44462 - Oficina - de - Sonoplastia

44462 - Oficina - de - Sonoplastia

(Parte 2 de 2)

Romanos 10:17 17 De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.

Romanos 10:13-15 13 Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. 14 Como, pois, invocaräo aquele em quem näo creram? e como creräo naquele de quem näo ouviram? e como ouviräo, se näo há quem pregue? 15 E como pregaräo, se näo forem enviados?

Hebreus 2:1-3 1 Por esta razão, importa que nos apeguemos, com mais firmeza, às verdades ouvidas, para que delas jamais nos desviemos. 2 Se, pois, se tornou firme a palavra falada por meio de anjos, e toda transgressão ou desobediência recebeu justo castigo, 3 como escaparemos nós, se negligenciarmos tão grande salvação? A qual, tendo sido anunciada inicialmente pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram;

Do ouvir dependem a fé e a correta compreensão da Verdade da Palavra. E o ouvir se relaciona diretamente com nosso ministério! É glorioso sabermos isto! Daí a importância que os líderes devem dar ao ministério de áudio, e aos seus integrantes. A igreja deve investir na preparação deles, para que possam cumprir sua função com excelência.

Um bom operador não opera apenas a parte de Processamento, mas saberá atuar também nos outros elos – Captação, Projeção e Acústica – de modo a extrair do seu sistema a maior eficiência possível, lembrando que isto depende sempre do elo mais fraco da cadeia.

Um bom operador não é o que “tira” o som mais alto, mas o que “tira” o som mais agradável. Na verdade, um bom operador nem será notado pela congregação leiga no assunto, pois as pessoas querem apenas ouvir bem o que está sendo tocado/cantado/falado na igreja. E ouvir bem não significa ouvir alto.

“p”Uma simples espuma, que custa míseros 4 reais, resolve o problema.

Um bom operador saberá como tornar a voz do pregador acima de tudo, inteligível. Um reverb é excelente para “amaciar” a voz dos cantores, mas é péssimo para a pregação, porque afinal de contas não somos homens das cavernas para participar de um culto dentro de uma! Outra coisa péssima para o entendimento da mensagem são microfones sem espumas protetoras. Particularmente acho um martírio ouvir um pregador estrondando o ambiente toda vez que fala alguma palavra que contém a letra

Um bom operador saberá equilibrar e deixar inteligível todos os instrumentos/vozes do grupo de louvor, de forma que a mensagem cantada seja perfeitamente entendida. Para isto deverá estar familiarizado com o estilo musical do grupo e dos instrumentos/vozes que o compõem. Se a característica do grupo é tocar forró, deve saber como equilibrar forró. Se for rock, louvor congregacional, pagode, etc, a mesma coisa.

Neste aspecto, tenho visto sérios problemas em nossas igrejas. Já vi músicos praticamente brigarem com os operadores em pleno período de louvor, porque o operador esqueceu de aumentar o volume de seu instrumento quando ele iria fazer um solo. Por mais que o operador tenha sua culpa, cantores e músicos devem lembrar para quem estão tocando/ministrando. Será que alguém que quase briga com outro para que seu instrumento apareça está realmente ministrando a Deus? Certamente que não. Da mesma forma, um operador que não está nem aí certamente não está levando seu ministério a sério, e ainda compromete o funcionamento do louvor. Temos uma advertência clara na Palavra acerta daqueles que fazem a Obra de Deus relaxadamente:

Jeremias 48:10a - Maldito aquele que fizer a obra do SENHOR relaxadamente!

Um bom operador saberá valorizar o seu ministério, preparando-se tanto tecnicamente quanto espiritualmente para melhor exercê-lo. É um erro grave negligenciar um e supervalorizar o outro. Sendo ciência, o áudio precisa ser estudado. Sendo ministério, precisa ser feito na Unção do Espírito. Isto soa paradoxal, mas é verdade.

Se você não acha que deve estudar para operar o som da sua igreja, trate de mudar sua opinião, e rápido! Um operador é muito mais que alguém que liga os fios e aperta no botão para ligar o equipamento! Aprenda, leia, pergunte, reclame se necessário, mas nunca deixe o conhecimento de lado.

Se você acha que não deve orar e buscar a face do Senhor para operar o som da sua igreja, trate de mudar sua opinião, e rápido! Ou você tem intimidade com Seu Senhor, ou não o ouvirá quando Ele lhe orientar a melhorar o som quando for necessário. Nenhum operador de som é melhor que o Espírito Santo, porque ele é onipresente e onisciente, além de onipotente! Então, busque ser guiado por Ele toda vez que apertar no mute ou mexer no volume dos canais de sua mesa!

Deixo meu email para que vocês possam comunicar-se comigo: alissonteles@gmail.com

Na internet existem diversos sites especializados em áudio. Dentre eles gostaria de destacar os seguintes:

w.audionasigrejas.org – Excelente site para nós, técnicos de igrejas. w.musitec.com.br – site da revista Áudio, Música e Tecnologia. Revista secular que é padrão na área de áudio no Brasil. w.backstage.com.br – Site da revista Backstage, do mesmo quilate que a anterior. br.groups.yahoo.com/group/somigrejas e br.groups.yahoo.com/group/audio_evangelicos - listas de discussão de técnicos de áudio que servem ao Senhor, voltadas para a operação nas igrejas. Faço parte das duas, e a inscrição é gratuita. w.audiolist.cjb.net – Site da lista de discussão Audiolist, provavelmente a maior fonte de informação sobre áudio na internet brasileira.

Um graaaande abraço, e a Paz do Senhor!

Seu mano, Alisson Teles Cavalcanti

Fontes consultadas:

Apostila “Curso de Sonoplastia” de Petrônio Braga. Site http://www.audionasigrejas.org/ Listas de discussão Áudio Evangélicos e Som Igrejas

(Parte 2 de 2)

Comentários