Ordem de servi o padr o

Ordem de servi o padr o

(Parte 1 de 2)

PORTARIA 3214 – NORMA REGULAMENTADORA 1

OBJETIVO:

TRANSMITIR A TODOS OS FUNCIONÁRIOS QUE DIRETA OU INDIRETAMENTE ESTÃO ENVOLVIDOS COM AS ATIVIDADES DA EMPRESA, AS NORMAS BÁSICAS PARA PREVENÇÃO DE ACIDENTES.

RESPEITO ÀS NORMAS DE SEGURANÇA:

  1. AS NORMAS DE SEGURANÇA FORAM CRIADAS PARA PREVENIR ACIDENTES, OBJETIVANDO A EXECUÇÃO CORRETA DO TRABALHO;

  2. AS ORIENTAÇÕES E NORMAS ESPECÍFICAS, TRANSMITIDAS PELA EMPRESA, DEVEM SER OBSERVADAS POR TODOS OS FUNCIONÁRIOS;

  3. CADA FUNCIONÁRIO DEVE ZELAR NÃO SÓ PELA SUA SEGURANÇA, MAS TAMBÉM PELA SEGURANÇA DE SEUS COLEGAS DE TRABALHO;

  4. EM CASO DE DÚVIDA, NÃO SE ARRISQUE. ORIENTE-SE COM SEU SUPERIOR IMEDIATO;

  5. PARA EVITAR ACIDENTTES, É NECESSÁRIO QUE TODOS OS FUNCIONÁRIOS ESTEJAM ATENTOS ÀS REGRAS BÁSICAS DE SEGURANÇA. NA DÚVIDA, PROCURE O SUPERVISOR.

ENGENHARIA DE SEGURANÇA

MARCO INICIAL DEVIDO TER COMO PRINCIPAL OBJETIVO ATUAR NO PROJETO E NA IMPLANTAÇÃO DO EMPREENDIMENTO, VISANDO MINIMIZAR A AGRESSIVIDADE DO AMBIENTE DE TRABALHO.

UTILIZA COMO FERRAMENTAS AS TÉCNICAS DE ANÁLISE DE RISCOS.

ATUA TAMBÉM NA OPERAÇÃO, ATRAVÉS DO RECONHECIMENTO, DA AVALIAÇÃO E DO CONTROLE DOS AGENTES AMBIENTAIS E DE OUTRAS CONDIÇÕES DE RISCO NOS LOCAIS DE TRABALHO.

O TREINAMENTO É TAMBÉM UMA ÁREA DE ATUAÇÃO IMPORTANTE, ONDE OS TRABALHADORES SÃO INFORMADOS SOBRE OS RISCOS INERENTES AO TRABALHO E SOBRE AS MEDIDAS PREVENTIVAS NECESSÁRIAS.

O TREINAMENTO OBJETIVA TAMBÉM UMA MUDANÇA COMPORTAMENTAL EM RELAÇÃO À PREVENÇÃO DE ACIDENTES ( AÇÃO PRÓ-ATIVA).

NA INVESTIGAÇÃO DOS ACIDENTES O PRINCIPAL OBJETIVO A SER ALCANÇADO É A IDENTIFICAÇÃO DAS CAUSAS E IMPLANTAÇÃO DAS MEDIDAS CORRETIVAS PARA QUE OCORRÊNCIAS SIMILARES SEJAM EVITADAS. O ACOMPANHAMENTO ESTATÍSTICO E A ESTRUTURAÇÃO DE UM BANCO DE DADOS SÃO OUTROS ASPECTOS IMPORTANTES DA INVESTIGAÇÃO DOS ACIDENTES.

MUDANÇAS NO ENFOQUE DE SEGURANÇA:

  1. FUNÇÃO INDEPENDENTE.

  2. FUNÇÃO PATICIPATIVA DE TODOS OS FUNCIONÁRIOS DA EMPRESA.ESTÁGIOS DE PROGRAMAÇÃO DE SEGURANÇA:

  1. ACEITAÇÃO

  2. CONSCIENTIZAÇÃO

  3. APLICAÇÃO

  4. ASSIMILAÇÃO DO NOVO COMPORTAMENTO

SEGURANÇA:

  1. “É UMA SÉRIE DE NORMAS, PROCEDIMENTOS, EQUIPAMENTOS E SISTEMAS QUE TEM POR OBJETIVO PREVINIR ACIDENTES”.

