Instruções para procedimentos operacionais do SIF

Instruções para procedimentos operacionais do SIF

(Parte 4 de 5)

c) Laudo Técnico Sanitário para Registro de Apiário 1. Identificação - Estabelecimento:

- Razão social:

- Classificação:

- Endereço: 2. Localização - Zona Urbana: Zona suburbana: Zona rural:

- Construção própria a finalidade:

- Afastamento de residências:

- Circulação de veículos interna:

- Área de terreno:

- Afastamento das vias públicas:

- Existência de fontes produtoras de mau cheiro:

- Pavimentação das áreas circundantes: 3. Detalhes de construção - Ano de construção:

- Ano da última reforma:

- Estilo de construção: Vertical: Horizontal:

- Apreciação geral da construção: Boa: Regular: Precária: 4. Atividades do estabelecimento - Capacidade de recebimento:

- Produção mensal:

- Funciona aos sábados, domingos e feriados:

- Número de operários: Homens: Mulheres:

5. Procedência da matéria-prima (relacionar os 10 principais municípios fornecedores, indicando a distância e tempo de viagem):

Meio de transporte da matéria-prima:

3. 8. 4. 9. 5. 10. 6. Dependências: a) Plataforma de recepção de matéria-prima: - Natureza do piso:

- Dimensão:

- Altura da plataforma:

- Impermeabilização das paredes:

- Cobertura:

- Natureza da cobertura:

- Instalação de água para limpeza:

- Escoamento das águas de limpeza:

- Iluminação artificial: b) Recepção de favos - Natureza do piso:

- Dimensão:

- Impermeabilização das paredes:

- Pé-direito:

- Natureza da cobertura:

- Ventilação e iluminação natural

- Iluminação natural:

- Instalação de água para limpeza:

- Escoamento das águas de limpeza: c) Beneficiamento - Natureza do piso:

- Dimensão:

- Pé-direito: - Impermeabilização das paredes:

- Natureza da cobertura:

- Ventilação e iluminação natural:

- Iluminação artificial:

- Instalações de água para limpeza:

- Escoamento das águas de limpeza: d) Depósito - Natureza do piso:

- Dimensão:

- Pé-direito:

- Impermeabilização das paredes:

- Natureza da cobertura:

- Ventilação e iluminação natural:

- Iluminação artificial: e) Expedição e comercialização: - Natureza do piso:

- Dimensão:

- Pé-direito:

- Impermeabilização das paredes:

- Natureza da cobertura:

- Ventilação e iluminação natural:

- Iluminação artificial: 7. Equipamentos - Mesa desoperculadora:

- Suporte de quadros desoperculadores giratórios:

- Centrífuga:

- Tanque decantador horizontal:

- Bomba para mel: - Filtro aéreo para mel:

- Tanques decantadores e envasadores:

- Tubos e ligações: 8. Produção de vapor - Caldeira: 9. Dependências auxiliares - Sede para Inspeção Federal:

- Vestiários: dimensões: quantos:

- Sanitários: número:

- Chuveiro: número:

- Separados do corpo industrial: sim ( ) não ( )

- Almoxarifado:

- Oficina mecânica:

- Escritórios:

- Local para refeições:

- Garagem: 10. Água de abastecimento - Procedência: Rede pública: Poço: Superfície:

- Tratamento: Completo: Incompleto: Somente cloro:

- Volume disponível:

- Reservatório:

- Qualidade dentro dos padrões físico-químicos regulamentares:

- Qualidade dentro dos padrões microbiológicos regulamentares: 1. Rede de Esgotos - Tratamento prévio:

- Vazão suficiente:

- Tanque de sedimentação:

12. Força e luz - Origem

- Carga 13. Produtos fabricados - Nomenclatura:

- Rótulos: 14. Destino dos produtos - Principais mercados consumidores: 15. Conclusões: Estado geral da indústria: Boa ( ) Regular ( ) Insuficiente ( ) 16. Observações:

ANEXO 8 a) Relatório de Supervisão - Matadouro Frigorífico Nome do Supervisor: Data da supervisão: 1. Identificação - Nome do estabelecimento:

- Número do SIF:

- Classificação:

- Localização:

- Equipe da I.F. - Veterinário(s): Auxiliar(es):

- Encarregado do SIF:

- Habilitações do estabelecimento:

