Aula 14 - TIPOS DE RESPOSTA IMUNE

Aula 14 - TIPOS DE RESPOSTA IMUNE

(Parte 1 de 3)

Th1/Tc1 Th1/Tc1

Esse tipo de resposta é importante para controlar microorganismos (parasitas pequenos) que invadiram os tecidos.

A resposta inflamatória e os parasitas induzem a produção de IL-12 pelas células dendríticas.

A resposta inflamatória e os parasitas induzem a produção de IL-12 pelas células dendríticas.

Através da produção de IL-12, as células dendríticas induzem preferencialmente a diferenciação em Th1 e Tc1.

IFN-gIFN-g

Os linfócitos Tc1 e Th1 reconhecem as células infectadas através do MHC classe I e I.

Th1 Tc1

Tc1 Os linfócitos Tc1 matam diretamente as células infectadas.

Tc1 Os linfócitos Tc1 matam diretamente as células infectadas.

IFN-gTc1 O IFN-gpode tornar as células mais resistentes à infecção.

Os linfócitos Th1 secretam IFN-gquando encontram APCs infectadas.

O IFN-gativa os macrófagos que produzem óxido nítrico....

... e induz a expressão de receptores para a região Fc da IgG (FcgR).

FcgR

Os linfócitos Th1 estimulam a produção de anticorpos IgG que favorecem a fagocitose e a citotoxicidade.

Mudança de classe (IgG, IgA, IgE)

Degranulação

IgM

Atividade funcional dos anticorpos no homem IgG1 IgG2 IgG3 IgG4 IgA IgE

IgM Semelhança com anticorpos

de camundongo

IgG2a (Th1)

IgG2a (Th1)

IgE

Estes anticorpos IgG ligam-se ao FcgR e geram C3b, facilitando a fagocitose por macrófagos...

... e a citotoxicidade por neutrófilos e células NK.

... e a citotoxicidade por neutrófilos e células NK.

Th2

Esse tipo de resposta é importante para eliminar parasitas grandes.

Os parasitas grandes presentes nas vias digestivas e aéreas liberam substâncias que podem sensibilizar o sistema imune.

As células dendríticas e a linfa levam os antígenos para os órgãos linfóides secundários.

As células dendríticas e a linfa levam os antígenos para os órgãos linfóides secundários.

As células dendríticas e a linfa levam os antígenos para os órgãos linfóides secundários.

Produção de anticorpos da classe IgE nos linfonodos.

IgE

Os linfócitos Th2 estimulam a produção de anticorpos IgE que medeiam a degranulação de mastócitos e a citotoxicidade.

Mudança de classe (IgG, IgA, IgE)

Degranulação

IgM

Atividade funcional dos anticorpos no homem IgG1 IgG2 IgG3 IgG4 IgA IgE

IgM Semelhança com anticorpos

de camundongo

IgG2a (Th1)

IgG2a (Th1)

IgE

Os anticorpos IgE espalham-se pelo sangue e pelos tecidos. Os anticorpos IgE espalham-se pelo sangue e pelos tecidos.

Os mastócitos possuem receptores com alta afinidade pela IgE. FceRI

IgE

Os anticorpos IgE associam-se a estes receptores, mesmo descomplexado com o antígeno .

(Parte 1 de 3)

Comentários