Aula 12 - Ativação dos Linfócitos B

Aula 12 - Ativação dos Linfócitos B

(Parte 1 de 3)

ATIVAÇÃO
DOS

TÓPICOS DA AULA 1-Desenvolvimento de linfócitos B

2-Ativação dos linfócitos B

Os anticorpos ou imunoglobulinas são os receptores clonais dos linfócitos B.

Domínios globulares (moléculas da superfamília das imunoglobulinas)

Porção hidrofóbica

Cadeia pesada Cadeia pesada

constantes e

3 domínios globulares 1 variável

CH3

CH1 CH2

Cadeia leve kou l

constante e

1 domínio globular 1 variável

Pontes dissulfídicas

Região constante

Regiões variáveis

Dentro das regiões variáveis há regiões onde as sequênciasde aminoácidos são mais distintas entre moléculas diferentes.

Essas regiões são denominadas regiões hipervariáveisou CDR (Regiões determinantes de complementariedade).

Sítios de ligação com o antígeno

Digestão da Ig por papaína gera 3 fragmentos = Fab, Fab e Fc

Fab = fração de ligação ao antígeno Fc = fração cristalizável -efetora

Regiões Fab

Responsáveis pela ligação com o antígeno

Região Fc

Responsável pela função da molécula

1-Desenvolvimento de linfócitos B na medula óssea

A-Rearranjo do BCR B-Seleção negativa

Os linfócitos B adquirem seus receptores clonais na medula óssea.

Progenitor linfóide

Linfócito B

Plasmócito

Linfócito T

Célula T efetora

Progenitor mielóide

Mastócito Macrófago

? NeutrófiloMonócitoCélula NK Basófilo Eosinófilo Célula dendrítica

Célula pluripotente

O micro ambiente da medula óssea é importante para a maturação dos linfócitos B.

Célula indiferenciada

Célula B maduraPlasmócito (ou célula B de memória)

Célula pré BCélula B ativada

Medula óssea Periferia

Recombinação V(D)J

A interação com células do estroma determina o rearranjo da cadeia pesada em linfócitos pró-B.

RNAm A

Proteína

VCAM-1 SCF

Porção hidrofóbica

Linfócito B indiferenciado (Pró-B)

A expressão da cadeia pesada massociada à cadeia

leve substituta inibe o rearranjo do outro

cromossomo (exclusão alélica) e caracteriza o estágio pré-B.

(Parte 1 de 3)

Comentários