Imunologia e Exercicio 06

Imunologia e Exercicio 06

Profº Ms. Fabio Ornellas

Universidade Gama Filho Programa de Pós-Graduação / Especialização Lato Sensu

HIV-AIDS histórico: A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS) epidemia mundial primeiros casos relatados na literatura médica no início de 1981 nos Estados Unidos há pelo menos duas décadas, já afetava países da Europa, África e também Estados Unidos

(Veronesi e Focaccia, 2002 e Parker e Camargo Jr.,2000).

HIV-AIDS epidemiologia:

Segundo, o Boletim Epidemiológico

AIDS e DST

(Doenças Sexualmente Transmissíveis) 2005, do Ministério da Saúde

171.923 óbitos por AIDS (1980 a 2004) no Brasil, taxa de mortalidade de 6,1 por 100.0 hab. em 2004

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS epidemiologia: Usuários do SUS/AIDS 1997 -2008

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS epidemiologia: Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS epidemiologia: HIV/AIDS no Mundo

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS infecção: HIV

sistema imunológico destruindo suas células de defesa, principalmente os linfócitos T -CD4.

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS infecção: HIV -Reprodução

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS infecção: Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS infecção: Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS infecção: HIV-AIDS infecção:

HIV-AIDS complicações:

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS fases da doença:

1º Fase – Infecção aguda:

febre, calafrio, dor de cabeça, dor de garganta, dores, musculares, manchas na pele

3ª Fase –Infecção crônica: fadiga, perda de peso, febre intermitente, sudorese noturna, diarréias

2ª Fase –Infecção assintomática: ↑ HIV no tecido linfóide e ↓ CD4

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS primeira fase sintomas agudos:

Principais Sinais e Sintomas

Febre

Linfadenopatia

Faringite

Exantema

Mialgia / Artralgia

Trombocitopenia

Leucopenia

Diarréia

Cefaléia Náusease Vômitos

(Ministério da Saúde –Programa DST/AIDS, 2008)Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS segunda fase sintomas:

Período de Latência Clínica

Plaquetopenia

Anemia

Dermatite

Infecções Respiratórias

Febre

(Ministério da Saúde –Programa DST/AIDS, 2008)

↓TCD4

Infecções Bacterianas

Diarréia Crônica

Cefaléia

Pneumonia

Bronquite Candidíase Oral

TCD4

TCD4

TCD4

TCD4 TCD4

AIDS Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS Síndrome da Imunodeficiência Adquirida:

INFECÇÕES OPORTUNISTAS Pneumonia (Pneumocystis jirovecii)

Toxoplasmosedo Sistema Nervoso Central

Tuberculose Pulmonar

Meningite

Retinite

Neoplasias: Sarcoma de Kaposi, Linfoma não Hodgkin, Câncer de Colo Uterino

(Ministério da Saúde –Programa DST/AIDS, 2008)

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS curso da doença: Prof°ORNELLAS, 2009

Highly Active Antiretroviral Therapy

5 Classes

Inibidores de transcriptasereversa análogos de nucleosídeosITRN

Inibidores de transcriptasereversa não análogos de nucleosídeosITRNN

Inibidores de ProteaseIP

Inibidores de FusãoIFs*

Inibidores de Integrase Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS emaciação:

Efeitos Colaterais

Inibidores de transcriptasereversa análogos de nucleosídeosITRN

Colesterol Aumentado

Triglicérides Aumentado

Neutropenia

Anemia Náuseas, Cefaléia

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS emaciação: HAART

Efeitos Colaterais

Inibidores de transcriptasereversa não análogos de nucleosídeosITRNN

Rush Cutâneo Náuseas

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS emaciação: HAART

Efeitos Colaterais

Inibidores de ProteaseIP

Toxicidade Mitocôndrial

Colesterol Aumentado Triglicérides Aumentado

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS emaciação: HAART

Efeitos Colaterais

Inibidores de ProteaseIFs

Reações Cutâneas (local de aplicação [IV])

