Manual de Iniciação Científica

Manual de Iniciação Científica

(Parte 6 de 13)

Uma vez determinado o que é a iniciação científica, qual sua importância na graduação e entender quais são os recursos, os conhecimentos e as habilidades necessárias para desenvolver as atividades de iniciação científica devem ser verificados. Isto será importante para você saber para estabelecer junto com o seu orientador um programa que se adapte aos seus conhecimentos e as habilidades que possui e desenvolva os novos conhecimentos e habilidades que serão necessários para realizar a pesquisa. Assim estaremos planejando de forma otimizada a iniciação científica.

2.7 Referências

Clarke M, Oxman AD, editors. Cochrane Reviewers' Handbook 4.1 [updated March 2001]. In: Review Manager (RevMan) [Computer program]. Version 4.1. Oxford, England: The Cochrane Collaboration, 2001. Disponível em: URL: http:// w w w.cochrane.dk/cochrane/handbook/handbook.ht m

2.8 Leitura complementar

Clarke M, Oxman AD, editors. The logistics of doing a review. Cochrane Reviewers' Handbook 4.1 [updated March 2001]; Appendix 3a. In: Review Manager (RevMan) [Computer program]. Version 4.1. Oxford, England: The Cochrane Collaboration, 2001. Disponível em: URL: http:// w w w.cochrane.dk/cochrane/handbook/handbook.ht m

Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas http://www.uncisal.edu.br IC

Revisão Página

Número Mês/Ano Manual de Iniciação Científica http://www.metodologia.org/ecmal/livro

Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica – PIBIC. Manual do Usuário (baseado na Resolução

Castro A. Normas para a elaboração do projeto de pesquisa do trabalho de conclusão de curso na UNCISAL.

Maceió: UNCISAL; 2002. Disponível em: URL: http:// w w w. metodologia.org/ec mal/livro

Pontos para recordar

• A iniciação científica é a realização de uma pesquisa durante o curso de graduação que tem como objetivo o aprendizado do método científico.

• A iniciação científica caracteriza-se como instrumento de apoio teórico e metodológico à realização de um projeto de pesquisa e constitui um canal adequado de auxílio para a formação de uma nova mentalidade no aluno.

• A iniciação científica pode ser definida como um instrumento de formação de recursos humanos qualificados.

• No URL: http://www.uncisal.edu.br veja mais informações sobre as atividades de iniciação científica da UNCISAL.

• O planejamento adequado da iniciação científica possibilita o fortalecimento de forma racional e gradual, otimizando a utilização dos recursos.

Versão prévia publicada:

Este capítulo é uma adaptação do ProBIC (Programa de Bolsas de Iniciação Científica) da UNCISAL. Disponível em:

URL: http://www. ec mal. br/metodologia/ic/probic2003. PDF

Data de criação: 21 de fevereiro de 2003.

Data da última modificação: 23 de maio de 2006.

Como citar este capítulo:

Castro A. Iniciação científica na UNCISAL.

In: Castro A. Manual de iniciação científica. Maceió: AC; 2003.

Disponível em: URL: http://www. metodologia. org

Conflito de interesse:

Disponível em: URL: http://www. evidencias. co m/oconf_ ald. htm

Fonte de fomento: Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas, Maceió, AL.

Sobre o autor:

Aldemar Araujo Castro

Professor Assistente, Mestre, da

Disciplina de Metodologia da Pesquisa Científica do

Departamento de Medicina Social da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas, Maceió, Brasil.

Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas http://www.uncisal.edu.br IC

Revisão Página

Número Mês/Ano Manual de Iniciação Científica http://www.metodologia.org/ecmal/livro

Endereço para correspondência:

Aldemar Araujo Castro

Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas

Rua Doutor Jorge de Lima 113 57010-382 Maceió (AL), Brasil

Correio eletrônico: aldemar@evidencias.com

URL: http://www. metodologia. org/ec mal

Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas http://www.uncisal.edu.br IC

Revisão Página

Número Mês/Ano Manual de Iniciação Científica http://www.metodologia.org/ecmal/livro

3 Iniciação científica: recursos, conhecimentos e habilidades

Aldemar Araujo Castro

“A iniciação científica é um instrumento que permite introduzir os estudantes de graduação potencialmente mais promissores na pesquisa científica. É a possibilidade de colocar o aluno desde cedo em contato direto com a atividade científica e engajá-lo na pesquisa. Nesta perspectiva, a iniciação científica caracteriza-se como instrumento de apoio teórico e metodológico à realização de um projeto de pesquisa e constitui um canal adequado de auxílio para a formação de uma nova mentalidade no aluno. Em síntese, a iniciação científica pode ser definida como um instrumento de formação de recursos humanos qualificados.

A iniciação científica é um dever da instituição e não uma atividade eventual ou esporádica. É isso que permite tratá-la separadamente da bolsa. A iniciação científica é um instrumento básico de formação, ao passo que a bolsa de iniciação científica é um incentivo individual que se operacionaliza como estratégia de financiamento seletivo aos melhores alunos, vinculados a projetos desenvolvidos pelos pesquisadores no contexto da graduação ou pós-graduação. Pode-se considerar a bolsa de iniciação científica como um instrumento abrangente de fomento à formação de recursos humanos. Nesse sentido, não se pode esperar que todo aluno em atividade de iniciação científica tenha bolsa. É fundamental compreender que a iniciação científica é uma atividade bem mais ampla que sua pura e simples realização mediante o pagamento de uma bolsa.”

(Parte 6 de 13)

Comentários