • fonte não estava na blindagem

  • o operador aplicou um pressão maior para elevar a fonte

  • empilhou 5 caixas num local onde caberiam 4 caixas

  • ocorreu uma deformação em uma caixa

  • essa deformidade impediu a fonte de retornar à blindagem

Parte B - 05/02/89

  • Parte B - 05/02/89

  • Trabalhador A entrou na sala juntamente com B e C

  • removeram as caixas

  • A  agachado, pernas afastadas

  • B  perna direita próxima a fonte

  • C  pé esquerdo próximo do produto e direito no pistom

  • dose de corpo inteiro entre 3 e 8 Gy

  • dose localizada - pés 10 Gy

  • 10/02/89- detectou-se uma dose inferior nos produto esterilizados

  • suspeita de perda de fontes

EFEITOS CLÍNICOS:

  • EFEITOS CLÍNICOS:

  • Paciente A:

  • 05/02/89 : vômito, náusea (fase prodrômica)  intoxicação alimentar

  • 07/02/89 : náusea, vômito, febre eritema e queimadura nas pernas e pés

  • 13/02/89 : enterite (inflamação do trato GI), náusea, vômito, febre

  • 15/02/89 : transplante de MO

  • 28/02/89 : Síndrome SGI e SMO,

  • radiodermatite, sinais de queimadura, edema nas mãos, náusea, vômito, diarréia, desnutrição (perda de 20% do peso corpóreo)

Paciente B:

  • Paciente B:

  • 05/02/89 : vômito, náusea (fase prodrômica)  intoxicação alimentar

  • 09 e 10/02/89 : ardência e dores nos pés ( casa )

  • 02/03/89 : Síndrome SGI e SMO, queimaduras nas pernas e pés, desnutrição, progressiva necrose no dedo do pé

  • 15/06/89 : amputação perna esquerda acima do joelho

  • 25/08/89 : amputação perna direita

  • efeitos tardios : catarata

Paciente C:

  • Paciente C:

  • 05/02/89 : vômito

  • 06/02/89 : hospitalizado vômito, náusea (fase prodrômica)  intoxicação alimentar

  • 09/03/89 : leves sintomas hematopoiéticos, queimaduras no pé esquerdo

  • 12/09/89 : fisioterapia : dores nos pés , mancava

SINAIS CLÍNICOS

  • SINAIS CLÍNICOS

  • ardência nos olhos e cabeça latejando

  • náuseas

  • exposição aguda de corpo inteiro (10 e 20 Gy) por 1 a 2 minutos

  • SMO e SGI

CRONOLOGIA CLÍNICA

  • CRONOLOGIA CLÍNICA

  • Dias 1 a 4 Dias 5 a 12

  • - eritema facial e palmar - vômito (1-2x/ dia)

  • - vômito (8x/dia), diarréia - diarréia (perda mov.peristálticos)

  • - cefaléia, fadiga e fraqueza - redução de células brancas

  • - transplante de MO - insuficiência renal e biliar

  • Dias 13 a 21

  • - náusea, vômito e diarréia

  • - eritema nas falanges, cabeça e tórax superior

  • - vesículas nas orelhas e falanges de 4-5 dedos (MD) e 4 dedos (ME)

  • - queda de cabelos e pêlos da face e púbis

  • -aumento do fígado com distensão abdominal

Dias 22 a 34

  • Dias 22 a 34

  • - queimaduras superficiais e profundas

  • - agravamento do SGI

  • - trombocitopenia e anemia

  • - perda da função do fígado

  • Dias 35 e 36

  • - confuso e desorientado

  • - hipoxia e acidose metabólica

  • - 27/07/90 (36 dia) óbito

  • Autópsia:

  • desnaturação do SGI

  • pneumonite

  • citomegalovírus nos pulmões, fígado e SGI

  • 16/11/94 - vários cães da família morreram (cozinha)

  • vômito e sangue na urina

  • 17/11/94 - RT foi internado com bolhas nas mãos

  • polícia é notificada

  • 18/11/94 - evacuação dos moradores da casa de RiH e de

  • 15 casas vizinhas (taxa de dose 0,4 Gy/h)

  • ASPECTOS CLÍNICOS

  • moradores da casa  exposição de corpo inteiro (homogênea)

  • pessoas que tocaram a fonte  exposição localizada (queimadura)

