Telecomunicações Avançadas Volume 01

Telecomunicações Avançadas Volume 01

(Parte 1 de 8)

Escola SENAI “Prof. Dr. Euryclides de Jesus Zerbini” Campinas/SP

Telecomunicações

Avançadas Volume 1

Telecomunicações Avançadas SENAI, Departamento Regional de São Paulo, 2002

Trabalho elaborado pela Escola SENAI “Prof. Dr. Euryclides de Jesus Zerbini”

Coordenação Geral Magno Diaz Gomes

Equipe responsável

Coordenação Geraldo Machado Barbosa

Elaboração Fausto Leite Alves

Maurício Tadeu Teixeira Marcos Valério Gebra da Silva

Equipe responsável pela formatação

Coordenação Luciano Marcelo Lucena da Silva

Formatação David Tadeu Cassini Manzoti

Edmar Fernando Camargo Edney Messias Soares Eudenir Scheffer Junior

Edição 1.0

SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Escola SENAI “Prof. Dr. Euryclides de Jesus Zerbini” Avenida da Saudade, 125, Bairro Ponte Preta CEP 13041-670 - Campinas, SP senaizerbini@sp.senai.br

Telecomunicações Avançadas Sumário

Introdução ao Curso 05

Introdução ao Sistema Celular 07

Conceitos Wireless 17

Introdução às Estações Móveis 49

Introdução às Estações Rádio Base 57

Introdução à Central de Comutação e Controle 65

Processamento de Chamadas 73

Utilização de Canal 107

Tráfego e Planejamento Celular 121 Referências Bibliográficas 151

Sumário

Telecomunicações Avançadas Introdução ao Curso

Este módulo é destinado a fornecer ao aluno uma visão geral das informações sobre o curso de Sistema Celular administrado pelo SENAI “Prof. Dr. Euryclides de Jesus Zerbini”

Objetivos

Após o término deste módulo o aluno será capaz de:

• Descrever o conteúdo do curso; • Definir os métodos de avaliação usados no curso.

Introdução ao Curso

O Estudo do Sistema é destinado a apresentar uma visão geral dos princípios de telefonia, bem como os produtos no Sistema Móvel Celular. Os conceitos, padrões, encaminhamentos da chamada, equipamentos e componentes de hardware/software necessários para operar estes sistemas, serão introduzidos.

Introdução ao Curso 5

Telecomunicações Avançadas

Introdução ao Sistema Celular

Este módulo fornece uma introdução aos Componentes do Sistema Celular da rede básica e dos padrões (ou modelos) nos quais opera um sistema celular.

Objetivos

Após o término deste módulo, o aluno será capaz de:

Definir o que é considerado "wireless" (Sistema de Comunicação sem Fio) e relembrar os eventos associados à evolução do wireless. •

• • Listar os componentes básicos de um Sistema Celular Listar os componentes básicos de uma Rede de Comunicações.

Evolução Histórica do Celular

A evolução das telecomunicações está paralela à evolução da humanidade. Nos tempos antigos para estabelecer uma comunicação bastava gritar de uma certa distância. Assim, quanto mais força a pessoa tinha no pulmão maior a distância de comunicação. Porém, a qualidade pobre em distâncias de pouco mais de duzentos metros conduziu ao desenvolvimento do telefone e do rádio no final de 1800 durante a revolução industrial. O serviço de telefonia com fio tornou-se o meio favorito para se comunicar em longas distâncias devido à qualidade e à consistência desde o início ao término da chamada. O rádio foi usado para necessidades especializadas (militares e mensagem de campo) e não para conduzir conversação do dia-a-dia.

O equipamento e a tecnologia do rádio têm se aperfeiçoado continuamente desde seu aparecimento. Não foi nem mesmo no meio de 1980, quase cem anos após o desenvolvimento do rádio em 1888, que a telefonia com fio e sem fio começaram a se

Introdução ao Sistema Celular 7

Telecomunicações Avançadas misturar. Hoje, o sistema de telefonia celular está expandindo em proporção maior que a taxa de crescimento com fio.

A popularidade do serviço de telefonia celular se explica devido à liberdade, mobilidade e ao aumento da produtividade que o próprio serviço oferece. As pessoas não estão mais dependentes de telefones fixos ou públicos para lidar com comerciantes, fregueses, colegas de trabalho e relações em geral.

Os EUA não estão sozinhos na luta para criar um sistema de telefonia sem fio. No final da década de 60, o Laboratório de Telecomunicações Japonesa (NTT) desenvolveu um plano para rádio celular com freqüência de 400 MHz (nunca implementada comercialmente). Mais ou menos dez anos mais tarde, o sistema metropolitano de Tokyo (NAMTS) foi introduzido contendo uma capacidade básica de 4000 assinantes, o que foi expandida para 8000.

Padrões

(Parte 1 de 8)

Comentários