INCIDENTE:

  1. “É UM EVENTO NÃO DESEJADO E INESPERADO QUE EM CONDIÇÕES OU CIRCUNSTÂNCIAS UM POUCO DIFERENTES, PODERIA TER RESULTADO NUMA LESÃO OU DANO AO PATRIMÔNIO; SÃO TAMBÉM CHAMADOS DE QUASE ACIDENTES”.

ACIDENTE:

  1. “É UM EVENTO NÃO DESEJADO E INESPERADO QUE PODE TER COMO RESULTADO UMA LESÃO, UMA DOENÇA OCUPACIONAL, DANOS AO PATRIMÔNIO OU INTERROMPER O PROCESSO PRODUTIVO”.

CLASSIFICAÇÃO DOS ACIDENTES

  • ACIDENTE PESSOAL – É AQUELE QUE É SOFRIDO PELO EMPREGADO NO DESEMPENHO DE SUAS TAREFAS HABITUAIS, NO AMBIENTE DE TRABALHO OU FORA DESTE QUANDO ESTIVER A SERVIÇO DO EMPREGADOR.

  • ACIDENTE DE TRAJETO – É AQUELE QUE É SOFRIDO PELO EMPREGADO NO PERCURSO DE SUA RESIDÊNCIA PARA O LOCAL DE TRABALHO OU VICE-VERSA, DESDE QUE O TRAJETO PERCORRIDO SEJA CONSIDERADO COMO HABITUAL E O HORÁRIO DA OCORRÊNCIA SEJA CONDIZENTE COM O INÍCIO OU O TÉRMINO DE SUAS ATIVIDADES PROFISSIONAIS.

  • ACIDENTE MATERIALÉ AQUELE QUE ENVOLVE, APENAS MÁQUINAS, EQUIPAMENTOS, FERRAMENTAS, VEÍCULOS, ESTRUTURAS, PRODUTOS ACABADOSE OUTROS MATERIAIS SEM PROVOCAR LESÕES PESSOAIS CAUSANDO, TODAVIA, PREJUÍZO ÁS EMPRESAS.

  • ACIDENTE MATERIAL E PESSOAL É AQUELE QUE PROVOCA DANOS AS MÁQUINAS, EQUIPAMENTOS, FERRAMENTAS, VEÍCULOS, ESTRUTURAS, PRODUTOS ACABADOS E OUTROS MATERIAIS E QUE TAMBÉM RESULTA EM LESÕES PESSOAIS.

  • ACIDENTE PESSOAL SEM LESÃO É AQUELE QUE É SOFRIDO PELO EMPREGADO MAS QUE NÃO RESULTA EM LESÕES PESSOAIS.

  • ACIDENTE MATERIAL SEM DANOS É AQUELE QUE ENVOLVE MÁQUINAS, EQUIPAMENTOS, FERRAMENTAS, VEÍCULOS, ESTRUTURAS, PRODUTOS ACABADOS E OUTROS MATERIAIS, MAS SEM LHES CAUSAR DANOS.

OS ACIDENTES SÃO CAUSADOS PORQUE:

  1. HÁ UMA DEFICIÊNCIA QUE NÃO É CONHECIDA.

  2. O RISCO ENVOLVIDO NA DEFICIÊNCIA FOI ESTIMADO MENOR DO QUE REALMENTE ERA.

  • ALGUÉM DECIDIU AGIR APESAR DA DEFICIÊNCIA.

ATO INSEGURO:

  1. TUDO O QUE O TRABALHADOR FAZ, VOLUNTARIAMENTE OU NÃO, QUE PODE PROVOCAR UM ACIDENTE.

EXEMPLOS:

  • DESCONHECIMENTO DE REGRAS.