- Abates (espécie e capacidade): 2. Currais e anexos 3. Operações de abate e anexos 4. Atividades da I.F. a) Inspeção ante-mortem b) Linhas de inspeção c)Controle de contaminação de carcaças e miúdos d) Controle de resíduos biológicos e)Programas de controles de roedores e insetos f) Controles de produtos químicos g) Informações estatísticas e mapas de DIF h) Controle de Certificados Sanitários, emitidos e recebidos, e Boletins de Recebimento de terceiros 5. Instalações - Conservação e higiene 6. Equipamentos 7. Recepção de Carnes a) Reinspeção das carnes (contaminações, temperatura, carimbos, rotulagem, etc.) b) Condições técnicas e higiênicas do tendal (conservação e higiene das instalações, manutenção de equipamento, trilhagem, etc.)

8. Câmaras a) Identificação das carnes por SIF de procedência b) Temperatura c) Controle de materiais sequestrados e condenados d) Condições técnicas e higiênicas das câmaras (conservação. condições de estiva, manutenção de equipamento, etc.)

9. Desossa a) Reinspeção (elaboração de relatório, verificação de temperaturas de carnes e da sala) b) Controle de carnes por procedência na preparação de cortes c) Condições técnicas e higiênicas da sala de desossa e de seus equipamentos d) Condições técnicas e higiênicas da sala de embalagem 10. Considerações Gerais a) Depósito de embalagens b) Aprovação e controle de formulações de produtos e de rotulagem c) Água de abastecimento (verificar boletins, estação de tratamento, alarme de cloro, etc.) d) Programas de higienização de reservatórios de água e do estabelecimento e) Uniformização, higiene e controle sanitário de operários f) Vestiários, sanitários e refeitório g) Outras observações 1. Conclusões

b) Relatório de Supervisão - Fábrica de Conservas Nome do Supervisor: Data de supervisão: 1. Identificação - Nome do SIF:

- Localização:

- Equipe da IF- Veterinário(s): Auxiliar(es):

- Encarregado do SIF:

- Habilitações do estabelecimento:

- Produtos elaborados: 2. Recepção de matéria-prima: a)Instalações - conservação e higiene b) Equipamentos - conservação e higiene de trilhos, roldanas, carros, etc. c) Reinspeção de carnes (contaminações, temperatura, carimbos, rotulagem, etc.) 3. Câmaras a) Instalações e equipamentos - conservação e higiene (inclusive antecâmara) b) Temperatura c) Controle de materiais sequestrados e condenados d) Condições técnicas de produtos e matéria-prima (condições de estiva, rotulagem, etc.) 4. Salas de Manipulação a) Instalações - conservação e higiene b) Equipamentos - conservação e higiene c) Operações 5. Salas de Embalagens a) Instalações - conservação e higiene b) Equipamentos - conservação e higiene c) Operações 6. Expedição de Produtos a) Instalações - conservação e higiene b) Operações 7. Áreas Externas 8. Atividades da IF a) Controles de recepção de matéria-prima (certificado sanitário, boletins de recebimento de terceiros, reinspeção e registros) b) Registros de controles utilizados no estabelecimento c) Programas de controle de roedores e insetos d) Controle de produtos químicos e) Informações estatísticas f) Análises laboratoriais (água e produtos, cloração da água de abastecimento) 9. Considerações Gerais a) Depósito de embalagens b) Aprovação e controle de formulações e rotulagens c) Água de abastecimento - estação de tratamento, alarme de cloro, programa de higienização, etc.0 d) Uniformização, higiene e controle sanitário de operários e) Vestiários, sanitários e refeitório 10. Observações Adicionais 1. Conclusões DATA: Assinatura: --------------------------------- Méd. Veterinário CRMV n° _ c) Relatório de Supervisão - Entreposto de Carnes e Derivados Entreposto Frigorífico Nome do Supervisor: Data da supervisão: 1. Identificação - Nome do estabelecimento:

- Número do SIF:

- Classificação:

- Localização:

- Equipe da IF- Veterinário(s): Auxiliar(es):

- Encarregado do SIF:

- Habilitações do estabelecimento: 2. Recepção e Expedição 3. Instalações - conservação e higiene 4. Equipamentos - conservação e higiene

