Apostila Cemig - Instalações Residenciais

Apostila Cemig - Instalações Residenciais

(Parte 4 de 6)

Deve-se ter cuidado ao fazer uma leitura nos medidores de ponteiro, pois cada ponteiro gira em sentido inverso ao de seus vizinhos.

Nota:Ao ler os valores de energia em um medidor de kWh, o número que se deve considerar é aquele pelo qual o ponteiro acabou de passar, isto é, quando o ponteiro está entre dois números, considera-se o número de menor valor. Para se efetuar a leitura, deve-se iniciar pelo primeiro ponteiro a direita.

1.14 – Informações sobre a CEMIG, ANEEL, PROCEL, ABNT e INMETRO

Serão apresentadas a seguir, algumas informações bastante resumidassobre:

•Companhia Energética de Minas Gerais – CEMIG, endereço eletrônico: http://www.cemig.com.br

•Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL, endereço eletrônico: http://www.aneel.gov.br

•Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica – PROCEL, endereço eletrônico: http://www.eletrobras.gov/procel

•Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, endereço eletrônico: http://www.abnt.org.br

•Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial – INMETRO, endereço eletrônico: http://www.inmetro.gov.br

NOTA:Para que se tenha informações mais completas e atualizadas, procure o respectivo endereço eletrônico.

Leitura do mês anterior

Leitura do mês atual

Leitura do mês anterior: 4590

1- Exemplo de leitura no medidor Ciclométrico Se subtrair a leitura do mês anterior da leitura atual, terá o consumo mensal em (kWh) 04805 - 04590 = 215 kWh (quilowatts-hora)

2- Exemplo de leitura no medidor de Ponteiros Subtrair a leitura do mês anterior da leitura atual, terá o consumo mensal em (kWh) 04857 - 04590 = 267 kWh

Manual de Instalações Elétricas Residenciais 1.14.1 - Companhia Energética de Minas Gerais – CEMIG

A Companhia Energética de Minas Gerais - CEMIG é uma das maiores e mais importantes concessionárias de energia elétrica do Brasil, por sua posição estratégica, competência técnica e mercado atendido.

A área de concessão da CEMIG cobre cerca de 96% do território do Estado de

Minas Gerais, na região Sudeste do Brasil, correspondendo a 567 mil km2, o equivalente a extensão territorial de um País do porte da França.

Uma das tarefas mais importantes da CEMIG é zelar pela qualidade do serviço prestado a mais de 5,6 milhões de clientes, ou 17 milhões de pessoas, espalhados em mais de 5.400 localidades de 774 municípios do Estado de Minas Gerais. A preocupação é operar todo esse sistema com mais de 323 mil km de linhas de distribuição, o maior da América Latina, da forma mais satisfatória possível, preservando a qualidade.

Para atingir esse objetivo, a CEMIG busca, continuamente, novas técnicas, investe na preservação e aumento da segurança do sistema elétrico, etc.

Dados da CEMIG em 2002

Fundada em 2 de maio de 1952, pelo então governador do Estado de Minas

Gerais e, depois, presidente do Brasil, Juscelino Kubitscheck de Oliveira, com o objetivo de dar suporte a um amplo programa de modernização, diversificação e expansão do parque industrial do Estado, a CEMIG conseguiu cumprir o seu papel de ser um instrumento de desenvolvimento da economia mineira e, ao mesmo tempo, ser uma Empresa eficiente e competitiva.

Manual de Instalações Elétricas Residenciais

A Usina de Gafanhoto foi o ponto de partida da CEMIG. Construída pelo Governo do Estado de Minas Gerais, em 1946, e transferida à CEMIG em 1952, Gafanhoto tem grande significado econômico, pois permitiu a implantação da Cidade Industrial de Contagem, o maior pólo industrial do Estado de Minas Gerais.

