Guia de Aves Mata Atlantica

Guia de Aves Mata Atlantica

(Parte 1 de 5)

Guia de aves Mata Atlântica Paulista Serra do Mar • Serra de ParanapiacabaGuide to the Birds of São Paulo’s Atlantic Forest

Com este guia, o WWF-Brasil e a Fundação Florestal do Estado de São Paulo esperam incentivar a prática da observação de aves na bela região da Serra do Mar e Serra de Paranapiacaba. A obra foi pensada para ajudar todos os observadores, iniciantes ou mais experientes, a descobrir e desfrutar a riqueza multicolorida das aves dessas áreas protegidas.

WWF-Brazil and the São Paulo State Forestry Foundation hope this guide will encourage birdwatching in the beautiful region of Serra do Mar and Serra de Paranapiacaba. It is designed to help all birdwatchers, whether beginners or veterans, to discover and savor the multicolored wealth of bird life in these protected areas.

Guia de aves Mata Atlântica Paulista Serra do Mar • Serra de ParanapiacabaGuide to the Birds of São Paulo’s Atlantic Forest

Com este guia, o WWF-Brasil e a Fundação Florestal do Estado de São Paulo esperam incentivar a prática da observação de aves na bela região da Serra do Mar e Serra de Paranapiacaba. A obra foi pensada para ajudar todos os observadores, iniciantes ou mais experientes, a descobrir e desfrutar a riqueza multicolorida das aves dessas áreas protegidas.

WWF-Brazil and the São Paulo State Forestry Foundation hope this guide will encourage birdwatching in the beautiful region of Serra do Mar and Serra de Paranapiacaba. It is designed to help all birdwatchers, whether beginners or veterans, to discover and savor the multicolored wealth of bird life in these protected areas.

Legenda Caption

Remanescentes Mata Atlântica em 2008 Atlantic Forest remnants, 2008

Unidade de Conservação Protected Area

Laboratório de Ecologia da Paisagem Março 2010 • WBR09114

1 PE Turístico do Alto do Ribeira • PETAR 2 APA Quilombos do Médio Ribeira 3 PE Intervales 4 E Xituê 5 PE Carlos Botelho 6 APA Serra do Mar 7 PE Jurupará 8 PE Jaraguá 9 PE Alberto Löfgren 10 APA Haras São Bernardo 1 APA Parque e Fazenda do Carmo 12 APA Mata do Iguatemi 13 PE Cantareira 14 E Itapeti 15 PE Xixová-Japuí 16 PE Serra do Mar

49°W50°W 22°S

23°S

24°S 25°S

48°W 46°W47°W 45°W SerraS do Mar e de ParanaPiacabaUnidades de Conservação Protected Areas

Guia de Aves • Mata Atlântica Paulista Serra do Mar e Serra de Paranapiacaba

Guide to the Birds of São Paulo’s Atlantic Forest Serra do Mar and Serra de Paranapiacaba

Fabio Colombini

Secretaria-Geral Chief Executive Officer

Superintendência de Conservação de Programas Regionais Conservation Director for Regional Programs

Coordenação do Programa Mata Atlântica Atlantic Forest Program Coordinator

Coordenação de Comunicação Communications Coordinator

Secretário de Estado State Secretary

Presidência President

Diretoria Executiva Executive Director

Denise Hamú Cláudio Maretti Luciana Lopes Simões Denise Oliveira

Pedro Ubiratan Escorel de Azevedo

Paulo Nogueira Neto José Amaral Wagner Neto

WWF-Brasil • WWF-Brazil secretaria do Meio aMBiente do estado de são Paulo • São Paulo State environmental Secretariat Fundação Florestal • ForeStry Foundation

Ficha catalográfica

G943g Guia de Aves Mata Atlântica paulista – Serra do Mar e Serra de Paranapiacaba / Coordenação Geral: Luciana Lopes Simões WWF Brasil, São Paulo, 1ª edição, 2010.

132p.;il; 17cm.

