APOSTILA-BC-2010-parte-6 EPMURAS

APOSTILA-BC-2010-parte-6 EPMURAS

Olho humano: quando e onde éutilizado? •Como critério de compra e descarte;

•Emissão de RGN e RGD;

• Exposições Agropecuárias;

•Acasalamentos, em complemento a dados de produção (sumário –DEPs) e de genealogia;

•Em programas de melhoramento animal

Método EPMURAS: prática, simples e “objetiva”uma nova

AVALIAÇÕES VISUAIS perspectiva emavaliação visual.

Método EPMURAS: prática, simples e “objetiva”uma nova

AVALIAÇÕES VISUAIS perspectiva emavaliação visual.

•Seleção dos animais •PESO→para diferentes idades

•animais com maiores pesos a idade adulta

•> requerimento nutricional

•↑da permanência de fêmeas e machos p/abate

•>prejuízo para o produtor

•> custo com alimentação

•comprometimento do estado corporal da fêmea para a reprodução

•Altura de Posterior •monitoramento do tamanho

•resulta, por equações matemáticas, no “frame size” •ligado às exigências nutricionais

Hipômetro

•Seleção dos animais •PESO + Composição do corpo

•proporções de tecidos

• ossos

• músculos

•gorduras

•Uso de Avaliações visuais

•tipos morfológicos

•Precoces

• Tardios

Tamanho X Eficiência produtiva

T a r d io

P r e c o c e

S im e n t a l

H e r e fo r d

( -) músculo (+) gordura

Pesos ig u a is

T a r d io

P r e c o c e

T a r d io

P r e c o c e

S im e n t a lS im e n t a l

H e r e fo r dH e r e fo r d

( -) músculo (+) gordura ( -) músculo (+) gordura

Pesos ig u a is

Curvas de crescimento de diferentes biotipos.

Seleção →→→→além da balança... •Obtenção de animais equilibrados com o ambiente onde estão sendo criados;

•Não existe biótipo mais eficiente para TODOS os sistemas de produção;

•Existem TIPOS morfológicos mais eficientes para os DIFERENTES ambientes.

Objetivo da Avaliação Visual do Tipo Morfológico •identificaraqueles animaisque, nas condições viáveis de criação e em consonância com o mercado consumidor, cumpramseu objetivoeficientemente em menos tempo.

Escores visuais • Termos importantes:

•Conformação→refere-se àquantidade, proporção e distribuição da carne nas diversas regiões corporais do animal em pé(ou, após abatido, de seus cortes). •Conformação = músculo/osso:

•Musculosidade →→→→refere-se àevidência das massas musculares •éavaliada pelo desenvolvimento dos músculos na garupa(patinho, lagarto e alcatra), no terço final dolombo, na paletae no antebraço. •Musculosidade

•o animal de musculatura forte e evidente éem geral largo na base do cupim que se encontra bem implantado.

•Musculosidade =evidência das massas musculares

Garupa •Patinho

•Lagarto

•Alcatra

Paleta

Lombo

•Acabamento →→→→refere-se ao desenvolvimento da gordura, ou tecido adiposo, quantidade e distribuição nas regiões corporais do animal em pé(ou, após abatido, de seus cortes).

Quatro tipos de Gorduracorporal: •depósitos internos ou viscerais;

•intramuscular→entre as fibras musculares dos músculos anatômicos;

•intermuscular→separando as grandes massas musculares;

•subcutânea→localizada entre o couro e a superfície da carcaça.

“Gordura visível”= Acabamento

Acabamento →→→→deposição de gordura subcutânea nas diferentes partes do corpo do bovino:

•a região do períneo

•a região da virilha e entre-pernas

•a inserção da cauda

•a ponta da anca

•a cobertura do peito

•as costelas

Acabamento →→→→deposição de gordura

Costelas

Espinha dorsal

Pontas da

Anca Pontas das nádegas e inserção da cauda

Períneo

Virilha e Entre pernas

Nádega

Ponta da cauda Anca

Dorso

Peito Costelas

Acabamento →→→→regiões do corpo para deposição de gordurasubcutânea

Escores visuais→integração entre o modelo do animal preferido nas pistasde julgamento e o modelo do animal que os programas de melhoramentoperseguem para uma pecuária mais produtiva no Brasil.

Escores visuais

•Execução →→→→com o objetivo de melhoramento genético do rebanho 1º) animais àDesmama (205 dias) 2º) animais ao Sobreano(550 dias) •Avaliar lotes com as seguintes condições:

•idades aproximadas

• mesmas oportunidades

• grupos contemporâneos

O que são Escores Visuais?

