Projeto de substituição de espécies exóticas invasoras por essencias nativa em área de preservação permanente como forma de equilibrio ecológico

Projeto de substituição de espécies exóticas invasoras por essencias nativa em...

(Parte 3 de 3)

Custo total com mão de obra: R$ 250,00

2.11.2 Despesas com Mão de Obra para Roçar a Área de Plantio

Diárias : 3 diárias

Pessoas envolvidas na aplicação : 4 pessoas

Valor da diária: R$ 25,00

Custo total com mão de obra: R$ 300,00

2.11.3 Despesas com o Controle de Formigas

Não será calculada pelo fato de não ter sido encontrada na área de plantio.

2.11.4 Despesas para Aquisição de Mudas de Essências Nativas

Total de mudas que serão utilizadas no projeto: 1955 mudas

Valor médio da muda (unidade): R$ 0,20

Custo total de mudas: R$ 391,00

2.11.5 Despesas com a Mão de Obra para o Plantio das Mudas

Diárias : 1 diária

Pessoas envolvidas no plantio : 5 pessoas

Valor da diária: R$ 25,00

Custo total com mão de obra: R$ 125,00

2.11.6 Despesas com o Replantio das Mudas

Diárias : 1 diária

Pessoas envolvidas no replantio : 2 pessoa

Valor da diária: R$ 25,00

Custo total com mão de obra para replantio: R$ 50,00

2.11.7 Despesas com a Elaboração do Projeto

Despesas com técnico responsável: R$ 600,00

2.11.8 Custo Total do Projeto

Custo total: R$ 1.716,00

2.11.9 Renda Líquida com a Venda da Lenha/Madeira

Total: R$ 26.434,00

3 recomendações e considerações finais

A área deverá ser isolada para não permitir a entrada de animais domésticos que possam causar quaisquer danos as plantas nativas.

Não será permitido fazer nenhum tipo de roçada, evitando corte de espécies nativas que irão surgir, fazendo com que ocorra a sua regeneração natural.

O proprietário da área a qual foi realizado o projeto, conseguiu ao final de todas as etapas, obter um rendimento, podendo assim custear o replantio das espécies nativas na área de preservação permanente que deverão ser plantadas de forma imediata, como também uma fonte de renda ao proprietário.

O Brasil necessita ter o maior interesse em elaborar uma legislação nacional sobre o assunto, pois é considerado o mais rico país em diversidade de espécies animais e um dos mais importantes bancos de biodiversidade do planeta. A fauna e a flora tem importância vital para a manutenção da biosfera e consequentemente para o ser humano, onde o capital verde é, provavelmente, o último grande trunfo nacional.

referências bibliográficas

ZILLER, S.R. A Estepe Gramíneo-Lenhosa no segundo planalto do Paraná: diagnóstico ambiental com enfoque à contaminação biológica. Tese de doutorado. Curitiba: Universidade Federal do Paraná, 2000. 268 p.

INSTITUTO AMBIENTAL DO PARANÁ. Coletânea de Resoluções Estaduais. Disponível em: <http://www.iap.pr.gov.br>. Acesso em: 20 março 2010.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE. Disponível em: Instruções Normativas. < http://www.mma.gov.br/sitio/>. Acesso em: 12 março 2010.

1Engenheiro Cartógrafo – Graduado pela UFPR - Universidade Federal do Paraná; Curso de Pós-GraduaçãoMBA – Gestão Ambiental e Desenvolvimento Sustentável pela Faculdade Internacional de Curitiba (FACINTER).

2 Bióloga - Doutora em Geografia pela UFPR - Universidade Federal do Paraná; Professora dos Cursos de Pós-Graduação em Saúde Pública e Meio Ambiente do Grupo Uninter; Membro do Comitê de Ética do Grupo Uninter; Professora e Assistente de Coordenação da FEPAR – Faculdade Evangélica do Paraná na área de Saúde Ambiental.

(Parte 3 de 3)

Comentários