  • 4 pessoas  exposição de corpo inteiro e localizada

RiH  25 anos, sexo masculino

  • RiH  25 anos, sexo masculino

  • - guardou a fonte no bolso (2000 a 3000 Gy/h)

  • - apresentou mal estar,

  • vômito,

  • deficiência funcional da perda direita

  • - 4o dia - foi hospitalizado,

  • sonolência,

  • deficiência funcional de ambas as pernas,

  • edema,

  • lesões nos tecidos do quadril, coxa direita e pelve (bolhas e hemorragia)

  • - 12o dia - (02/11/94) - óbito - falência renal aguda e anemia severa

  • Autópia:

  • necrose aguda na coxa e quadril direito

  • hemorragia intestinal e cólon

  • broncopneumonia bilateral

  • choque séptico

IH  27 anos, sexo masculino

  • IH  27 anos, sexo masculino

  • - dose estimada 0,9 Gy - heterogênea

  • - leve trombocitopenia e leucopenia

  • - 16/11 - apareceram úlceras no 3o e 4o dedo da mão direita

  • AS  78 anos, sexo feminino (bisavó de RT)

  • - dose estimada 2,7 Gy - prolongada

  • - Síndrome da MO

  • - anemia agravada por sangramento vaginal

  • - 31/12/95 - óbito ( doenças cardíacas)

RT 13 anos, sexo masculino

  • RT 13 anos, sexo masculino

  • - exposição homogênea por 4 semanas

  • - aplasia severa da MO

  • - queimaduras na mão esquerda

  • - 22 e 23/10 - contato direto com a fonte

  • - surgimento de bolhas na palma da mão esquerda

  • - dor ao movimentar a mão, se estendendo até os cotovelos

  • - náusea, diarréia moderada

  • - hemorragia cutânea no antebraço e membros

  • - febre moderada

  • - 8o dia - bolhas na mão esquerda

Agosto / 1996 - San José - Costa Rica

  • Substituição de uma fonte de radioterapia

  • HISTÓRICO

  • 22/08/1996

  • Hospital San Juan de Dios (HSJD)

  • erro na calibração

  • taxa de dose

  • RT > que a prescrita

  • 2,02 Gy/min.  1,22 Gy/min.

  • Dose mais elevada em cerca de 73% dos pacientes

PACIENTES

  • PACIENTES

  • 113 - pacientes

  • 09 - Hospital infantil

  • 37 - Calderón Guardia Hospital

  • 67 - HSJD

  • EFEITOS CLÍNICOS

  • Efeitos subagudos ( 1as manifestações dentro de 6 a 12 meses)

  • Efeitos crônicos (1as manifestações dentro de + de 12 meses)

  • EFEITOS CLÍNICOS

  • ulcerações na pele

  • náusea, vômito e diarréia

  • ÓRGÃOS COM MAIOR GRAVIDADE

  • 1o Sistema Nervoso Central

  • 2o pele

  • 3o Sistema Gastrointestinal

  • 4o Sistema Cardiovascular

  • Sensibilidade dos tecidos

  • Tumores de cabeça e pescoço

  • região pélvica

  • mediastino (tórax)

  • SISTEMA NERVOSO CENTRAL

  • Manifestações clínicas

  • Tumores cerebrais

  •  atrofia cortical (50%)

  •  leucoencefalopatia (26%)

  •  calcificações (8%)

  • Quanto mais jovem a criança > a atrofia

  • letargia

  • espasmos ou convulsões

  • demência progressiva

SISTEMA NERVOSO CENTRAL

  • SISTEMA NERVOSO CENTRAL

  • Manifestações clínicas

  • dores de cabeça

  • aumento da pressão intracraniana

  • deficiência sensorial

  • alterações psicóticas

  • 20% dos pacientes  danos no nervo óptico  cegueira

  • 10% dos pacientes  paralisia (47 Gy) na coluna espinhal

  • Dose tolerante = 30-35 Gy

  • PELE

  • Manifestações clínicas

  • Locais mais sensíveis: onde ocorre maior atrito e umidade

  • axila, virilha e “dobras”

  • * difícil cicatrização * necrose

  • * ulceração crônica * limitação de movimentos

  • * despigmentação

SISTEMA GASTROINTESTINAL

  • SISTEMA GASTROINTESTINAL

  • Manifestações clínicas (49 a 72 Gy)

  • Constipação

  • dor abdominal (com ou sem ulceração)