  • IMPERÍCIA, FALTA DE HABILIDADE PARA DESEMPENHO DE TAREFAS (PODE OCORRER POR TREINAMENTO INSUFICIENTE).

  • EXCESSO DE CONFIANÇA.

  • FADIGA, QUE PODE PROVOCAR REAÇÕES NEGATIVAS.

  • FALTA DE CONCENTRAÇÃO NAS TAREFAS REALIZADAS.

  • EXIBICIONISMO.

  • NEGLIGÊNCIA, PODE OCORRER QUANDO O TRABALHADOR DEIXA DE USAR O EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL.

CONDIÇÃO INSEGURA:

  1. SITUAÇÕES EXISTENTES NO AMBIENTE DE TRABALHO E QUE PODEM CAUSAR ACIDENTES.

EXEMPLOS:

  • FALTA DE ORDEM E LIMPEZA.

  • LOCALIZAÇÃO IMPRÓPRIA DE MÁQUINAS.

  • FALTA DE PROTEÇÃO EM PARTES MÓVEIS DE MÁQUINAS.

  • MÁQUINAS COM DEFEITO.

  • ILUMINAÇÃO DEFICIENTE OU MAL DISTRIBUÍDA.

  • EPI INADEQUADO AO RISCO.

  • MÁ DISTRIBUIÇÃO DE HORÁRIOS E TAREFAS.

  • ESFORÇOS REPETIDOS E PROLONGADOS.

  • MATÉRIA-PRIMA COM DEFEITO OU DE MÁ QUALIDADE.

  • FERRAMENTAS DANIFICADAS.

  • EXCESSO DE RUÍDO.

  • INSTALAÇÕES SANITÁRIAS IMPRÓPRIAS.

FATOR PESSOAL DE INSEGURANÇA:

“PROBLEMAS PESSOAIS” DO INDIVÍDUO QUE AGINDO SOBRE O TRABALHADOR PODE FAZER COM QUE O MESMO PROVOQUE ACIDENTES.

  • PROBLEMAS DE SAÚDE NÃO TRATADOS.

  • CONFLITOS FAMILIARES.

  • FALTA DE INTERESSE PELA ATIVIDADE QUE DESEMPENHA.

  • ALCOOLISMO.

  • USO DE SUBSTÂNCIAS TÓXICAS.

  • PROBLEMAS DIVERSOS DE ORDEM SOCIAL E / OU PSICOLÓGICA.

Obs.: O Fator Pessoal de Insegurança pode levar a prática do Ato Inseguro, por isso deve haver bastante cuidado durante a investigação de acidentes para que as causas reais apareçam.

VANTAGENS DA INVESTIGAÇÃO:

  1. EXPLICA O QUE ACONTECEU.

  2. DETERMINA AS CAUSAS DO ACIDENTE.

  3. DEFINE RISCOS FUTUROS.

  4. DESENVOLVE ELEMENTOS DE CONTROLE.

  5. DEFINE TENDÊNCIAS.

  6. MOSTRA PREOCUPAÇÃO PELA SEGURANÇA POR PARTE DA GERÊNCIA E SUPERVISÃO.

POR QUE O SUPERVISOR É O MELHOR INVESTIGADOR?

  1. ELE TEM UM INTERESSE PESSOAL A PROTEGER.

  2. CONHECE MELHOR AS PESSOAS E CONDIÇÕES.

  3. ELE SABE COMO OBTER AS INFORMAÇÕES.

  4. ELE DEVERÁ TOMAR AS AÇÕES CORRETIVAS.

DOENÇAS OCUPACIONAIS

  1. SÃO DOENÇAS CAUSADAS POR AGENTES QUÍMICOS, FÍSICOS, BIOLÓGICOS E ERGONÔMICOS. PODEM SER ADQUIRIDAS NOS SERVIÇOS EXECUTADOS NA EMPRESA, CASO NÃO SE OBSERVE AS NORMAS DE SEGURANÇA. EXISTINDO DÚVIDAS QIUANTO AOS RISCOS DE QUAISQUER PRODUTOS/ SUBSTÂNCIAS QUÍMICAS, A EMPRESA DEVE SER CONTATADA PARA FORNECER INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS.

