Apostila power train Caterpillar

Apostila power train Caterpillar

(Parte 5 de 5)

Treinamento de Serviços Sotreq – Sumaré 47

1.Engrenagem anelar (embreagem nº1) 2.Embreagem nº1(Ré) 3.Suporte (nº2 e nº3) 4.Embreagem nº2 (avante) 5.Engrenagem anelar (embreagem nº2) 6.Embreagem de terceira velocidade (nº3) 7.Engrenagem anelar (embreagem nº3) 8.Embreagem de segunda velocidade (nº4) 9.Engrenagem anelar (embreagem nº4) 10.Embreagem de primeira velocidade (nº5) 1.Cubo 12.Suporte (nº4) 13.Engrenagem sol (nº4) 14.Eixo de entrada 15.Eixo de saída 16.Engrenagem planetária (nº4) 17.Engrenagem sol (nº3) 18.Engrenagem planetária (nº3) 19.Engrenagem planetária (nº2) 20.Engrenagem sol (nº2) 21.Engrenagem de acoplamento 2.Engrenagem planetária (nº1) 23.Engrenagem sol (nº1) 24.Suporte (nº1)

A.Pistão B.Mola C.Placas D.Alojamento E.Discos F.Engrenagem anelar

A servotransmissão possui cinco embreagens ativadas hidraulicamente. A combinação de engate de duas embreagens fornece três velocidades avante e três velocidades à ré. As embreagens de velocidade e sentido são controladas eletronicamente.

Engate das embreagens da transmissão

Velocidade

Sentido Embreagens engatadas

Primeira AVANTE 2 e 5 Segunda AVANTE 2 e 4

Treinamento de Serviços Sotreq – Sumaré 48

Terceira AVANTE 2 e 3 NEUTRO 3 Primeira RÉ 1 e 5 Segunda RE 1 e 4 Terceira RE 1 e 3

A transmissão é fixada no alojamento principal, na traseira da máquina. A potência flui do divisor de torque para o eixo de entrada (14). A potência flui da transmissão através do eixo de saída (15), e daí às engrenagens de transferência. As embreagens 1 e 2 são de sentido. Estas embreagens estão localizadas na traseira da transmissão. A embreagem 5 é considerada embreagem rotativa.

Exemplo de engate : Primeira à ré

Treinamento de Serviços Sotreq – Sumaré 49

1.Controle nas pontas dos dedos 2.Interruptor de freio de estacionamento 3.Elo de comunicações Cat 4.Módulo de Controle Eletrônico (ECM) 5.Sistema de Monitorização 6 e 7.Conector 8.Ferramenta de diagnóstico 9.Válvula de controle do freio e direcional 10.Válvula de alívio principal e válvulas de modulação manual 1.Válvula de prioridade 12.Pedal de freio 13.Freios e embreagens laterais A.Velocidade de saída do conversor de torque B.Velocidade intermediária da transmissão C.Velocidade de saída da transmissão D.Velocidade do motor E.Temperatura do óleo

5.Conector 6.Solenóide 7.Engate rápido 8.Válvulas de modulação E. Embreagem nº1

Treinamento de Serviços Sotreq – Sumaré 50

5.Conector 6.Solenóide 7.Engate rápido 8.Válvula de modulação B.Dreno C.Embreagem D.Suprimento

Os controles hidráulicos são montados no topo da transmissão. Existe uma válvula solenóide proporcional para cada embreagem. Os solenóides são energizados e controlados pelo ECM, e responsáveis pela modulação da pressão de engate. As válvulas moduladoras são projetadas para serem substituidas individualmente. Em caso de substituição da válvula moduladora, solenóide, reforma ou substituição da transmissão, substituição do ECM, as válvulas moduladoras devem ser calibradas.

1.Cartucho 2.Alojamento 3.Carretel

(Parte 5 de 5)

Comentários