•Escores visuais →→→→são notasatribuídas àmedidasavaliadas visualmente, utilizando métodopara detectar diferençasem características morfológicas especificadas.

Como variam os Escores Visuais?

•E →→→→Estrutura corporal •P →→→→Precocidade

• M →→→→ Musculosidade

•R →→→→Caracterização Racial

•S →→→→Sexualidade

Escalas de escores a serem seguidas para as avaliações visuais

Característica * Escores

* Desclassificado

Variações dos Escores Visuais

•E P M (1 a 6) →→→→relativo ao grupo de contemporâneos sob avaliação •U (1 a 6) →→→→de acordo com uma referência (mais e menos penduloso)

•R A S (1 a 4) →→→→não hácomparação entre o grupo, mas sim sobre os padrões definidos pela ABCZ

Variações dos Escores Visuais

•Escores Visuais→são individuais para cada animal e característica; •Ex.: E (4),P (6),M (5),U (4),R (3),A (2) e S(4)

Estrutura Corporal (E) →→→→prediz, visualmente, a área que o animal abrange visto de lado, olhando-se basicamente para o comprimento corporal e profundidade de costelas.

Precocidade (P) →→→→nesta avaliação as maiores notas recaem sobre animais de maiores proporções de profundidade de costelas em relação àaltura de seus membros.

Musculosidade (M) →→→→a musculosidade seráavaliada através da evidência das massas musculares.

E P M →→→→observação “espacial”do animal.

Umbigo (U) →→→→esta característicaéavaliada a partir de uma referência do tamanho e do posicionamento do umbigo.

Caracterização Racial (R) →→→→todos os itens previstos nos padrões raciais das respectivas raças zebuínas devem ser considerados.

Aprumos (A) →→→→serão avaliados através das proporções, direções, angulações e articulações dos membros anteriores e posteriores.

Sexualidade (S) →→→→busca-se masculinidade nos machos e feminilidade nas fêmeas, sendo que estas características deverão ser tanto mais acentuadas quanto maior a idade dos animais avaliados.

Sexualidade (S) →→→→Avaliam-se os genitais externos, que devem ser funcionais, de desenvolvimento condizente com a idade cronológica.

Ex.: Perímetro Escrotal

Medida a ser coletada nas pesagens próximas àDesmama e ao Sobreano

Procedimentos para Avaliação do Escore Visual

•Subdividir os lotes de grupos contemporâneos(máximo de 30 dias de diferença de idade do animal mais novo para o animal mais velho);

•Ter claramente a definiçãode cada característicaa ser avaliada;

•Observar os animais médioscomo parâmetros para cabeçeirae fundo.

EPMU →→→→medidas de maior amplitude •observar os animais médioscomo parâmetros para cabeçeirae fundo.

fundo cabeceirameio 1 2 3 4 5 6

1 2 3 4 FRACO REGULAR BOM MUITO BOM

RAS →→→→menor amplitude de notas

Procedimentos para Avaliação do Escore Visual (continuação...) •Ser realizadapor um mesmo avaliador/lotee momento;

•Avaliaros animais por um mesmo campo de visão;

•Desconsiderardados de desempenhodo animalou de seus progenitores;

•DesconsiderarPedigree do animal;

•Rapideze Precisão, para auxiliar no manejo da propriedade;

Temperamento em Bovinos •Justificativas para avaliação

•otimização do sistema de produção;

•medo x ansiedade

•> estresse animal

•↓conforto e bem-estar animal

•característica de valor econômico •“lida”com animais de difícil manejo e maior custo de mão-de-obra: > nºde vaqueiros treinados

> riscos de segurança na “lida”

> tempo despendido com manejo -necessidade de melhor infraestrutura -< rendimento e qualidade da carcaça bovina (mais contusões)

-↓da eficiência de detecção de cio

Avaliação e Mensuração •as tendênciasna apresentação de certos comportamentossão descritas em termos de temperamento; •possibilita distinguir um indivíduo de outro em função das suas disposições primárias do comportamento;

•características de comportamento: • agressividade;

• curiosidade;

• teimosia;

• reatividade;

Temperamento Reatividade

Atenção MEDO

Agressão

Teimosia Atividade

Complexa relação entre as reações emocionais dos bovinos.

O ponto de interrogação (?) representa a falta de conhecimento.

Comentários