PROCEDIMENTOS EM CASO DE ACIDENTES OU DOENÇAS

  1. O FUNCIONÁRIO SERÁ ENCAMINHADO PARA O AMBULATÓRIO DA EMPRESA OU POSTO DE SAÚDE MAIS PRÓXIMO, SERÁ FEITO UMA AVALIAÇÃO DO QUADRO CLÍNICO, APÓS A AVALIAÇÃO O FUNCIONÁRIO DEVERÁ SER ENCAMINHADO AO DEPARTAMENTO PESSOAL OU SETOR DE SEGURANÇA DO TRABALHO PARA EMISSÃO DA CAT (COMUNICAÇÃO DE ACIDENTE DO TRABALHO) O QUAL DEVERÁ SER COMUNICADO AO INSS INDEPENDENTE DE HAVER AFASTAMENTO OU NÃO DO TRABALHO.

SEGURANÇA EM ESCRITÓRIOS:

  1. NÃO DEIXAR ABERTAS AS GAVETAS DAS MESAS E DOS ARQUIVOS, NEM AS PORTAS OU VITRINES DAS ESTANTES OU ARMÁRIOS.

  2. NUNCA SE UTILIZE DE ARQUIVOS, CADEIRAS GIRATÓRIAS DE MOLAS OU COM RODÍZIOS, NEM CAIXAS EMPILHADAS EM VEZ DE ESCADAS.

  3. NÃO CARREGAR VOLUME DE FORMA A OBSTRUIR A VISÃO, NEM SAIR OU ENTRAR BRUSCAMENTE EM CORREDORES, SALAS, ESQUINAS, ETC..

  4. LIXEIRA NÃO É CINZEIRO. INCÊNDIO SEMPRE COMEÇA PEQUENO.

  5. ABRA UMA GAVETA DE CADA VEZ. O ACIDENTE NÃO PERDOA DISTRAÇÃO.

  6. VERIFIQUE A POSIÇÃO DA CADEIRA AO SENTAR-SE. TENHA ESPECIAL ATENÇÃO COM AS CADEIRAS DE RODAS.

  7. FIO ESTENDIDO CAUSA ACIDENTES. ESCRITÓRIO NÃO É PISTA DE OBSTÁCULOS.

  8. TENHA CUIDADO NO TRABALHO COM GUILHOTINA. ACIDENTE É SEMPRE INESPERADO.

  9. CONHEÇA A DISTRIBUIÇÃO E O FUNCIONAMENTO DOS EXTINTORES. FOGO COMBATIDO NO INÍCIO NÃO SE TRANSFORMA EM INCÊNDIO.

  • É DESACONSELHÁVEL O USO DE LÂMINA DE BARBEAR PARA APONTAR LÁPIS, CORTAR PAPÉIS, ETC.... É TAMBÉM DESACONSELHÁVEL O USO DE ESPETOS PONTIAGUDOS PARA PAPEL SOBRE AS MESAS, PELO PERIGO QUE REPRESENTAM AO SE ABAIXAR PARA ABRIR UMA GAVETA.

ELETRICIDADE:

  1. NÃO TER CONTATO DIRETO COM A ELETRICIDADE SEM AUTORIZAÇÃO DE PROFISSIONAL DA ÁREA;

  2. NÃO IMPROVISAR OU SOBRECARREGAR INSTALAÇÕES ELÉTRICAS;

  3. MANTER O CORPO E PRINCIPALMENTE O ROSTO AFASTADO AO LIGAR UMA CHAVE ELÉTRICA OU NO FECHAMENTO DE UM CIRCUITO;

  4. NÃO USAR EQUIPAMENTOS ELÉTRICOS EM LUGARES ÚMIDOS OU MOLHADOS;

  5. DESLIGAR A CORRENTE AO FAZER REPAROS;

  6. NÃO PERMITIR A GUARDA DE OBJETOS ESTRANHOS À INSTALAÇÃO, NAS CAIXAS DAS CHAVES ELÉTRICAS.

  7. NÃO MEXER EM INSTALAÇÕES ELÉTRICAS DESCALÇO OU COM AS MÃOS MOLHADAS.

  8. ORIENTAR FUNCIONÁRIOS PARA NÃO UTILIZAR ANÉIS, CORDÕES E SIMILARES AO REALIZAR SERVIÇOS COM ELETRICIDADE.

PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIOS:

