?o cortinão do watson?

?o cortinão do watson?

(Parte 1 de 4)

O CORTINÃO DO WATSON”: CONSTRUINDO A COMPETÊNCIA

PARA COMUNICAR O CONHECIMENTO CIENTÍFICO

Itácio Queiroz de Mello Padilha1; Thaís Gaudencio do Rêgo1; Demetrius Antônio Machado de Araújo1,

Silvana Santos2

1- Núcleo de Difusão Biotecnológica, Laboratório de Bioinformática, Departamento de Biologia Molecular, Universidade Federal da Paraíba, UFPB, Cidade Universitária, Campus

I. 58051-900, João Pessoa, PB, Brasil; itacio@gmail.com; dam@dbm.ufpb.br.

2- Departamento de Biologia, CCBS, Universidade Estadual da Paraíba, UEPB, Campus Universitária - CAMPUS I, 58109-753, Campina Grande, PB, Brasil.

E-mail: silvanaipe@gmail.com

Autor para correspondência: Silvana Santos, Departamento de Biologia, CCBS, Universidade Estadual da Paraíba, Rua Juvêncio Arruda, S/N Campus Universitário (Bodocongó),

CEP 58.109 – 790, Campina Grande-PB. E-mail: silvanaipe@gmail.com

livros, jornais e revistas para que o cidadão se mantenha

atualizado em relação aos avanços da Ciência e possa

também tomar decisões em relação às questões polêmicas,

como ocorreu, por exemplo, com a discussão da liberação

de pesquisas com células-tronco embrionárias.

Entretanto, dificilmente a comunicação ou divulgação

científica são entendidas como conteúdo específico em

cursos de graduação ou mesmo na educação básica.

Com o desenvolvimento de novas biotecnologias,

como testes genéticos, organismos transgênicos e terapias

gênicas, torna-se necessário o debate público de

ideias para estabelecimento de normas para uso dessas

novas ferramentas e disso depende a compreensão dos

conceitos da Genética Moderna. A questão-chave que

tem sido posta aos educadores desde meados do século

passado é como facilitar o acesso do público leigo ao

conhecimento científico.

Uma das estratégias para popularização da Ciência

é fomentar a leitura de livros e artigos de divulgação

científica em vez de oferecer aos estudantes somente textos

de livros didáticos. No seu bestseller “DNA: o segredo

da vida”, James Watson, um dos protagonistas da

descoberta do modelo de dupla hélice do DNA, narra de

maneira muito sedutora e abrangente os principais acontecimentos

que marcaram a história da Genética, desde

os experimentos pioneiros de Mendel, o florescimento

da eugenia, até as pesquisas mais recentes sobre o uso do

genoma de diferentes organismos para desenvolvimento

de biotecnologias. Esse livro é um excelente recurso

didático tanto para atualização de professores que atuam

no Ensino Médio, quanto para formação de graduandos

em diferentes campos de conhecimento. Centenas de

exemplares desse livro foram distribuídos pelo Ministé2

rio da Educação para as escolas públicas de ensino médio

de todo país.

O projeto “Cortinão do Watson” exemplifica como

é possível inserir o tema da divulgação em cursos de formação

inicial de professores e alcançar, por conseguinte,

o público leigo. A partir da leitura desta obra, estudantes

do curso de graduação em Ciências Biológicas da Universidade

Federal da Paraíba (UFPB) e da Universidade

Estadual da Paraíba (UEPB), construíram um grande

painel com ilustrações e textos que retratavam cada um

dos capítulos do livro. Esse “Cortinão” tem sido exposto

em diferentes espaços públicos (universidade, escola,

museus, shoppings) quando futuros professores contam

a história da genética para quem nada conhece sobre ela,

contribuindo, dessa maneira, para a divulgação científica.

Esses graduandos também aprendem mais ao ensinar

esse conteúdo para a população.

Essa estratégia pode ser reproduzida pelo professor

da escola pública. Os alunos podem ser convidados

a ler excelentes livros de divulgação científica como

também artigos da Scientific American, Revista Pesquisa

FAPESP, Revista Ciência Hoje, textos de divulgação

científica publicados em jornais, entre outros. A informação

sobre um tema específico contida nesses textos pode

ser sintetizada e transformada em painéis, charges, músicas,

ilustrações, banners, para ser comunicada ao público

leigo. Ao ler um determinado conjunto de informações

(Parte 1 de 4)

Comentários