  • diarréia contínua e sangüinolenta

  • anemia

  • perda de peso

  • ulcerações periretal

  • SISTEMA CARDIOVASCULAR

  • Manifestações clínicas

  • 25 a 35% dos pacientes

  • 50 Gy (25x)

  • redução das funções ventriculares

  • efusão pericardial

24 a 29.07.1996  náuseas, ardência na região do peito, queda na contagem de leucócitos

  • 24 a 29.07.1996  náuseas, ardência na região do peito, queda na contagem de leucócitos

  • 27.07.1996 inquietação, eritema no lado direito do peito

  • 16.08.1996  transfusão de plaquetas

Quadro clínico subsequente (10.1996 a 10.1997)

  • 02.1997  dor epigástrica (gastrite e duodenite)

  • 04.1997  inflamação no cotovelo direito

  • 09.1997  fissura aberta no enxerto realizado no peito

PACIENTE TK

  • PACIENTE TK

      • Úlcera na coxa direita
      • Sangramento e hemorragias pontuadas
      • pus
      • queda de cabelo
  • DIAGNÓSTICO: lesão de 4o grau (extremamente severo) na coxa direita

  • PACIENTE GL, SN e BZ

      • Úlcera na panturrilha esquerda
      • Sangramento e hemorragias pontuadas
      • máculas despigmentadas no pé esquerdo e na panturrilha direita
  • DIAGNÓSTICO: lesão de 2o e 3o grau nas panturrilhas

  • montagem/ funcionamento urânio enriquecido

  • refletor caiu na parte inferior do equipamento

  • O registro de dose de neutron (kerma) de 45 Gy e gamma de 3.5 Gy.

técnico que operava o equipamento recebeu:

      • técnico que operava o equipamento recebeu:
      • 30 Gy/h na cabeça
      • 45 Gy/h no peito
      • 35-40 Gy/h no abdômen
      • 17-19 Gy/h na perna esquerda
  • 200-300 Gy nas mãos

  • Imediatamente após o acidente:

  • com linfopenia com aumento gradual

  • após 47 horas :ausência completa de linfócitos circulantes.

17.06.1997admissão no hospital

  • 17.06.1997admissão no hospital

  • (menos debilitado que uma hora após o acidente)

  • náusea e vômito com aumento da freqüência em 2 horas

  • condição geral  pobre

  • fadiga

  • tontura

  • dores de cabeça

  • palidez

  • excessiva transpiração

  • eritema invasivo (pele avermelhada) nas mãos

  • pressão sangüínea de 90/60 mm Hg

17.06.1997 Transferência ao Hospital de Moscou 21 horas do dia do acidente.

  • 17.06.1997 Transferência ao Hospital de Moscou 21 horas do dia do acidente.

  • consciente

  • constante fadiga e dor de cabeça

  • pálpebras inchadas com conjuntivite

  • moderado eritema afetando a face e peito.

  • hepaesplenomegalia

1a noite (17-18 junho)

  • 1a noite (17-18 junho)

  • piora no inchaço nas mãos com extensão até o antebraço

  • dor intolerável.

  • Melhoria no eritema na face e no peito

  • 18.06.1997  estado geral crítico.

  • Danos nos pulmões, com infiltração intersticial

  • extensão do eritema e inchaço na área do antebraço

  • Múltiplos focos de descamação úmida (mãos)

  • surgimento de eritema e edema na parte superior do braço, peito e pescoço.

19.06.1997

  • 19.06.1997

  • edema intersticial progressivo nos pulmões

  • eliminação de fluido nos espaços pleurais

  • redução na pressão na artéria central da retina (com conjuntivite)

  • dose significante de radiação na parte frontal da cabeça

  • amputação dos braços

  • esquerdo (meio do úmero)

  • direito (acima do úmero)

  • 20.06.1997queda da pressão sangüínea

  • bradicardia

  • 66,5 horas após a exposição  óbito (colapso cardíaco)

02/99

  • 02/99

  • 10 pacientes estavam com o quadro clínico regular

  • 04/99

  • contagem normal de células sangüíneas e plaquetas normais células brancas normais em 7 pacientes( MI, NI e KI  )

  • 03/00

  • sem sinais clínicos ou complicações

  • apresentaram fadiga, dores de cabeça ocasionais e efeitos psicológicos

14/12/99

  • 14/12/99

      • lesões ulceronecróticas no períneo e perna esquerda
      • exposição do osso
  • 28/04/00