  1. NÃO PERMITIR O ACUMULO DE LIXO FORA DOS LOCAIS APROPRIADOS OU RECIPIENTES PRÓPRIOS.

  2. NÃO GUARDAR ESTOPA OU TRAPOS IMPREGNADOS DE ÓLEO, CERA OU GRAXA POR QUE PODEM SE INFLAMAR EXPONTANEAMENTE.

  3. NÃO FUMAR EM LOCAIS PROIBIDOS.

  4. NÃO JOGUE FORA PONTAS DE CIGARRO OU FÓSFOROS ACESOS ANTES DE APAGÁ-LOS.

  5. CONSERVE OS COMBUSTÍVEIS E LÍQUIDOS INFLAMÁVEIS EM RECIPIENTES PRÓPRIOS FECHADOS, ROTULADOS E LONGE DE CURIOSOS.

  6. NÃO PERMITIR A FORMAÇÃO DE POÇAS DE COMBUSTÍVEIS, NEM QUE OS MESMOS SEJAM JOGADOS NO ESGOTO, POIS PODEM PROVOCAR EXPLOSÕES E INCÊNDIOS EXPONTÂNEOS. LAVE OS DERRAMAMENTOS COM ÁGUA.

  7. O USO DE COMBUSTÍVEL PARA LIMPEZA REQUER VENTILAÇÃO DO AMBIENTE.

  8. NÃO USE FOGAREIRO A ÁLCOOL OU OUTRAS FONTES DE AQUECIMENTO EM LOCAIS INADEQUADOS COMO : VESTIÁRIOS, DEPÓSITOS E ETC...

  9. AS LÂMPADAS ELÉTRICAS PRODUZEM CALOR, NÃO AS ABANDONE EM CONTATO COM SUBSTÂNCIAS COMBUSTÍVEIS.

  10. MOSTRE AO NOVO FUNCIONÁRIO OS RISCOS DE ACIDENTES E INCÊNDIO PRESENTES NO SEU LOCAL DE TRABALHO E “APRESENTE-O” AOS MEIOS DE PREVENÇÃO E COMBATE A INCÊNDIO ALI LOCALIZADO.

  11. NÃO OBSTRUA NEM MUDE DE LUGAR OS APARELHOS DE COMBATE A INCÊNDIO (EXTINTORES, HIDRANTES, MANGUEIRAS, ETC...)

  12. SE USAR UM EXTINTOR OU DESCARREGÁ-LO ACIDENTALMENTE COMUNIQUE O FATO IMEDIATAMENTE AO RESPONSÁVEL PARA QUE SEJA PROVIDENCIADA A RECARGA.

  13. NÃO ROMPA O LACRE DOS EXTINTORES A MENOS QUE VÁ USÁ-LOS

  14. NÃO SUBSTITUA FUSÍVEIS QUEIMADOS POR MOEDAS, TAMPINHAS DE GARRAFAS, ETC ... OS FUSÍVEIS SÃO A ÚNICA PROTEÇÃO DA INSTALAÇÃO CONTRA A SOBRECARGA E O INCÊNDIO.

