Como Elaborar uma Monografia (ABNT) - www.bestuniom.com.up.scroto

Como Elaborar uma Monografia (ABNT) - www.bestuniom.com.up.scroto

(Parte 3 de 4)

CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFPe, 4., 1996, Recife. Anais eletrônicos... Recife: UFPe, 1996. Disponível em: http://www.propesc.ufpe.br/anais/anais.htm. Acesso em: 21 jan. 1997.

SILVA, R. N.; OLIVEIRA, R. Os limites pedagógicos do paradigma da qualidade total na educação. In: CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFPe, 4., 1996, Recife. Anais eletrônicos... Recife: UFPe, 1996. Disponível em: http://www.propesc.ufpe.br/anais/anais/educ/ce04.htm. Acesso em 21 jan. 1997.

j) CD-ROM:

FARHAT, Saïd. Dicionário parlamentar e político. São Paulo, Melhoramentos, 1996. 1 CD-Rom

GUNCHO, M. R. A educação à distância e a biblioteca universitária. In: SEMINÁRIO DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS, 10., 1998, Fortaleza. Anais... Fortaleza: Tec Treina, 1998. 1CD-ROM.

MORFOLOGIA dos antrópodes. In: ENCICLOPÉDIA multimídia dos seres vivos. [S.I.]: Planeta DeAgostini, c1998. CD-ROM 9.

l) Entrevistas pessoais:

MELLO, Dirceu de. Entrevista concedida pelo Presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo. São Paulo, 21.4.1998.

m) Documentos jurídicos; eventos; imagens em movimento; documentos sonoros; autor entidade e autoria desconhecida:

Consultar norma ABNT NBR-6023: 2002.

5.2 Quando necessário, acrescentam-se elementos complementares à referência com o intuito de facilitar a identificação de documentos. São eles: quantidade de páginas que compõe a obra; coleção; intervalo de página consultado; indicador de responsabilidade (organizador); indicador de tradução (tradutor) e ISBN. Exemplos:

GOMES, L.G.F.F. Novela e sociedade no Brasil. Niterói: EdUFF, 1998. 137 p., (Coleção Antropologia e Ciência Política, 15). Bibliografia: p. 131-132. ISBN 85-228-0268-8.

PINHO, Diva Benedives; VASCONCELLOS, Marco Antonio Sandoval de (Org). Manual de Economia – Equipe de Professores da USP. São Paulo: Saraiva, 1998.

HERSKOVITS, Melville J. Antropologia Cultural – Man and his works. Tradução por Maria José de Carvalho e Hélio Bichels. São Paulo: Editora Mestre Jou, 1973.

5.3 Podem ocorrer, em alguns casos, falhas de dados tipográficos e, para tanto, sugerem-se os seguintes recursos:

s.l. = sem local (sine loco);

s.n. = sem editora (sine nomine);

• s.l., s.n. = sem local e sem editora;

s.d. = sem data;

• s.n., s.d. = sem editora e sem data;

6 ESTRUTURA DA MONOGRAFIA

A monografia deve ter no mínimo 50 (cinquenta) laudas, contadas a partir da introdução até as considerações finais (ou conclusão). Além disso, deve manter uma estrutura definida com o objetivo de tornar claro ao leitor os pontos principais da investigação, bem como de sua fundamentação.

A seguir indicamos a sequencia da estrutura da monografia:

  • Capa

  • Página de rosto

  • Dedicatória

  • Página de agradecimentos

  • Sumário

  • Lista de tabelas

  • Lista de quadros

  • Lista de gráficos

  • Lista de abreviaturas

  • Resumo

  • Abstract

  • Introdução

  • Capítulos

  • Considerações Finais ou Conclusão

  • Referências Bibliográficas

  • Glossário

  • Anexos

6.1 Capa

Deve conter os dados identificadores da instituição de ensino, o título do trabalho e o local e o ano de produção. Não é numerada e nem conta para a numeração das páginas da monografia. Deve obedecer a cor determinada pela Coordenação de Monografias para aquele ano letivo.

Obs.: quando da encadernação, deve-se atentar par a "lombada".

Modelo:

CENTRO UNIVERSITÁRIO FUNDAÇÃO SANTO ANDRÉ

FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS E ADMINISTRATIVAS

 

A ECONOMIA DO BRASIL

SANTO ANDRÉ – SP

2003

 

6.2 Página de rosto

Depois da capa, o leitor deve encontrar uma página em branco, seguida da página de rosto da monografia, cujo modelo vem a seguir:

CENTRO UNIVERSITÁRIO FUNDAÇÃO SANTO ANDRÉ

FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS E ADMINISTRATIVAS

A ECONOMIA DO BRASIL

NOME DO(A) ALUNO(A)

Número do(a) aluno(a)

 

Monografia apresentada à Faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas do Centro Universitário Fundação Santo André, como exigência regimental para a obtenção do título de bacharel em Ciências Econômicas.

Professor Orientador: Nome completo do Professor

SANTO ANDRÉ – SP

2003

6.3 Dedicatória

É de caráter facultativo. De preferência deve ser concisa e evitar detalhes. Segue-se um modelo:

Dedicada aos meus pais.

6.4 Página de Agradecimento

A página de agradecimento é de caráter facultativo. Dirige-se a instituições ou a pessoas, a critério do autor. Possui somente o texto de agradecimento que, em espaço dois, deve ficar situado na parte direita inferior da página.

Modêlo:

agradeço a todos os que contribuíram para a realização deste trabalho.

6.5 Sumário

O sumário é colocado no início do trabalho após a dedicatória e os agradecimentos. Inicia-se pelas listas de tabelas/quadros/figuras, de abreviaturas; segue-se pelo resumo, abstract, introdução, capítulos e considerações finais (conclusão); e, termina pelas referências bibliográficas, glossário e anexos.

A numeração das páginas deve ser feita em algarismos romanos minúsculos (i; ii; iii; iv; v; etc.) desde a lista de tabelas até o abstract. A partir da introdução, a numeração deverá ser em algarismos arábicos (1; 2; 3; etc.) até o final do trabalho (anexos).

Em ambos os casos os números devem aparecer no alto da página e a direita.

6.6 Lista de tabelas/quadros/gráficos

Ao longo do texto cada tabela/quadro/gráfico deve ser identificada por um título e pela fonte de onde foi extraída (se for o caso). O título deve estar no alto alinhado pela esquerda, enquanto que a fonte deve estar abaixo, alinhada pela esquerda.

Na lista de tabelas/quadros/gráficos, todas as tabelas deverão ser ordenados numericamente com números romanos maiúsculos.

6.7 Lista de figuras

Ao longo do texto cada figura (diagramas, mapas e ilustrações) deve ser identificada por um título e pela fonte de onde foi extraída (se for o caso). O título deve estar no alto alinhado pela esquerda, enquanto que a fonte deve estar abaixo, alinhada pela esquerda. A lista das figuras deve ser ordenada numericamente e relacionada com números romanos maiúsculos.

6.8 Lista de abreviaturas e siglas

Relacionam-se numa única lista as abreviaturas e as siglas, em ordem alfabética, que foram utilizadas no decorrer do texto, com seus respectivos significados.

6. 9 Resumo

O resumo deve apresentar, de forma concisa, a essência da monografia, indicando a natureza do problema analisado, a metodologia utilizada e as principais conclusões. Deve ter uma lauda e é obrigatório.

6.10 Abstract

É o mesmo texto do resumo, porém em inglês. Sua apresentação também é obrigatória.

6.11 Introdução

(Parte 3 de 4)

Comentários