Procedimento de Sistema Deslizamento

Procedimento de Sistema Deslizamento

(Parte 1 de 2)

SISTEMA DE DESLIZAMENTO

Número de Páginas

15

Data

13/05/2008

_______________________________________________________________________

USINA HIDRELÉTRICA DE ESTREITO

_______________________________________________________________________

PROCEDIMENTO DE OBRA

EST- PEO - 0012 – 08

SISTEMA DE DESLIZAMENTO

____________________________________________________________

Rev.

Data

Descrição

Elab.

Verif.

Aprov.

0

13/05/2008

DT

GO

DP

1. OBJETIVO

Este procedimento tem como finalidade descrever as condições necessárias para a execução, controle e inspeção das atividades do Sistema de Deslizamento a ser aplicado na UHE Estreito, durante a construção da parede vertical em concreto da estrutura do Vertedouro.

2. ALCANCE

Todos os serviços relacionados com o sistema de fôrmas deslizantes a ser utilizado na construção do Vertedouro.

3. RESPONSÁVEIS

O Diretor do Projeto é responsável pela aprovação deste Procedimento Executivo.

O Responsável pelos Serviços Técnicos é o responsável pela preparação e revisão que talvez seja necessário durante o período de construção da UHE Estreito.

O Chefe de Obras é o responsável pela difusão, aplicação e a implementação deste procedimento executivo. Também é o responsável pelo monitoramento da situação durante a execução dos serviços, e que talvez seja necessária revisão no procedimento executivo de acordo com a avaliação feita e/ou situação física encontrada.

Os Responsáveis pela Execução de Concreto são os responsáveis pela aplicação dos métodos de execução deste procedimento.

A Gerência de Qualidade é responsável pelo monitoramento e controle das atividades e verificações dos resultados durante a implementação deste procedimento para as obras permanentes.

A Gerencia de Segurança e Meio Ambiente é o responsável pela disseminação dos procedimentos de segurança para o pessoal de operação ou qualquer outra pessoa envolvida nos trabalhos de preparo e execução das fôrmas deslizantes, no sentido de evitar acidentes na área e, pelo levantamento de todos os riscos relevantes das máquinas e equipamentos.

4. PROCEDIMENTO EXECUTIVO

4.1 Seqüência de trabalho:

Iremos descrever este procedimento de forma seqüenciada, a qual podemos resumir estas seqüências de acordo com os passos abaixo proposto (ver 4.4)

fase 1 Início do lançamento do concreto.

Lançar 1ª camada, vibração do concreto na primeira camada;

Lançar 2ª camada, vibração do concreto na segunda camada;

Lançar 3ª camada, vibração do concreto na terceira camada;

Lançamento do concreto até a espessura de 0,90 m.

fase 2 Verificação do concreto para início do deslizamento

Verificar o estado do concreto e o nível horizontal para iniciar o movimento da forma deslizante. Verificar o sistema de controle da forma deslizante.

fase 3 Início do deslizamento

Velocidade de deslizamento inicial deve ser por volta de 0,15 ± 0,01m/h.

fase 4 Controle do avanço da forma

Marcar os avanços da deslizante e verificar a velocidade de avançamento da forma. Conferir o deslizamento e a velocidade medida.

fase 5 Verificação das guias de deslizamento

Verificar o alinhamento das guias verticais durante o deslizamento da forma, posição e verticalidade.

fase 6 Guias do deslizamento

Continuar a fixação das guias verticais durante o deslizamento e verificar a posição ao final da fixação.

fase 7 Fim do deslizamento

Verificação do nível da forma e do concreto e, se o nível estiver correto, puxar a fôrma acima do topo do concreto ou mantê-la presa.

fase 8 Execuções finais

Verificação do estado de acabamento do topo de concreto. Executar os serviços finais.

fase 9 Execução de acabamento nas superfícies deslizantes.

fase 10 Execução de correção das irregularidades do concreto deslizado.

fase 11 Execução de reparos/acabamentos dos buracos de parafusos de fixação das guias verticais.

fase 12 Execução de reparos/acabamentos das superfícies deslizadas.

fase 13 Execução da proteção das soleiras.

fase 14 Cura química

Aplicar a cura química no concreto por meio de aditivo apropriado.

fase 15 Desforma

Desformar quando a fôrma for puxada acima do topo do concreto.

fase 16 Topo do concreto inclinado

Colocar e vibrar o concreto onde o topo da estrutura é inclinada.

fase 17 Guias Verticais

Retirar as guias verticais do deslizante sem estragar o concreto.

4.2 Ferramentas, Materiais e Equipamentos:

Ferramentas

Quant.

Materiais

Quant.

Equipamentos

Quant.

Chave de boca

Chave de impacto

Chave de grifo

Chave Inglesa

Pás

Enxadas

Baldes

Colher de Pedreiro

Desempenadeira de aço

Desempenadeira de madeira

Régua de madeira/alumínio

Pedaços de vergalhão

Várias

Várias

Várias

Várias

Várias

Várias

Vários

Várias

Várias

Várias

Várias

Vários

Linha de Nylon

Cone de Madeira

Tromba Metálica

Chute Metálico

Mangueira de AP Ø 3/8”

Conexão de AP Ø 3/8”

She-bolt

Tubo Rohr

Parafuso Regulagem

Braçadeiras Rohr

Espuma em pedaços

Mangueira Ar Comprimido com engates rápidos

Várias

Vários

Várias

Vários

Várias

Várias

Vários

Vários

Vários

Várias

Várias

Várias

Bomba Hidráulica

Macacos Hidráulicos

Máquina de Solda 450 A

Maçarico

Vibradores

Lubrificadores de Linha

Chupão

Bomba de Concreto

Braço Lançador

Silo de Transferência

Caçambas

Guindastes

Caminhão Betoneira

Dump Cret

Rádio Comunicação

01

Vários

01

01

Vários

Vários

01

Várias

Vários

Vários

Várias

Vários

Vários

Vários

Vários

4.3 Pré-requisitos:

4.3.1 Preparação para o lançamento:

- A referência de Nível deve estar de acordo com a marcação topográfica;

- Disponibilidade dos vibradores no bloco e em condições de funcionamento (nível de óleo dos lubrificantes de linha, distância de 5m dos vibradores até os lubrificadores de linha e dispositivo de proteção para os lubrificadores);

- A superfície de concreto deve estar isenta de nata, de detritos e de quaisquer tipo de manchas e de óleo;

- Superfície apenas saturada (umedecida) e não encharcada (com água livre na superfície);

- Liberação das fôrmas, armação, embutidos, topografia e limpeza;

- Instalação e teste do sistema bomba/macaco e barrões;

- Instalação de vibradores, bombas de concreto, silo de transferência e braço lançador;

- Disponibilidade de guindaste, caçamba e dump-cret.

4.3.2 Preparo para o deslizamento:

- As fôrmas, as ferragens e os embutidos devem estar montados;

(Parte 1 de 2)

Comentários