5. Condições técnicas e Higiênicas das operações (arrumação dos produtos, controle de temperaturas, termógrafos, etc.)

6. Produtos Estocados (rotulagens, embalagens, tipo de produtos) 7. Controles Diversos (água, roedores, saúde de pessoal, etc.) 8. Possibilidade de Sequestro de produtos 9. Condições de Higienização de Câmaras e veículos transportadores de carnes (inclusive drenagem) 10. Vestiários e Sanitários 1. Controles da IF 12. Conclusões

d) Relatório de Supervisão - Fábrica de Produtos Suínos Nome do Supervisor: 1. Identificação - Nome do estabelecimento:

- N° do SIF:

- Classificação:

- Localização:

- Equipe da IF: Veterinários: Auxiliares:

- Nome do Encarregado da IF:

- Capacidade de abate/dia: SuínosBovinos _ _ _ Ovinos _

- Data da visita: 2. Pocilgas e Currais: - Condições de higiene e de manutenção das pocilgas e dos currais:

- Condições da água de bebida dos animais e da água usada para higienização das instalações (currais ou pocilgas):

- Condições de desinfecção dos veículos transportadores de animais mais e tipo de desinfetante usado: 3. Sala de Abate e Anexos a) Operações: b) Condições de Higiene e Conservação da Sala de abate e seções anexas (Instalações e equipamentos): 4. Esquema de Trabalho da IF a) Inspeção ante-mortem: - realizada por Méd. Veterinário?

- a IF controla o horário de chegada dos animais?

- é obedecido o descanso regulamentar e dieta hídrica dos animais antes do abate?

- são realizados todos os registros na papeleta de inspeção ante-mortem, papeleta de abate de emergência e papeleta de necrópsia? b) Inspeção post-mortem: - Linhas de inspeção:

- Preenchimento de papeletas nas linhas de inspeção e DIF: c) Controle de contaminação de carcaças e miúdos: d) Controle de produtos sequestrados: e) Controle de produtos condenados: 5. Graxaria a) Condições de conservação e higiene da seção: b) Cuidados de higiene com o produto: c) Qual o desnaturante usado? d) A IF local realiza normalmente análise de sebo para detectar presença de desnaturante? e) Tipo de tratamento dado ao sangue: 6. Banha a) Condições de higiene e conservação da seção: b) Realizações das análises de banha pela IF local: acidez: desnaturante: c) Condições de estocagem: 7. Desossa a) Reinspeção das carcaças à entrada da desossa e das carnes após desossadas: b) Condições de toalete das carcaças à entradas da desossa: c) Temperatura das carnes à entrada da desossa: d) Temperatura da sala de desossa:

d) Condições de higiene e conservação da sala (instalações e equipamentos, inclusive carros, bandejas, trilhos, mesas, etc.):

8. Câmaras a) Temperatura das câmaras: b) Arrumação dos produtos no interior das câmaras:

c)Condições técnicas e higiênicas das câmaras (conservação, higiene de instalações e equipamentos, condições de funcionamento dos equipamentos): d) Câmara de sequestro (condições de higiene, conservação, funcionamento e controle da IF).

9. Expedição e Recepção a)Condições de higiene e conservação da seção de expedição (tendal): b) Reinspeção das carnes e demais produtos durante a sua expedição ou recepção:

c) Condições de veículo de transporte de carnes e demais produtos: 10. Salsicharia a) Condições de higiene e conservação das instalações e equipamentos (inclusive carros, bandejas, formas, etc.) b) Temperatura da sala de elaboração da salsicharia: c) Higiene das operações: d) Controle das formulações pela IF de acordo com o memorial descritivo registrado junto o SIPA: e) Controle de temperatura, por parte da IF, dos produtos cozidos (registro das temperaturas em planilhas):

f) Controle do tempo de cura dos produtos curados, (salames, etc.) conforme memorial descritivo registrado junto ao SIDA.

g) Controle de ingredientes e aditivos usados na salsicharia: h) Sala de fatuamente de produtos: (temperatura, higiene da seção do pessoal, uso de luvas e máscaras): i) Desinfeção de tripas naturais antes de seu uso na salsicharia (desinfetante usado):

j) Verificar cumprimento do programa de remessa de amostras de produtos para o LARA, resultados de análise providencias tomadas pela IF:

1. Considerações Gerais sobre o Estabelecimento a) Condições do depósito de embalagens:

b) Condições do almoxarifado (verificar separação física para depósito dos produtos químicos, sua identificação e respectivos registros. Verificar a organização geral do almoxarifado, sem mistura de produtos de diferentes tipos):

c) Aprovação e controle de fórmulas e rotulagem: d) Águas de abastecimento: - Verificar boletins de análise de cloro livre;

