Microsoft PowerPoint - aula 3 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas [Modo de Compatibilidade]

Microsoft PowerPoint - aula 3 Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas [Modo de...

(Parte 1 de 3)

Aminoácidos, Peptídeos e Proteínas

Universidade Federal de UberlândiaUniversidade Federal de Uberlândia Instituto de Genética e BioquímicaInstituto de Genética e Bioquímica

Disciplina de Bioquímica Disciplina de Bioquímica ––Curso de Ciências BiológicasCurso de Ciências Biológicas Profa. Dra. Veridiana M. R. AvilaProfa. Dra. Veridiana M. R. Avila

Pr ot eí n a sPr ot eí n a s

Fitocro mo

Pr ot eí n a sPr ot eí n a s Hor mônios

Todos os organismos são constituídos porTodos os organismos são constituídos por: : órgãos…órgãos…célulascélulas …… e estes contéme estes contém estruturas estruturas supra molecularessupra moleculares constituídas porconstituídas por proteínasproteínas

Estrutura e Função de proteínasEstrutura e Função de proteínas

Compreender a dinâmica dos processos Compreender a dinâmica dos processos biológicosbiológicos

Compreender a patologia Compreender a patologia e encontrar e encontrar Métodos terapêuticosMétodos terapêuticos

A função das proteínas (aminoácidos) no metabolismo A função das proteínas (aminoácidos) no metabolismo A função das proteínas (aminoácidos) no metabolismo A função das proteínas (aminoácidos) no metabolismo

Aminoácidos: Os blocos Aminoácidos: Os blocos construtores das proteínasconstrutores das proteínas ••Por que precisamos conhecer esse assunto?Por que precisamos conhecer esse assunto?

• O conheci mento das propriedades quí micas e funcionais dos a minoácidos pode ser funda mental para o entendi mento e m nível molecular dopara o entendi mento e m nível molecular do funciona mento de proteínas e outros co mpostos relacionados e isto possibilita entre várias funções, estudar a catálise enzi mática, a regulação de vários processos celulares, alé m de per mitir o desenho de novosfár macos, etc.

Antes de se compreender a estrutura e função das Antes de se compreender a estrutura e função das proteínas vamos entender melhor a estrutura, as proteínas vamos entender melhor a estrutura, as propriedades químicas e funcionais de quem as propriedades químicas e funcionais de quem as co mpõe mco mpõe m

A minoácidos

Aminoácidos em proteínas

•Fazem parte da constituição das proteínas

•α-aminoácidos (grupos amina e carboxilo ligados ao carbono 2 ( carbono α))

A minoácidos

A minoácidos livres

•Presentes no organismo no estado livre • centenas

•Funções especializadas (ex: intermediários de reações metabólicas)

No menclaturaNo menclatura

•O químico holandês Gerardus Mulder foi o primeiro a utilizar o termo proteína em 1838

•Do grego proteus: primário o mais importante

Amino Acid3-Letter Code1-Letter CodeMolecular Weight†

Hydrophobicity ‡

Abreviaturas dos aminoácidosAbreviaturas dos aminoácidos

Aminoácidos proteicos são L-α -aminoácidos O Carbono αé assimétrico, ou seja, tem 4 ligantes diferentes

Estrutura dos aminoácidos: a importância da Estrutura dos aminoácidos: a importância da estereoisomeriaestereoisomeria

Existem 2 isômeros ópticos do Cα: formas L e D

•são enantiômeros (imagens especulares) um do outro •não são interconversíveis sem quebra de ligações covalentes

Essa propriedade define o Cαcomo um centro quiral e confere propriedades ópticas às moléculas.

Estereoisomeria e atividade óptica

A quiralidade (ou assi metria) do carbono α (ligação a 4 grupos diferentes) confere aos a minoácidos actividade óptica enantiômeros

+ 4.Observador gira a escala até coincidir com a luz emergente, para determinar o desvio

Isomeria óptica

Substâncias ópticamente ativas (possuem C quirais) interagem com a luz polarizada, girando o plano da luz para esquerda (levógiros) ou para a direita (dextrógiros)

Essa propriedade foi inicialmente descoberta para ácidos orgânicos e açúcares, com vários C quirais.

L- α- a minoácido

Proteínas naturais possuem so mente L- a minoácidos

D-Aminoácidos ocorrem em peptídeos antibióticos

Fonte de luz

Filtro polarizador

1.Um plano de luz é se lecionado

2.Solução de substância opticamente ativa causa rotação do plano da luz polarizada

3.Plano da luz que emerge da solução foi desviado para a esquerda ou para a direita pela substância em solução determinar o desvio

Levógiro: indicado por ( -) giro da luz para esquerda

Dextrógiro: indicado por ( + ) giro da luz para direita

Um polarímetro

(Parte 1 de 3)

Comentários