1. Avifauna – Mata Atlântica - Brasil 2. Ecoturismo 3. Ornitologia – Observação de aves 4. Unidades de Conservação I. WWF-Brasil I. Fundação Florestal do Estado de São Paulo I. Título CDU 598.2=134.3=1 ISBN 978-85-86440-35-9

Guia de aves Mata Atlântica Paulista Serra do Mar • Serra de ParanapiacabaGuide to the Birds of São Paulo’s Atlantic Forest

1ª edição • WWF-Brasil • São Paulo (SP) • 2010 1st Edition • WWF-Brazil • São Paulo (SP) • 2010

Realização Produced by WWF-Brasil – Programa Mata Atlântica WWF-Brazil – Atlantic Forest Program

Parceria técnica Technical Partner Fundação Florestal do Estado de São Paulo São Paulo State Forestry Foundation

Apoio Support HSBC

Coordenação geral General Coordinator Luciana Lopes Simões WWF-Brasil

Pesquisa e texto Research and Text Martha Argel

Coordenação técnica Technical Coordinators Angélica Midori Sugieda e Katia Pisciotta Fundação Florestal do Estado de São Paulo São Paulo State Forestry Foundation

Alexsander Zamorano Antunes Instituto Florestal The Forestry Institute

Colaboração técnica Technical Collaborators Katia Cury, Pedro Antônio Almeida Júnior, Luis Avelino Ribeiro, Evelyne Nayara Moreira, Andressa Alencar

Tradução para o inglês English Translation Anthony Doyle

Revisão Português Portuguese revision Denise Oliveira e Tauana Brandão

Revisão Inglês English revision Sarah Hutchison and Peter Denton WWF-UK

Foto da capa Cover photo João Quental

Supervisão Editorial Editorial Supervisor Heloisa d’Arcanchy

Design e diagramação Design and Layout Márcio Duarte M10 Design

Impressão Printing Athalaia Gráfica e Editora Ltda. Impresso em papel reciclado Printed on recycled paper

Sumário Table of contents

Agradecimentos Acknowledgements 8 Apresentação Introduction 9 Observação de aves How to birdwatch 13

1 Macuco Tinamus solitarius Solitary Tinamou 18 2 Gavião-carijó Rupornis magnirostris Roadside Hawk 20 3 Gavião-pega-macaco Spizaetus tyrannus Black Hawk-eagle 2 4 Jacu-guaçu Penelope obscura Dusky-legged Guan 24 5 Jacutinga Aburria jacutinga Black-fronted Piping-guan 26 6 Pomba-amargosa Patagioenas plumbea Plumbeous Pigeon 28 7 Tiriba Pyrrhura frontalis Maroon-bellied Parakeet 30 8 Periquito-verde Brotogeris tirica Plain Parakeet 32 9 Sabiá-cica Triclaria malachitacea Blue-bellied Parrot 34 10 Alma-de-gato Piaya cayana Squirrel Cuckoo 36 1 Murucututu-pequeno Pulsatrix koeniswaldiana Tawny-browed Owl 38 12 Urutau Nyctibius griseus Grey Potoo 40 13 Beija-flor-de-fronte-violeta Thalurania glaucopis Violet-capped Woodnymph 42 14 Surucuá-variado Trogon surrucura Surucua Trogon 4

15 Juruva Baryphthengus ruficapillus Rufous-capped Motmot 46 16 Araçari-banana Pteroglossus bailloni Saffron Toucanet 48 17 Tucano-de-bico-verde Ramphastos dicolorus Red-breasted Toucan 50 18 Pica-pau-de-cara-canela Dryocopus galeatus Helmeted Woodpecker 52 19 João-velho Celeus flavescens Blond-crested Woodpecker 54 20 Benedito Melanerpes flavifrons Yellow-fronted Woodpecker 56 21 Arapaçu-de-bico-torto Campylorhamphus falcularius Black-billed Scythebill 58 2 Pichororé Synallaxis ruficapilla Rufous-capped Spinetail 60 23 Limpa-folha-coroado Philydor atricapillus Black-capped Foliage-gleaner 62 24 João-porca Lochmias nematura Sharp-tailed Streamcreeper 64 25 Choca-da-taquara Biatas nigropectus White-bearded Antshrike 6 26 Trovoada Drymophila ferruginea Ferrugineous Antbird 68 27 Olho-de-fogo Pyriglena leucoptera White-shouldered Fire-eye 70 28 Corocochó Carpornis cucullata Hooded Berryeater 72 29 Pavó Pyroderus scutatus Red-ruffed Fruitcrow 74 30 Araponga Procnias nudicollis Bare-throated Bellbird 76 31 Tangará Chirophixia caudata Swallow-tailed Manakin 78 32 Tangarazinho Ilicura militaris Pin-tailed Manakin 80 3 Viuvinha Colonia colonus Long-tailed Tyrant 82