Depois vieram as usinas hidrelétricas de Itutinga, Piau, Salto Grande, Cajuru e Três

Marias. Marco da participação da engenharia nacional na construção de grandes barragens, Três Marias possui um reservatório de uso múltiplo, que além de gerar energia viabiliza a navegação no rio São Francisco nos períodos de estiagem, o abastecimento urbano e a irrigação na região.

Na década de 60, com o apoio do Programa de Desenvolvimento das Nações

Unidas e do Banco Mundial, foi levantado o potencial hidrelétrico de nossos rios e identificados os projetos mais viáveis. Assim, surgiram as hidrelétricas de Jaguara, Volta Grande, São Simão, Emborcação e Nova Ponte.

Principais Usinas (em 2002)Potência (MW)

São Simão (rio Paranaíba)1.710 Emborcação (rio Paranaíba)1.192 Nova Ponte (rio Araguari)510 Jaguara (rio Grande)424 Miranda (rio Araguari)408 Três Marias (rio São Francisco)396 Volta Grande (rio Grande)380 Outras 1.003 CAPACIDADE TOTAL 6.023

Para continuar garantindo o abastecimento do mercado de energia elétrica do

País, a CEMIG, em parceria com empresas privadas, participa de consórcios para construir novas usinas no Estado do Estado de Minas Gerais.

Hoje, como uma das principais empresas integradas do Brasil, gera, transmite, distribui e comercializa energia elétrica para o segundo mercado consumidor do País, onde estão instaladas algumas das maiores empresas nas áreas de siderurgia, mineração, automobilística, metalurgia, etc.

Reconhecida pelo alto padrão técnico de seu pessoal, a CEMIG é considerada uma empresa modelo no setor elétrico brasileiro. A excelência técnica da CEMIG ultrapassou as fronteiras de sua área de concessão no Estado de Minas Gerais, atuando em outros estados brasileiros e em mais de dez países das Américas, Ásia e África, onde a marca CEMIG é sinônimo de excelência na venda de serviços e de consultoria para a área energética.

Há 51 anos, os compromissos da CEMIG vão além de produzir a melhor energia do Brasil. No mundo dos mercados virtuais, das tecnologias que vencem distâncias e barreiras geográficas em frações de segundos, a CEMIG investe na sua capacidade de garantir e preservar a mais importante energia desse planeta: a vida.

Manual de Instalações Elétricas Residenciais

Para a CEMIG, o bem-estar social e o direito de cidadania às pessoas, são as premissas básicas para a promoção de uma ordem social centrada no ser humano. Por isso, não mede esforços para garantir ações, programas e investimentos que tenham o objetivo de melhorar e promover a qualidade de vida e o desenvolvimento social das comunidades em que atua.

A CEMIG sempre busca acompanhar permanentemente a evolução tecnológica, atuando em diversos projetos/programas, tais como: desenvolvimento de tecnologias, normalização interna e externa, fontes alternativas de energia, conservação de energia, segurança no trabalho, segurança do consumidor, interação com o mercado de energias, meio ambiente, etc.

1.14.2 - Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL

A Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL, autarquia em regime especial, vinculada ao Ministério de Minas e Energia - MME, foi criada pela Lei 9.427, de 26/12/1996.

Principais atribuições: •Regular e fiscalizar a geração, a transmissão, a distribuição e a comercialização da energia elétrica, defendendo o interesse do consumidor;

•Mediar os conflitos de interesses entre os agentes do setor elétrico e entre estes e os consumidores;

•Conceder, permitir e autorizar instalações e serviços de energia; garantir tarifas justas; zelar pela qualidade do serviço;

•Exigir investimentos; estimular a competição entre os operadores e assegurar a universalização dos serviços.

A missão da ANEEL é proporcionar condições favoráveis para que o mercado de energia elétrica se desenvolva com equilíbrio entre os agentes e em benefício da sociedade.

