Aula 4 - Teoria cinetica dos gases

Aula 4 - Teoria cinetica dos gases

TEORIA CINÉTICA DOS GASES

  • Quando consideramos um gás contido em um recipiente podemos analisá-lo de uma maneira global usando a Termodinâmica, e calcular as suas propriedades macroscópicas tais como temperatura, pressão, volume e etc.

  • Por outro lado, se quisermos entender os porquês do comportamento macroscópico, devemos analisar os constituintes deste gás, como eles interagem entre si e como interagem com as paredes do volume que os contém.

TEORIA CINÉTICA DOS GASES

  • Os gases são constituídos de pequenas entidades, que podem ser átomos, moléculas ou ambos. Ele será um gás monoatômico quando composto apenas de átomos (ou seja: moléculas monoatômicas) ou um gás poliatômico, dependendo das suas características moleculares.

O Número de Avogadro

  • Mas quantas moléculas existem em uma amostra macroscópica de uma dada substância? Vamos definir uma grandeza adequada para lidar com moléculas, é o mol. Um mol é o número de moléculas que existem em 12g de carbono-12. Experimentalmente se determina quantas moléculas existem em um mol, e esse é o chamado número de Avogadro NA ,

  • NA = 6,02x1023 moléculas

  • Desse modo, já podemos relacionar número de moles n e número de moléculas N, ou seja:

O Número de Avogadro

  • Podemos encontrar o número de moles a partir da massa da amostra Mam e ou da massa molar M (a massa de um mol) ou da massa molecular m (massa de uma molécula):

Gases Ideais

Comentários