Óxido cuproso welvis furtado

Óxido cuproso welvis furtado

Universidade Estadual de Goiás – UEG

Unidade Universitária de Ciências Exatas e Tecnológicas – UnUCET

Síntese do Óxido Cuproso

Orientador: Prof. Dr. José Daniel Ribeiro de Campos

Disciplina: Química inorgânica experimental I J

Acadêmicos: Welvis Furtado da Silva

Anápolis, 26 de agosto de 2010

INTRODUÇÃO TEÓRICA

O óxido cuproso (Cu2O) é um óxido de cobre. É insolúvel em água e solventes orgânicos, mas se dissolve em soluções amoniacais concentradas formando o complexo [Cu(NH3)2]+, que facilmente se oxida ao ar ao composto azulado [Cu(NH3)4(H2O)2]2+. [1]

Se dissolve em ácido clorídrico dando HCuCl2 (um complexo de CuCl), solúvel em ácido sulfúrico e ácido nítrico produzindo sulfato de cobre (II) e nitrato de cobre (II), respectivamente [3].Além de que, o óxido cuproso é utilizado como fungicida e em preparações de pesticidas. [2]

OBJETIVO

  • Sintetizar o óxido cuproso,

  • Escrever todas as equações das reações envolvidas na síntese,

  • Determinar o rendimento teórico.

MATERIAIS E EQUIPAMENTOS

  • Béquer de 50,100 e 250 mL,

  • Bico de bunsen,

  • Bastão de vidro,

  • Pipeta graduada,

  • Funil de Büchner,

  • Frasco de Kitassato,

  • Bomba a vácuo,

  • Banho de gelo,

  • Funil de decantação,

  • Balança Analítica,

  • Estufa,

  • Balança analítica,

  • Papel de filtro,

  • Tripé,

  • Caixa com palitos de fósforos.

REAGENTES E SOLUÇÕES

  • Sulfito de sódio anidro,

  • Cloreto de sódio,

  • Solução de sulfato de cobre 0,4M,

  • Bórax,

  • Ácido Acético glacial,

  • Álcool absoluto,

  • Éter etílico,

  • Acetona.

PROCEDIMENTO EXPERIMENTAL

Solução A:

Em um béquer de 250 mL preparamos uma solução contendo 3,141g de sulfito sódio e 2,48g de cloreto de sódio em 15mL de água. Colocamos esta solução em uma chapa elétrica e deixamos entrar em ebulição.

Solução B:

Solução estoque de sulfato de cobre pentahidratado (0,4mo/L).

Solução C:

Com uma pipeta, foi adicionada 12,5mL da Solução B à Solução A fervente. Observou-se a formação de uma pequena quantidade de certo precipitado esverdeado (devido à solução estar diluída) que se redissolveu-se perto do imediato, deixando uma solução final quase que incolor.

Resfriada a Solução C, esta foi transferida para um funil de decantação e derramamos vagarosamente com agitação sobre uma solução fervente feita com 5,022g de bórax em 100mL de água. Formou-se, imediatamente, um precipitado amarelo claro finamente dividido que escureceu rapidamente, ficando com uma cor amarronzada.

Deixamos a solução entrar em ebulição e ferver pó aproximadamente 30 minutos. O precipitado depois da agitação tornou-se cristalino, cor de marrom cerâmica. Foi então, deixado o sólido se precipitar e depois lavado com água fria. Por decantação desprezamos o filtrado inicialmente. Foi pego um papel de filtro e pesado. Filtrada a solução sob pressão reduzida; lavamos o óxido formado com alíquotas de 1mL de acetona.

Foi Secado o óxido na estufa e posteriormente pesado na balança analítica. A massa do papel de filtro era 1,42g e a massa de Cu2O, juntamente com o papel de filtro, verificada na balança analítica foram 1,63g. Logo, foi produzido 0,21g de Cu2O.

RESULTADOS E DISCUSSÕES

- Solução A + Solução B → Solução C

Na2SO3(aq) + 2NaCl(aq) + 2CuSO4(aq) → 2CuCl(aq) + 2Na2SO4(aq)

Esta reação denota ser uma oxi-redução, onde há oxidação no enxofre do íon sulfito do Sulfito de sódio e redução do cobre presente no Sulfato de cobre. O nox do enxofre oxidou de 4+ para 6+ e o nox do cobre reduziu de 2+ para 1+. Obteve formação de pequena quantidade de um fino precipitado esverdeado (cloreto de cobre), pois a solução estava diluída.

- Solução C + Solução fervente de bórax → Solução de óxido cuproso

2CuCl(aq) + 2Na2SO4(aq) + Na2B4O7(aq) → Cu2O(aq) + 4H3BO3(aq) + 2NaCl(aq) + 2Na2SO4(aq)

Foi misturado a solução C com a solução fervente de Bórax sobrando assim uma pequena quantidade de CuCl (Cloreto de cobre) no béquer da solução C, tendo influencia no rendimento experimental.

CONCLUSÃO

Observamos que houve produção de 0,21g do óxido cuproso. O objetivo da aula; síntese do óxido cuproso, foi alcançada.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

http://pt.wikipedia.org/wiki/Óxido_de_cobre_(I) acessado em 26 de agosto de 2010 as 19horas e 14 min. http://www.periodicos.uem.br/ojs/index.php/ActaSciAgron/article/viewArticle/4365 acessado em 26 de agosto de 2010 as 19horas e 20 min.

http://maua.olx.com.br/pesticidas-oxido-de-cobre-oxido-cuproso-alto-teor-de-porcentagem-10-ton-iid-41717619. acessado em 26 de agosto de 2010 as 19horas e 30 min.

Comentários