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS emaciação: HAART

Efeitos Colaterais Inibidores de Integrase

Náuseas, Vômitos Diarréia e Dor Abdominal

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS emaciação: EMACIAÇÃO / DESGASTE

-Diminuição peso -Perda de Capacidade Funcional

-Perda Reserva Protéica

-Diminuição Massa Muscular

Importante, acompanhar o Peso Corporal ↓ 5%, relatar equipe de saúde

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS lipodistrofia: LIPODISTROFIA

Características

Redistribuição da gordura corporal

Perda de gordura subcutânea nos membros e na face

Acúmulo na região central, principalmente gordura visceral

Vascularização proeminente Giba

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS lipodistrofia:

Perda de Gordura

Gordura

Intra-abdominal Excesso

Acúmulo de

Gordura Variado

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS lipodistrofia: LIPODISTROFIA

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS treinamento: Evidências Exercício Físico

Melhorada Eficiência do SistemaImunológico

Pode melhorar a resistência e elevar a qualidade de vida de indivíduos com AIDS

(Pitanga, 2002 e Santos e Florindo, 2002). Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS treinamento: Exercício

Objetivo:

“Manter o paciente ativo

ATÉ quando houver possibilidade”

SEM AGRAVAR A SITUAÇÃO Prof°ORNELLAS, 2009

BENEFÍCIOS HIV-AIDS treinamento:

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS treinamento: AVALIAÇÕES

SEDENTÁRIO Estável

Sedentário em Recuperação

ATIVO Estável em

Recuperação PACIENTE

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS treinamento:

Teste Recuperação Sedentário

Estável

Ativo Estável

Cardio

Respiratório

Caminhada6 minCaminhada6 min

Submáximo

Máximo*

Submáximo Máximo

Composição

Corporal e Perímetros

Dobras Cutâneas

Circunferências Cintura/Quadril IMC

Dobras Cutâneas

Circunferências Cintura/Quadril IMC

Dobras Cutâneas

Circunferências Cintura/Quadril IMC

Flexibilidade Sentar e Alcançar Sentar e Alcançar

Flexímetro Goniômetro

Sentare Alcançar

Flexímetro Goniômetro

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS treinamento:

Teste Recuperação Sedentário

Estável

Ativo Estável

RMLCaminhada6 minAbdominal1 minAbdominal1 min

Flex. Braço1 min Repetições Máx %

Força

Muscular 1RM 1RM

Repetições Máx % 1RM Repetições Máx %

Capacidade

Funcional 10 elevações cadeira Testes Funcionais

10 elevações cadeira Testes Funcionais

10 elevações cadeira Testes Funcionais

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS treinamento: PRESCRIÇÃO

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS treinamento:

Exames Periodicidade Hemograma Completo3-6 meses

Contagem Linfócitos TCD4+ 3-6 meses

Carga Viral Curso da doença

Principalmente em Contagem de TCD4+ Menores

IgG Anualmente Dosagem de Lipídios*Geralmente com Hemograma

Glicemia3-4 meses(em HAART)

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS treinamento, força: TREINAMENTO DEFORÇA

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS treinamento, força:

Variáveis Sedentário

Recuperação

Sedentário

Estável

Ativo

Recuperação

Ativo Estável

Frequência(sem)2 -3 32 -3 -4 ou+

Cada um destes aspectos deveráser alteradoemfunçãodo paciente

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS treinamento, aeróbio: TREINAMENTO AERÓBIO

Prof°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS treinamento, aeróbio: TREINAMENTO AERÓBIO

Variáveis Sedentário

Recuperação

Sedentário

Estável

Ativo

Recuperação

Ativo Estável

Cada um destes aspectos deveráser alteradoemfunçãodo pacienteProf°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS treinamento, flexibilidade: FLEXIBILIDADE

Cada um destes aspectos deveráser alteradoemfunçãodo pacienteProf°ORNELLAS, 2009

HIV-AIDS treinamento, combinado: TREINAMENTO COMBINADO

Cada um destes aspectos deveráser alteradoemfunçãodo paciente

Prof°ORNELLAS, 2009

Comentários