- Verificar condições da estação de tratamento d’água;

- Verificar cumprimento do cronograma de limpeza da estação de tratamento e reservatórios de água;

- Verificar cumprimento do cronograma de remessa de amostras d’água para o LARA, resultados de análise e providências tomadas pela IF:

- Verificar existência de clorador automático: e) Controle de roedores e insetos: f) Uniformização do pessoal: g) Controle de sanidade do pessoal (atestados de saúde), inclusive dos funcionários da IF; h) Condições de higiene e conservação dos vestiários e dos sanitários: 12. Serviço de plantões 13. Atendimento, por parte da IF, de todas as Determinações do Serviço: 14. Atendimento, por parte da Firma, de todas as Determinações do Serviço: 15. Observações: (relacionar todas as demais observações julgadas e importância): 16. Conclusões:

Firma:
Classificação:
Localização
2. Dimensões de prédio:
3. Pé-direito das dependências:
4. Piso:
5. Paredes:
6. Forro:
7. Distribuição ralos:
9. Câmaras: n°
a) dimensões:m a) dimensões: _ _ _ m
b) capac. frio:Kcal/m b) capac. frio: _ _ _ Kcal/m
c) capac. estoque:m c) capac. estoque: _ _ _ m
10. Sanitários: ( ) sim ( ) não n°

e) Relatório de Supervisão - Estabelecimento Relacionado (ER) - SELEI 1. Condições físicas do prédio ( )obras ( ) regular ( )péssimas 8. Rede de água e esgoto: ( ) CORSAN/DMAE ( ) poço artesiano/fossa d) paredes: d) paredes: ( ) alvenaria ( ) painéis isotér. ( ) alvenaria ( ) painéis isotér. e) Condições higiênicas: e) Condições higiênicas: ( ) satisfatórias ( ) insatisfatórias ( ) satisfatórias ( ) insatisfatórias 1. Estabelecimentos fornecedores: ( ) com SIF ( ) habilitados exportar p/ Brasil ( ) não inspecionados 12. Produtos estocados: Congelados Resfriados Não refrigerados ( ) manteiga ( ) queijos ( ) leite em pó ( ) prod. laticínios ( ) leite esterilizado ( ) doce de leite

( ) sim ( ) não quais?
SrCargo: _ _ _ _ _
fone:Ramal: _ _ _ _ _
16.Observações:

( ) mel 13. Firma trabalha com outros produtos, que não de origem animal? 14. A Firma é especializada em representações ou é filial de estab. industriais? 15. Qual o elemento autorizado pela Firma a tratar com SIP/DFARA? 17. Conclusões:

f) Relatório de Supervisão - Ovos

1. Dados da empresa a) Nome: b)Endereço: c) Classificação: d) Responsável: e) Telefone para contato: 2. Dados de Produção/Pessoal: a) Produção diária: b) N° de aves alojadas: c) Méd. Veterinário Responsável: d) N° de operários: Masculino: Feminino: e) Exame médico periódico: f) Uniformização: 3. Água de Abastecimento a) Origem de captação: b) N° de poços: c) Reservatórios (capacidade): d) Coloração: ( ) sim ( ) não e) Análises: 4. Instalação e Equipamentos a) Localização: - Afastamento mínimo 5 metros vias públicas:

- Estradas laterais para circulação:

- Área específica onde não hajam outros que produzam mau cheiro e em local livre de lixo e detritos:

- Curso de água perene para receber água residual: b) Área Construída:

- Compatível com a capacidade do estabelecimento: c) Instalações: - Pé-direito: ( ) 4m ( ) 3 m

- Teto: ( ) Laje concreto ( ) Ferro ( )Alumínio ( ) Material ( ) Fibrocimento ( ) Outros - Piso: Impermeável, liso e lavável: Declividade ( 1,5% a 3%) Ângulo arredondado entre piso e parede: - Paredes, portas e janelas: Paredes impermeabilizadas (2 m): Janelas com telas milimétricas: Portas com fechamento automático, mínimo 1,20 m: - Iluminação/Ventilação: Todas as seções com luz e iluminação naturais: Luz fria: - Rede de esgoto: Independente do esgoto sanitário: Canaletas, ralos sifonados: d) Equipamentos/Utensílios/Instalações higiênico-sanitárias - Metálicos ou plásticos:

(Parte 4 de 5)

Comentários