ARMAZENAMENTO DE PRODUTOS QUÍMICOS:

  1. TODOS OS PRODUTOS DEVEM SER ARMAZENADOS EM LOCAIS SEGUROS E EM SEUS RECIPIENTES DE ORIGEM

  2. CASO CONTRÁRIO, CERTIFICAR-SE QUE O RECIPIENTE ESCOLHIDO, NÃO PODERÁ SER DANIFICADO PELO PRODUTO QUÍMICO COLOCADO NO SEU INTERIOR,

  3. NÃO HAJA VAZAMENTOS PELO RECIPIENTE,

  4. A TAMPA REALMENTE OFERECE VEDAÇÃO SUFICIENTE NO CASO DE TOMBAMENTO OU EVAPORAÇÕES.

  5. ROTULAR O RECIPIENTE COM O NOME DO PRODUTO.

  6. NÃO MANTER EMPILHAMENTOS DESNECESSÁRIOS OU QUE SOBRECARREGUEM OS RECIPIENTES INFERIORES NA PILHA.

  7. INICIAR OS EMPILHAMENTOS SEMPRE SOBRE SUPORTE DE PROTEÇÃO OBJETIVANDO MANTER LIVRE DE CONTATO DE POSSÍVEIS UMIDADES DO PISO.

RECOMENDAÇÕES NA UTILIZAÇÃO DE MICROCOMPUTADORES:

  1. POSTURA - SENTAR DE MODO ERETO, PRESERVANDO AS CURVAS FISIOLÓGICAS DA COLUNA VERTEBRAL / MANTER OS PUNHOS NA LINHA DOS ANTEBRAÇOS E UM ÂNGULO DE 90 GRAUS ENTRE OS BRAÇOS E ANTEBRAÇOS / AS ARTICULAÇÕES DO QUADRIL, DO JOELHO E DO PÉ TAMBÉM DEVEM FICAR 90 GRAUS / OS MÓVEIS DEVEM SER REGULÁVEIS PARA QUE SE ADEQUAREM AO USUÁRIO

  2. PÉS APOIADOS - OS PÉS PRECISAM FICAR APOIADOS E OS JOELHOS LIGEIRAMENTE ACIMA DA ARTICULAÇÃO DO QUADRIL, PARA NÃO DESESTABILIZAR A COLUNA SE A PESSOA NÃO CONSEGUIR PÔR OS PÉS NO CHÃO, UM APOIO ESPECIAL É NECESSÁRIO: RELAXA OS MÚSCULOS E EVITAR USAR CADEIRAS DURAS E COM ÂNGULOS RETOS.

  3. PUNHO - O TECLADO NA ALTURA DOS COTOVELOS AJUDA A MANTER OS PUNHOS RETOS NA DIGITAÇÃO / É RECOMENDÁVEL USAR APOIOS DE PUNHO MACIOS E ARREDONDADOS EM FRENTE A TECLADO E MOUSE.

  4. VISÃO - O MONITOR DEVE FICAR NA RETA DOS OLHOS, PARA NÃO FORÇAR O PESCOÇO, E A UMA DISTÂNCIA ENTRE 0,35 E 0,5 METRO, DEPENDENDO DO TAMANHO DA TELA E DOS CARACTERES / OLHAR PAISAGENS OU OBJETOS A MAIS DE 6 METROS RELAXA / A ILUMINAÇÃO IDEAL É A DIFUSA (INDIRETA) DE 300 A 500 LUX / RECOMENDA - SE QUE A LUMINÁRIA FIQUE PERPENDICULAR AO TECLADO.

  5. PAUSA E EXERCÍCIO - INSTITUIR PAUSAS E PRATICAR EXERCÍCIOS REGULARMENTE SÃO FATORES FUNDAMENTAIS NA PREVENÇÃO DO STRESS E DE DOENÇAS COMO TENDINITES E TENOSSINOVITES.

EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAIS.

Considera-se Equipamento de Proteção Individual - EPI todo dispositivo de uso individual, de fabricação nacional ou estrangeira, destinado a proteger a saúde e a integridade física do trabalhador.

A empresa é obrigada a fornecer aos empregados, gratuitamente, EPI adequado ao risco e em perfeito estado de conservação e funcionamento, nas seguintes circunstâncias:

a) sempre que as medidas de proteção coletiva forem tecnicamente inviáveis ou não oferecerem completa proteção contra os riscos de acidentes do trabalho e/ou de doenças profissionais e do trabalho;

(Parte 1 de 2)

Comentários