Plano Aquarela 2020

Plano Aquarela 2020

(Parte 7 de 11)

as melhores práticas
Copa do Mundo de Futebol FIFA
- África do Sul.

• Viagem de aprendizado com

Vancouver/Canadá.

• Jogos Olímpicos de Inverno -

África do Sul;

• Copa do Mundo de Futebol FIFA -

na África do Sul;

• Programa de observadores FIFA • O Brasil recebe a bola da África do Sul.

ações a de promoção internacional;

• Relatório de monitoramento das

12 cidades sede para informar
ao mundo as oportunidades da
Copa do Mundo 2014 no Brasil.

• Preparação do Brasil e das

Rio 2011 - Rio de Janeiro/Brasil.

• V Jogos Mundiais Militares

com a cidade de Londres - período
de exposição de imagem moderada.

• O Brasil divide a atenção mundial

melhores práticas - Jogos Olímpicos
e Paraolímpicos de Londres;

• Viagem de aprendizado com as

mundial - Intensificação das ações
de promoção e da exposição do país
no mundo;

• O Brasil está no centro da atenção

em Londres

• Realização de ações promocionais

de Londres;

• Jogos Olímpicos e Paraolímpicos

em Londres/Inglaterra;

• Programa de observadores COI

de Londres - O Brasil recebe
a chama Olímpica;

• Cerimônia de encerramento

Olímpica e Paraolímpica -
Rio de Janeiro;

• Evento de chegada das bandeiras • Eurocopa (Ucrânia e Polônia);

promoção nos países classificados
para a Copa 2014;

• Intensificação das ações de

específicas sobre as cidades sedes
e sobre outros destinos brasileiros
para o trade, a imprensa e os turistas
estrangeiros

• Oferta de roteiros e informações

ensaio geral para a Copa 2014;

• Copa das Confederações no Brasil -

para a Copa do Mundo de Futebol
FIFA©, Brasil 2014;

• Final da classificação dos países

no mundo;

• Grande exposição de mídia do Brasil

seleções no Brasil.

• Definição das cidades sedes das

é Sensacional!

• O Brasil mostra ao mundo porque

de Relações Públicas.

• Intensificação das ações

• Congresso Mundial da FIFA no Brasil;

no Brasil;

• Copa do Mundo de Futebol FIFA©

- Audiência acumulada: 28 bilhões
de expectadores em todo o mundo.

• Grande exposição de mídia do Brasil

exposição da imagem do Brasil -
comunicar ao mundo o sucesso da
Copa do Mundo de Futebol FIFA©
Brasil 2014;

• Potencialização do legado de

do Rio de Janeiro como sede dos
Jogos Olímpicos;

• Intensificação da promoção

específicas sobre o Rio de Janeiro
e outros destinos no Brasil para
o trade, a imprensa e os turistas
estrangeiros.

• Oferta de roteiros e informações

estarão no centro da atenção
mundial - Intensificação das ações
de promoção e da exposição
do país no mundo;

• O Brasil e a cidade do Rio de Janeiro

de Relações Públicas.

• Intensificação das ações

do Rio de Janeiro.

• Jogos Olímpicos e Paraolímpicos

de exposição da imagem do Brasil -
dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos
do Rio de Janeiro;

• Potencialização do legado comunicar ao mundo o sucesso

do turismo internacional no país;

• Manutenção do ritmo crescente

• O Brasil se consolida entre os líderes do turismo mundial.

Primeira etapa: criação e implantação

Nova fase para o turismo brasileiro

Para estabelecer políticas públicas de desenvolvimento do turismo no país e garantir um trabalho estratégico de promoção internacional do Brasil, em 2003 se deu o passo fundamental para que o país criasse condições de competitividade para se consolidar como destino emergente global.

Naquele ano, foi criado o Ministério do Turismo, que elaborou um Plano Nacional de Turismo com estratégia e metas para o setor e estruturou seu trabalho em três áreas fundamentais.

A primeira, a Secretaria Nacional de Políticas de Turismo, é responsável pela gestão do Plano Nacional de Turismo, que traça as linhas gerais de implementação das políticas públicas para o desenvolvimento do turismo no país.

A segunda área de sustentação do Ministério está estruturada na Secretaria Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo. É responsável pelo desenvolvimento da infraestrutura, financiamento e promoção de investimentos no turismo; desenvolve o plano de regionalização e os programas de certificação e qualificação da produção associada ao turismo.

A terceira é a EMBRATUR, que existe desde 1966 e era responsável pelo desenvolvimento do setor no país. Em 2003, com a criação do Ministério do Turismo, recebeu a missão de executar a promoção, marketing e apoio a comercialização dos destinos, serviços e produtos turísticos brasileiros no mercado internacional, de acordo com as metas estabelecidas pelo Plano Nacional de Turismo (PNT).

Esse novo desenho permitiu avanços importantes nos últimos seis anos, ao coordenar a estruturação e qualificação dos destinos turísticos brasileiros com a promoção internacional para que mais cidades brasileiras, em regiões diversas, recebam turistas internacionais e usufruam do emprego, renda e desenvolvimento gerados pelo setor.

Olhando para as grandes oportunidades de crescimento do turismo internacional no mundo e a crescente concorrência entre os destinos, a EMBRATUR dedicou-se, a partir de 2003, a desenvolver um plano estratégico para posicionar o Brasil no mercado turístico global. Assim nasceu o Plano Aquarela – Marketing Turístico Internacional do Brasil.

A construção, as atualizações e os resultados

Desde 2005, quando foi lançado, até hoje, o Plano Aquarela – Marketing Turístico Internacional do Brasil foi o instrumento que deu consistência, estratégia, metas e objetivos para o trabalho de promoção internacional da EMBRATUR. Desde o período de elaboração do plano, esteve presente a busca de referências em pesquisas que retratassem a realidade do mercado global, o perfil do turista a ser conquis- tado, a situação dos países que com- petem com o Brasil, o que permitiu o detalhamento de que produtos devem ser promovidos, de acordo com a carac- terística de cada mercado.

Durante o ano de 2004, foi realizado um diagnóstico detalhado da situação do turismo no mundo, no Brasil, e do posicionamento do país nos principais mercados emissores de turistas. Essas pesquisas deram a base sólida necessária para decidir tanto a estratégia quanto o plano operacional do marketing turístico internacional do Brasil.

Atualizado anualmente, constantemente renovado e compartilhado pela equipe técnica do instituto e por parceiros nas inicia- tivas pública e privada do setor de turismo, o plano permite que a tomada de decisão seja sempre coerente com as estratégias planejadas – e, ao mesmo tempo, flexível às mudanças que acontecem no mercado turístico global. Dessa forma, permite o desenvolvimento com profissionalismo da promoção turística do Brasil no exterior.

O desenho do Plano Aquarela teve três fases: diagnóstico, formulação da estratégia de marketing e plano operacional.

O diagnóstico Nesta fase, foi feita uma radiografia do setor naquele momento para responder a perguntas essenciais para elaboração da estratégia. Os fatores analisados para revelar essa radiografia foram: o mercado turístico global, a análise dos produtos brasileiros (oferta internacional), a opinião dos turistas estrangeiros, a opinião do mercado turístico (operadores e agentes de viagens) e a opinião interna (dentro do Brasil) dos formuladores de políticas e representantes do mercado turístico.

(Parte 7 de 11)

Comentários