34 Bentevi Pitangus sulphuratus Great Kiskadee 84 35 Capitão-de-saíra Attila rufus Grey-hooded Attila 86 36 Maria-leque-do-sudeste Onychorhynchus swainsoni Atlantic Royal Flycatcher 8 37 Patinho Platyrinchus mystaceus White-throated Spadebill 90 38 Andorinha-grande Progne chalybea Grey-breasted Martin 92 39 Sabiá-una Turdus flavipes Yellow-legged Thrush 94 40 Guaxe Cacicus haemorrhous Red-rumped Cacique 96 41 Cambacica Coereba flaveola Bananaquit 98 42 Saí-azul Dacnis cayana Blue Dacnis 100 43 Sete-cores Tangara seledon Green-headed Tanager 102 4 Saíra-de-lenço Tangara cyanocephala Red-necked Tanager 104 45 Sanhaço-cinza Thraupis sayaca Sayaca Tanager 106 46 Trinca-ferro Saltator similis Green-winged Saltator 108 47 Pichochó Sporophila frontalis Buffy-fronted Seedeater 110 48 Tico-tico Zonotrichia capensis Rufous-collared Sparrow 112

Para saber mais Find out more 114 Saiba quem está protegendo nossas aves! Know who’s protecting our birds! 114 Lista das espécies registradas na região List of species registered in the region 117 Bibliografia Bibliography 132

Agradecimentos

Ao Instituto Florestal de São Paulo, em especial a seu diretor Rodrigo Antonio Braga Victor e ao ornitólogo Alexsander Zamorano Antunes; ao WWF-UK, WWFUS e HSBC; a David Wege, da Birdlife Reino Unido; à pesquisadora Martha Argel; aos fotógrafos Adriano Gambarini, Cláudia Komesu, Dimitri Matoszko, Fabio Colombini, Guilherme Gallo Ortiz, Haroldo Palo Jr., João Quental, Luiz Ribenboim, Octavio Campos Salles, Rafael Fortes, Rudimar Narciso Cipriani e Zig Koch, pelo apoio para a realização desta publicação.

Acknowledgements

We should like to thank the Sao Paulo Forestry Institute especially the director Rodrigo Antonio Braga Victor and the ornithologist Alexsander Zamorano Antunes; to teams of WWF-UK, WWF-US and HSBC; David Wege, from Birdlife UK, the researcher Martha Argel, the photographers Adriano Gambarini, Cláudia Komesu, Dimitri Matoszko, Fabio Colombini, Guilherme Gallo Ortiz, Haroldo Palo Jr., João Quental, Luiz Ribenboim, Octavio Campos Salles, Rafael Fortes, Rudimar Narciso Cipriani and Zig Koch, for their support to make this publication possible.

Apresentação

Em mais de quatro séculos de história, o Estado de São Paulo perdeu boa parte de sua vegetação nativa, constituída sobretudo por Mata Atlântica, Cerrado e vegetações costeiras.

Atualmente, grande parte do que restou de sua mata nativa está protegida em unidades de conservação, sob responsabilidade da Secretaria Estadual do Meio Ambiente. A Fundação Florestal é o órgão responsável pela administração da maioria das unidades de conservação, entre elas os parques estaduais, áreas privilegiadas para atividades de ecoturismo, como a observação de aves. Chamada em inglês de birdwatching, essa atividade vem se tornando cada vez mais popular no Brasil.

A Mata Atlântica é uma das regiões com maior biodiversidade do mundo e também é muito rica em aves. Sua avifauna inclui mais de 600 espécies, das quais cerca de 160 são endêmicas, isto é, não existem em nenhum outro tipo de ambiente no mundo.

As aves têm relações importantes com a natureza.

Espécies que comem frutos transportam as sementes e contribuem para a dispersão das plantas. Outras têm papel destacado na polinização de flores, como os beija-flores.

Elas ainda participam da cadeia alimentar, sendo predadoras ou presas.

Introduction

Over the last four centuries the state of São Paulo has lost much of its native vegetation, largely consisting of Atlantic Forest, brushland and coastal vegetation.

Today, much of what remains of this native forest is protected in special areas managed by the State Environmental Secretariat. The São Paulo Forestry Foundation is responsible for administering the majority of protected areas, some of which are classified as state parks. These are prime areas for ecotourism activities, including birdwatching – a hobby that’s becoming increasingly popular in Brazil.

The Atlantic Forest is one of the most biodiversityrich regions in the world, particularly in terms of birdlife. Of the 600 or so species of bird found here, 160 are endemic – that is, they occur nowhere else in the world.