1.14.3 - Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica - PROCEL

O objetivo do PROCEL - Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica é promover a racionalização da produção e do consumo de energia elétrica, eliminando os desperdícios e reduzindo os custos e os investimentos setoriais.

Criado em dezembro de 1985 pelos Ministérios de Minas e Energia e da Indústria e Comércio, o PROCEL é gerido por uma Secretaria Executiva subordinada à Eletrobrás. Em 18 de julho de 1991, o PROCEL foi transformado em Programa de Governo, tendo suas abrangência e responsabilidade ampliadas.

O PROCEL tem diversos programas/projetos para o combate ao desperdício de energia, tais como: para os setores residencial, comercial, serviços, industrial, órgãos governamentais, iluminação pública, PROCEL nas Escolas, meio ambiente, etc.

Manual de Instalações Elétricas Residenciais

Na área residencial, de uma forma geral, as atividades do Programa Residencial se baseiam em: •qualificar produtos eficientes,

•divulgá-los no mercado consumidor,

•mobilizar os canais de distribuição para execução de parcerias em projetos de conservação de energia, •conceber projetos que possam ser reproduzidos e executados em larga escala pelo Brasil, •informar o consumidor sobre os produtos que proporcionam uma maior economia de energia ao longo de sua vida útil.

Em relação a eficiência de aparelhos elétricos e térmicos para o uso residencial, o PROCEL, estabelece os seguintes Selos:

a)Selo PROCEL de Economia de Energia

O Selo PROCEL de Economia de Energia é um instrumento promocional do PROCEL, concedido anualmente, desde 1993, aos equipamentos elétricos que apresentam os melhores índices de eficiência energética dentro das suas categorias. Sua finalidade é estimular a fabricação nacional de produtos eletroeletrônicos mais eficientes no subitem economia de energia e orientar o consumidor, no ato da compra, de forma que ele possa adquirir os equipamentos que apresentam os melhores níveis de eficiência energética.

Os equipamentos que atualmente recebem o Selo são: •Refrigerador de uma porta;

• Refrigerador Combinado;

• Refrigerador Frost-Free;

• Congelador vertical;

• Congelador horizontal;

•Ar-condicionado de janela;

•Motor elétrico de indução trifásico de potência até 250 CV;

•Coletor solar plano;

• Reservatórios Térmicos;

•Lâmpadas e reatores.

b)Selo PROCEL INMETRO de Desempenho

O Selo PROCEL INMETRO de Desempenho foi criado com o objetivo de promover o combate ao desperdício de energia elétrica e de ser uma referência na compra pelo consumidor. Ele é concedido desde novembro de 1998, com validade anual, e destinase a produtos ou equipamentos na área de iluminação, nacionais ou estrangeiros, que contribuam para o combate ao desperdício de energia elétrica e que apresentem características de eficiência e qualidade conforme o padrão PROCEL.

Manual de Instalações Elétricas Residenciais

O Selo PROCEL INMETRO é fruto de uma bem sucedida parceria entre PROCEL e INMETRO, iniciada com o Selo PROCEL de Economia de Energia e com o Programa Brasileiro de Etiquetagem. Essa parceria tem sido fundamental para o desenvolvimento de normas técnicas, à implementação dos programas e à fiscalização dos produtos.

Diferente do Selo PROCEL de Economia de Energia, que indica os melhores produtos de uma determinada categoria em relação à eficiência energética, o Selo PROCEL INMETRO indica os produtos que atendem aos padrões de eficiência e qualidade estabelecidos pelo PROCEL não existindo, nesse caso, uma análise comparativa entre os produtos, quanto aos níveis de eficiência.

Os produtos da área de iluminação que atualmente recebem o Selo

PROCEL INMETRO são: •lâmpadas Fluorescentes compactas integradas e não integradas;

•lâmpadas circulares integradas e não integradas;

•reatores adaptadores para lâmpadas fluorescentes compactas ou circulares.