  • reaparecimento de lesão úlcero-necrótica na perna direita

  • Cálculo de dose estimada:

  • Pele (14 cm do centro da lesão ) ~2 Gy

  • Femur ~15 Gy

  • Artéria femural 10 a 15 Gy

  • Nervo Ciático 25 a 30 Gy

Agosto/2000 - Panamá

  • Agosto/2000 - Panamá

  • Sistema de Planejamento Computadorizado

  • Cálculo da distribuição de dose e tempo de tratamento

  • Erro na distribuição das blindagens (4 - 5)

  • Sem um teste de verificação (cálculo manual fantom)

  • os pacientes receberam uma dose ~ 2 vezes o que foi prescrito.

DESCOBERTA DO PROBLEMA

  • DESCOBERTA DO PROBLEMA

  • 11.2000  diarréia prolongada em alguns pacientes

  • revisão das planilhas de tratamento dos pacientes

  • 12.2000  persistência dos sintomas

  • 03.2001 identificação do erro no cálculo do tempo de tratamento

  • suspensão do tratamento

  • 04.2001 confirmação do erro através de análise com diferentes sistemas de planejamento

Quadro clínico dos 28 pacientes (com super exposição):

  • Quadro clínico dos 28 pacientes (com super exposição):

  • Diarréia sangüinolenta contínua

  • Estenose retal

  • Perda de peso (~20 kg)

  • Ulceração e necrose da mucosa retal

  • Distensão abdominal

  • Anemia

  • Vômito contínuo

  • Óbito

  • Ocorreu entre 2 e 13 semanas após o tratamento

PACIENTES QUE SOBREVIVERAM

  • PACIENTES QUE SOBREVIVERAM

  • 6 pacientes apresentaram doenças relatadas em partes específicas do corpo e sensibilidade nos tecidos locais

  • Gastrointestinal:

  • diarréia crônica ou sangüinolenta,

  • estenose intestinal,

  • obstrução,

  • fístula

  • perfuração

  • Bexiga:

  • contração

  • incontinência

DESCOBERTA E NOTIFICAÇÃO DO ACIDENTE

  • DESCOBERTA E NOTIFICAÇÃO DO ACIDENTE

  • 10 pessoas começaram a sentir os efeitos prodrômicos

  • Foram medicados

  • 18.02.2000  conclui-se de exposição à radiação

  • oficiais do Centro de energia Atômica visitaram o ferro velho

  • 1 mSv/h à 150 metros do ferro velho

  • atividade da fonte  15,7 TBq (425 Ci) 60Co

  • dose de corpo inteiro  média 2 Gy

  • 4 pessoas  maior que 6Gy

CONSIDERAÇÕES CLÍNICAS

  • CONSIDERAÇÕES CLÍNICAS

  • P1  homem, 40 anos, sucateiro

  • 16.02.00 queimaduras e prurido nas mãos, inchaço e bolhas nos dedos,náusea, vômito, queda de cabelo

  • dose estimada: 2 Gy

  • decréscimo na contagem de leucócitos e plaquetas

  • 02.03.00  febre, descamação na pele, formação de escaras nos polegares e dedos indicadores

  • 15.03.00 enxerto na mão

  • dedo indicador esquerdo com tendão exposto

  • 20.04.00 angiograma do antebraço e mão direita normal

P2  homem, 25 anos, sócio de P1 (sucateiro)

  • P2  homem, 25 anos, sócio de P1 (sucateiro)

  • queimaduras nas mãos e dedos, náusea, vômito, queda de cabelo, febre baixa

  • dose estimada: 2 Gy

  • 20.02.00  internação com baixa contagem de plaquetas

  • queimaduras e bolhas nas mãos

  • 02.03.00  feridas nas mãos, ruptura das bolhas e descamação

  • 07.04.00  regressão das feridas

  • 19.04.00  formação de novos inchaços nas mãos

P3  homem, 19 anos, sócio de P1 (sucateiro)

  • P3  homem, 19 anos, sócio de P1 (sucateiro)

  • queimaduras nas mãos, dois dedos e no lado posterior da perna direita, náusea, vômito, queda de cabelo

  • Dose estimada: 2 Gy

  • 20.02.00  internação devido baixa contagem de plaquetas

  • 23.02.00  necrose na lateral da coxa direita (dirigia a carroça)

