AT09 Contadorese Registradores

AT09 Contadorese Registradores

(Parte 2 de 3)

Contadores de Módulo < 2 N

Módulo 10

Ta mbé m conhecidos co mo contadores decádicos, ou seja, te m 10 estados distintos nãoi mportando a seqüência.

U m contador decádico que conta e m seqüência de 0 (zero) a 1001 (deci mal 9), é ta mbé m deno minado contador BC D, porque usa apenas os 10 grupos de códigos BC D.

Contadores Síncronos Decrescente

A contage m decrescente de u m contador pode ser obtida utilizando as saidas invertidas de cada F para controlar as entradas J e K de orde m mais alta.

• O F A (LSB) precisa co mutar na borda de descida do sinal de CLK.

• O F B precisa mudar de estado• O F B precisa mudar de estado na próxi ma borda de descida quando A =0 (A’ =1).

Contadores Síncronos Crescente/ Decrescente

A entrada de controle UP/ D O W N’ controla se as entradas J e K dos FFs seguintes serão acionadas pelas saídas nor mais ou invertidas dos FFs.

A N D 1 e 2 habilitadas. A eA N D 1 e 2 habilitadas. A e B passa m pela porta para as entrada J e K dos FFs C e B.

A N D 3 e 4 habilitadas. A’ e B’ passa m pela porta para as entradas J e K dos FFs C e B.

Circuito Integrado de Contadores Assíncronos

Definição das entradas e saídas: 1– CLK: entrada de clock. Transição ativa ocorre na borda de subida; 2 – ENT/ ENP: entrada de HABILITAÇÃO. Ativas e m nível lógico ALTO. Te m de estar habilitadas parainiciar acontage m; 3– CLR’: entrada de clear*, serve pararesetar as saídas do contador. Ativa e m nívellógico BAIXO.

* Clear assíncrono(74ALS160/74ALS161): não depende da entrada de CLK. * Clear síncrono(74ALS162/74ALS163): depende da entrada* Clear síncrono(74ALS162/74ALS163): depende da entrada de CLK. Pararesetar o contador deve habilitar a entrada de clear (CLR’ = 0)e ocorrer u matransição ativa do pulso de CLK.

4 – LOAD’: entrada de carga paralela. Ativa e m nívellógico BAIXO. Quando ativada, o contador écarregado co m o valor presente nas entrada D, C, B, A. PRESETABLE, iniciar nu m valor prédefinido.

5 – RCO: saida que detecta o último estado da contage m, ficando neste mo mento e m nívellógico ALTO.

Circuito Integrado de Contadores Assíncronos Circuito Integrado de Contadores Assíncronos

Circuito Integrado de Contadores Assíncronos

Exercício 7. 31 pag. 395(Siste mas Digitais, princípios e aplicações. RonaldTocci– 10ª edição)

Considerarfin = 6MHz, deter minarfout1efout2.

Circuitos Integrados de Contadores Síncronos

74ALS90 e 74ALS91, são contadores módulo 10 e módulo 16, podendo realizar a contage m UP ou DOWN.

Definição das entradas e saídas:

1– CLK: entrada de clock. Transição ativa ocorre na borda desubida; 2– CTEN’: Habilita a contage m. Ativa e m nívellógico BAIXO;BAIXO; 3– D/U’: Sentido da contage m, crescente(UP– D/U’ = o)ou decrescente(DOWN– D/U = 1); 4– LOAD’: entrada de carga paralela. Ativa e m nível lógico BAIXO. Quando ativada, o contador e carregado co m o valor presente nas entrada D, C, B, A. PRESETABLE,iniciar nu mvalor prédefinido. 5 – RCO’: saida que detecta o último estado da contage m, ficando neste mo mento e m nívellógico BAIXO(max/minta mbém detecta o estadoter minal porém e m nívelalto).

Aplicações –Circuito Contadores A seguir é apresentado o diagra ma e m blocos de u m relógio digital.

Contadores com Registradores de Deslocamento Contador em Anel

O contador co m registrador de desloca mento mais si mples é essencial mente u m registrador de desloca mento circular conectado de for ma que o últi mo F desloque seu valor para o pri meiro F.

Contadores com Registradores de Deslocamento Contador em Anel

Estadoinicial: Q3 =1 e Q2 = Q1 = Q0 =0 (apenas u m F te m que estar e m 1)

Após o pri meiro pulso, o 1 foi deslocado de Q3 para Q2; portanto, o contador está e m 0100.

O segundo pulso gera o estado 0010, e o terceiro pulso gera o estado 0001.

No quarto pulso de clock, o 1 é transferido de Q0 para Q3, resultando no estado 1000 que é, obvia mente, o estadoinicial.

Este contador funciona co mo u m contador e m anel de módulo 4. U m contador e m anel de N módulo utiliza N FFs conectados segundo a configuração mostrada. Dessa for ma u m contador e m anel necessitará de mais FFs do que u m contador binário.

EX: U m contador e m anel de modulo 8 necessita de oito FFs, enquanto u m contador binário de módulo 8 requer apenas três.

O contador e m anel básico pode ser ligeira mente modificado para produzir outro tipo de contador co m registrador de desloca mento que terá propriedades u m pouco diferente.

O contador Johnson ou contador e m a nel torcido é construído exata mente co mo u m contador e m anel nor mal, exceto pelo fato de que a saídai nverti da do últi mo F é que está conectada à entrada do pri meiro.

Contadores com Registradores de Deslocamento Contador Johnson

Esse contador possui 6 estados distintos – 0, 100, 110, 1, 011 e 001- antes que a seqüência se repita. Assi m ele é u m contador Johnson de módulo 6.

Neste caso afreqüência de saída terá u m sexto dafreqüência do clock.

O módulo de u m contador Johnson será se mpreigual a duas vezes o nú mero de FFs.

Contadores com Registradores de Deslocamento Contador Johnson

Registrador de Deslocamento

Registrador é u m subsiste ma seqüencial constituído basica mente por flip-flops, e serve para a manipulação e ar mazena mento de dados.

Para nosso estudo, entende-se co mo dados a infor mação no for mato binário (nafor ma de bits).

O registrador possui quatro configurações diferentes, dadas pelo modo co mo os dados (bits) entra m e co mo são trans mitidos do registrador para outro circuito.circuito.

Co nfigu rações bá sicas

· Modo serial: os dados são recebidos e/ou trans mitidos u m bit por vez, e m u ma únicalinha;

· Modo pa ralelo: mais de u m bit que co mpõe m os dados são recebidos e/ou trans mitidos si multanea mente, e m mais de u malinha.

De acordo co m os modos de entrada e saída dos bits, os registradores pode m ser classificados co mo: série/serie, serie/ pa ralelo, pa ralelo/ pa ralelo, pa ralelo/serie.

(Parte 2 de 3)

Comentários