Observação: no site do PROCEL, encontram-se de forma atualizada, as tabelas com os equipamentos e suas informações técnicas, com o Selo PROCEL de Economia de Energia e com o Selo PROCEL INMETRO de Desempenho.

1.14.4 – Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT

Fundada em 1940, a Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT é o órgão responsável pela normalização técnica no país, fornecendo a base necessária ao desenvolvimento tecnológico brasileiro.

É uma entidade privada, sem fins lucrativos, reconhecida como Fórum Nacional de

Normalização – ÚNICO – através da Resolução n.º 07 do CONMETRO, de 24.08.1992.

É membro fundador da ISO (International Organization for Standardization), da

COPANT (Comissão Panamericana de Normas Técnicas) e da AMN (Associação Mercosul de Normalização).

A Normalização é uma atividade que estabelece, em relação a problemas existentes ou potenciais, prescrições destinadas à utilização comum e repetitiva com vistas à obtenção do grau ótimo de ordem em um dado contexto.

Manual de Instalações Elétricas Residenciais Os objetivos da Normalização são:

Proporcionar a redução da crescente variedade de produtos e procedimentos.

Proporcionar meios mais eficientes na troca de informação entre o fabricante e o cliente, melhorando a confiabilidade das relações comerciais e de serviços.

Proteger a vida humana e a saúde.

Prover a sociedade de meios eficazes para aferir a qualidade dos produtos.

Evitar a existência de regulamentos conflitantes sobre produtos e serviços em diferentes países, facilitando assim, o intercâmbio comercial.

Na prática, a Normalização está presente na fabricação dos produtos, na transferência de tecnologia, na melhoria da qualidade de vida através de normas relativas à saúde, à segurança e à preservação do meio ambiente.

Os benefícios da Normalização podem ser:

Qualitativos, permitindo: •utilizar adequadamente os recursos (equipamentos, materiais e mão-de-obra),

•uniformizar a produção,

•facilitar o treinamento da mão-de-obra, melhorando seu nível técnico,

•registrar o conhecimento tecnológico,

•facilitar a contratação ou venda de tecnologia.

Quantitativos, permitindo: •reduzir o consumo de materiais,

•reduzir o desperdício,

• padronizar componentes,

• padronizar equipamentos,

•reduzir a variedade de produtos,

•fornecer procedimentos para cálculos e projetos,

•aumentar a produtividade,

•melhorar a qualidade,

• controlar processos.

É ainda um excelente argumento de vendas para o mercado internacional como, também, para regular a importação de produtos que não estejam em conformidade com as normas do país importador.

Economia Comunicação

Segurança

Proteção do Consumidor

Eliminação de Barreiras Técnicas e Comerciais

Manual de Instalações Elétricas Residenciais

1.14.5 – Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial - INMETRO

O Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial - INMETRO é uma autarquia federal, vinculada ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, que atua como Secretaria Executiva do Conselho Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Conmetro), colegiado interministerial, que é o órgão normativo do Sistema Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Sinmetro).

Objetivando integrar uma estrutura sistêmica articulada, o Sinmetro, o Conmetro e o INMETRO foram criados pela Lei 5.966, de 1 de dezembro de 1973, cabendo a este último substituir o então Instituto Nacional de Pesos e Medidas (INPM) e ampliar significativamente o seu raio de atuação a serviço da sociedade brasileira.

No âmbito de sua ampla missão institucional, o INMETRO objetiva fortalecer as empresas nacionais, aumentando sua produtividade por meio da adoção de mecanismos destinados à melhoria da qualidade de produtos e serviços. Sua missão é trabalhar decisivamente para o desenvolvimento sócio-econômico e para a melhoria da qualidade de vida da sociedade brasileira, contribuindo para a inserção competitiva, para o avanço científico e tecnológico do país e para a proteção do cidadão, especialmente nos aspectos ligados à saúde, segurança e meio-ambiente.

(Parte 4 de 6)

Comentários