  • 03.03.00  queimadura de 2o grau nos dedos indicador e médio

  • e descamação úmida próximo ao joelho direito

  • 17.03.00  infecção da lesão

  • 27.03.00  enxerto no local

P4  homem, 23 anos, irmão mais novo da esposa de P1 (sucateiro)

  • P4  homem, 23 anos, irmão mais novo da esposa de P1 (sucateiro)

  • queimaduras nos dedos, náusea, vômito, queda de cabelo

  • Dose estimada: 1 Gy

  • 03.03.00  queimaduras no 2o dedo da mão direita e 4o dedo da mão esquerda e hipopigmentação

  • P5  homem, 20 anos, empregado do ferro velho

  • queimaduras e vermelhidão nas mãos, náusea, vômito, queda de cabelo, diarréia, debilidade, febre, perda de peso

  • 16.02.00  internação devido as queimaduras, inchaço nas mãos e febre alta

  • 19.02.00  alopecia, fadiga, febre alta, queimaduras nas mãos, face e peito, inchaço no lábio e língua

  • 24.02.00  úlcera na língua, queda na contagem de leucócitos (sem metáfases)

  • 28.02.00  descamação da pele das mãos

  • 06.03.00  não consegui ingerir alimentos

  • 17.03.00  perda de consciência e queda de pressão sangüínea

  • 18.03.00  óbito por choque séptico (47 dias após exposição)

P6  homem, 18 anos, empregado do ferro velho

  • P6  homem, 18 anos, empregado do ferro velho

  • náusea, vômito, queda de cabelo, diarréia, debilidade, febre

  • 17.02.00  alopecia, mucosite e inchaço na palma das mãos

  • debilidade, queimadura na face e peito

  • 20.02.00  baixa contagem de leucócitos (sem metáfases)

  • queda de pressão sangüínea e sangramento no TGI superior

  • 09.03.00  dilatação e pupilas fixas

  • 09.03.00  óbito por choque séptico (38 dias após a exposição)

P7  mulher, 45 anos, proprietária do ferro velho

  • P7  mulher, 45 anos, proprietária do ferro velho

  • náusea, vômito, queda de cabelo, diarréia, debilidade, febre, perda de peso, vermelhidão nas mãos

  • 17.02.00  fraqueza, alopecia, anoxia, baixa contagem de leucócitos (sem metáfases)

  • transfusões sangüíneas compensatórias

  • pneumonia no segmento superior dos pulmões

P8  homem, 44 anos, marido de P7 (proprietária do FV)

  • P8  homem, 44 anos, marido de P7 (proprietária do FV)

  • náusea, vômito, queda de cabelo

  • 17.02.00  sangramento no nariz, dores abdominais, diarréia, mucosite

  • 20.02.00  febre, fraqueza, alopecia, queimadura na face e peito

  • 25.02.00  erupção Herpes zoster na região das costas

  • infecção por fungos na região subaxilar

  • 22.03.00  eliminação de escarro róseo atribuído a edema pulmonar

  • 23.03.00  queda de pressão arterial e aumento da freqüência cardiorespiratória

  • 24.03.00  óbito por ataque cardíaco (52 dias após a exposição)

P9  mulher, 33 anos, empregada de P7 (proprietária do FV)

  • P9  mulher, 33 anos, empregada de P7 (proprietária do FV)

  • náusea, vômito, queda de cabelo, dor de cabeça

  • 19.02.00  náusea, vômito, perda de apetite e cefaléia

  • 16.03.00  alterações de temperatura devido infecção no trato respiratório superior, número reduzido de leucócitos (sem metáfases)

P10  mulher, 75 anos, mãe de P7 (proprietária do FV)

  • P10  mulher, 75 anos, mãe de P7 (proprietária do FV)

  • náusea, vômito

  • 22.02.00  náusea, vômito, fraqueza e baixa contagem de leucócitos (anel cêntrico e dicêntricos)

  • 1872 indivíduos moravam até 100 metros do Ferro velho

  • check up e exames sangüíneos

  • 258 indivíduos moravam até 500 metros do ferro velho

  • check up, exames sangüíneos e avaliação de efeitos tardios

  • 5 gestantes

  • 1 gestante optou pelo aborto (mesmo sabendo que o risco ao bebe era baixo)

Comentários