Reflexão sobre o filme O informante

Reflexão sobre o filme O informante

Reflexão sobre o filme: O informante, com Al Pacino.

O informante refere-se a denúncia da indústria de tabaco. Coloca em jogo a questão da ética profissional do jornalismo; o interesse financeiro e a saúde pública na perspectiva sociológica. O filme relata três aspectos importantes: as conseqüências de uma pessoa criticar visões e atitudes de grandes empresas; as dificuldades da mídia para manter o jornalismo longe dos interesses das grandes empresas e perto dos interesses da sociedade; e as mentiras da indústria do tabaco em relação ao caráter viciante da droga que fabricam.

O filme da infoque às questões da sociologia, tais como o mal que o tabaco provoca nas pessoas;a discussão sociológica sobre a ética, o interrese financeiro e a fragilidade da saúde pública dominada pelas multinacionais fabricantes do cigarro.

A narrativa retrata fatos do cotidiano, como a visão capitalista e gananciosa das pessoas,que buscam tomar conta do manipulando e distorcendo a realidade dos fatos para benefício próprio, em detrimento da vida e da dignidade de quaisquer pessoas que se interponham em sua trajetória em direção ao poder.

Atualmente, a ideologia dominante coloca na moda a falta de valores. No entanto, esta ausência é apenas aparente, uma vez que, evidentemente, que toda sociedade tem sua ética e suas referências. Porém, o valor dominante hoje, pode ser traduzido por uma só palavra: dinheiro. Por ele pode-se tudo: negociar sua dignidade, seu corpo, sua liberdade. Em nome dele, tudo se transforma em mercadoria: os ideais, as crenças, as esperanças. Essa é uma das infelizes realidades no mundo empresarial, onde administradores visando o dinheiro e o poder, passam por cima de muitos princípios e valores, como é o caso da ética.

Comentários