Birds maintain an important relationship with nature. Species that feed on fruit transport the seeds and help with plant dispersal. Others, such as the hummingbird, play a pivotal role in flower pollination. As both hunters and prey, birds also form a link in the food chain.

The survival of many forest-dwelling species depends on the preservation of the natural environment. Landscapes altered by human activities may exhibit rich birdlife, but this will largely consist of species that

A sobrevivência de muitas espécies típicas de florestas depende da conservação do ambiente natural. Áreas alteradas pelo ser humano podem ter uma avifauna rica, mas formada somente por espécies mais resistentes à presença e à ação humana. Aves mais exigentes, que precisam de ambientes intactos, desaparecem com a degradação ambiental. Para essas espécies, muitas vezes ameaçadas de extinção, a existência de unidades de conservação é de importância vital.

Este guia se refere às aves que vivem em ambientes serranos como florestas de encostas, topos de morros e campos de altitude; eventualmente podem ocorrer em cotas mais baixas. As unidades que protegem esses tipos de ambientes estão localizadas nas Serras do Mar e de Paranapiacaba, bem como em outras áreas serranas do Estado de São Paulo, como a Serra da Cantareira e o Maciço da Juréia. A região abriga o maior trecho contínuo de Mata Atlântica em todo o Brasil. Existem aí 32 unidades de conservação, onde as aves podem ser encontradas, dependendo do tipo de ambiente e de seu estado de conservação e recuperação.

O quadro a seguir traz a listagem completa das uni dades de conservação abrangidas neste guia. Você pode localizá-las no mapa impresso no verso da capa. A lista das espécies de aves registradas nessas unidades encontra-se nas páginas finais da publicação.

are vitally important

have proved more resistant to human presence and interference. More demanding species, which need intact natural surroundings, disappear in the wake of environmental degradation. For these species, many of which are threatened with extinction, protected areas

and changing environmental conditions

This guide covers species found in montane regions, such as forest cover on mountainsides, mountaintops and elevated plains. The areas that protect these type of environment are located in the Mar and Paranapiacaba mountain ranges and in other mountainous areas throughout São Paulo state, such as the Cantareira mountains and the Juréia massif. The region is home to the largest continuous swathe of Atlantic Forest in Brazil and contains 32 protected areas in which the birdlife varies, depending on the stage of forest growth

The box below provides a complete list of the protected areas covered by this guide. You can find them on the map located in the back of the book cover. A list of the bird species registered in these areas can be found at the end of the book.

Unidades de Conservação da Serra do Mar e Paranapiacaba Protected Areas in Serra do Mar and Paranapiacaba

APA Cajati Cajati EPA APA Haras São Bernardo Haras São Bernardo EPA APA Mata do Iguatemi Mata do Iguatemi EPA APA Parque e Fazenda do Carmo Carmo Park and Farm EPA APA Planalto do Turvo Planalto do Turvo EPA APA Quilombos do Médio Ribeira Quilombos do Médio Ribeira EPA APA Rio Pardinho e Rio Vermelho Rio Pardinho and Rio Vermelho EPA APA Serra do Mar Serra do Mar EPA E Bananal Bananal Ecological Station E de Chauás Chauás Ecological Station E Itapeti Itapeti Ecological Station E Juréia-Itatins Juréia-Itatins Ecological Station E Xituê Xituê Ecological Station

APA Área de Proteção Ambiental E Estação Ecológica PE Parque Estadual RDS Reserva de Desenvolvimento Sustentável

EPA Environmental Protection Area SP State Park SDR Sustainable Development Reserve

PE Alberto Löfgren Alberto Löfgren SP PE Campina do Encantado Campina do Encantado SP PE Cantareira Cantareira SP PE Carlos Botelho Carlos Botelho SP PE Caverna do Diabo Caverna do Diabo SP PE Ilha Anchieta Ilha Anchieta SP PE Ilhabela Ilhabela SP PE Ilha do Cardoso Ilha do Cardoso SP PE Intervales Intervales SP PE Jaraguá Jaraguá SP PE Jurupará Jurupará SP PE Rio Turvo Rio Turvo SP PE Serra do Mar Serra do Mar SP PE Turístico do Alto do Ribeira Turístico do Alto do Ribeira SP PE Xixová-Japuí Xixová-Japuí SP RDS Barreiro Anhemas Barreiro Anhemas SDR RDS Lavras Lavras SDR RDS Pinheirinho Pinheirinho SDR RDS Quilombos Barra do Turvo Quilombos Barra do Turvo SDR

(Parte 1 de 5)

Comentários