Telecurso2000Medio Quimica

Telecurso2000Medio Quimica

(Parte 1 de 14)

Nós, que escrevemos este livro, gostamos muito de Química. Gostamos tanto que dedicamos a vida a ela, nos laboratórios ou nas salas de aula. Com este curso, desejamos que tambØm vocŒ partilhe esse prazer conosco. Sabe por quŒ? Porque sempre Ø mais fÆcil lidar com aquilo de que gostamos.

mento de Química. Pense bemO mundo em que vivemos sofre inœmeras

Talvez vocŒ esteja se perguntando por que Ø necessÆrio ter algum conhecitransformaçıes, e cada vez com maior velocidade. Em todas elas, hÆ a presença notÆvel de computadores e outras mÆquinas sofisticadas. E nisso, a Química tem um papel importantíssimo, pois Ø a ciŒncia que permite, por exemplo, o desenvolvimento de novos materiais para a construçªo de todas essas mÆquinas modernas. É a Química tambØm que permite a pesquisa de substâncias destinadas à saœde e ao bem-estar do ser humano.

Talvez vocŒ nªo tenha uma imagem muito animadora da QuímicaTalvez
ela lhe pareça apenas um amontoado de fórmulas e nomes complicadosNªo

Olhe a seu redor: a Química estÆ presente em tudo. Para entender o mundo que nos cerca, exercendo plenamente nosso papel de cidadªo - nos casos em que, por exemplo, nossa saœde pœblica pode ser ameaçada - Ø preciso ter, pelo menos, as noçıes elementares da ciŒncia química. se preocupe! Nas primeiras 25 aulas do nosso curso, nªo aparece nenhuma fórmula. VocŒ vai aprender do que sªo feitas as coisas e vai ter idØia de como um químico trabalha. VocŒ verÆ que muito daquilo que um químico faz, principalmente sua maneira de raciocinar, terÆ aplicaçªo no seu trabalho, seja ele qual for.

Neste curso, vamos tratar de assuntos bem gerais, relacionados com aquilo com que temos contato todo dia, como a ÆguaÆguaÆguaÆguaÆgua, o ar ar ar ar ar e os metaismetaismetaismetaismetais. É claro que vocŒ jÆ conhece todas essas coisas. Mas, agora, vai descobrir como um químico olha para elas. O que ele analisa nessas coisas e o que ele realiza com elas.

Para entender bem o raciocínio de um químico, Ø importante que vocŒ acompanhe com atençªo as descriçıes de experiŒnciasexperiŒnciasexperiŒnciasexperiŒnciasexperiŒncias que estªo neste livro, pois Ø por meio delas que descobrimos e verificamos fatos, dos mais simples aos mais complicados. VocŒ verÆ que pode realizar em sua casa todas as experiŒncias aqui relatadas. Mas nªo se esqueça de que o importante Ø descobrir por si mesmo o que acontece em cada uma delas.

Para facilitar seus estudos, cada aula foi dividida em seçıes. Na primeira, mostramos resumidamente O que vocŒ vai aprender O que vocŒ vai aprender O que vocŒ vai aprender O que vocŒ vai aprender O que vocŒ vai aprender na aula.

A segunda seçªo Ø uma lista do que Seria bom jÆ saberSeria bom jÆ saberSeria bom jÆ saberSeria bom jÆ saberSeria bom jÆ saber. Se vocŒ se sentir inseguro em relaçªo a algum assunto dessa lista, volte às aulas anteriores para

Apresentaçªo tirar as dœvidas. Isto lhe interessaIsto lhe interessaIsto lhe interessaIsto lhe interessaIsto lhe interessa, como o nome diz, deve ser lida e relida com muita atençªo.

Se vocŒ estÆ acompanhando o Telecurso 2000, Ø provÆvel que queira fazer algum exame. Para auxiliÆ-lo nessa tarefa, hÆ um resumo dos conhecimentos essenciais de cada capítulo na seçªo VocŒ precisa saberVocŒ precisa saberVocŒ precisa saberVocŒ precisa saberVocŒ precisa saber. Nela, a linguagem Ø mais próxima da que vocŒ vai encontrar nos exames.

A seçªo Vamos pensarVamos pensarVamos pensarVamos pensarVamos pensar mostrarÆ com mais detalhes o que foi estudado na aula, para que vocŒ amplie seus conhecimentos.

Finalmente, depois de tanto estudar, vocΠvai poder dizer: Agora eu seiAgora eu seiAgora eu seiAgora eu seiAgora eu sei.

Nessa parte, hÆ uma lista de afirmaçıes como, por exemplo, Agora eu sei por que preciso estudar Química. Se vocŒ souber, faça um tique no quadradinho correspondente à afirmaçªo. Se nªo souber alguma delas, releia o capítulo com atençªo, procurando aquilo que nªo entendeu.

No entanto, para ter certeza de que entendeu mesmo a aula, nada melhor que resolver os exercícios. Portanto, VamosVamosVamosVamosVamos exercitarexercitarexercitarexercitarexercitar. Algumas vezes, serÆ necessÆrio rever o capítulo ou mesmo aulas anteriores. Mas nªo desista, tente resolver todas as questıes. Depois, confira suas respostas com o gabarito, no final do volume.

Esperamos que, ao final do curso, vocŒ ame a Química tanto quanto nós. Vamos lÆ!

AUTORIAAUTORIAAUTORIAAUTORIAAUTORIA Reiko IsuyamaReiko IsuyamaReiko IsuyamaReiko IsuyamaReiko Isuyama (coordenadora) - Doutora em Química; Professora de Química Inorgânica do Instituto de Química da Universidade de Sªo Paulo.

Peter Wilhelm TiedemannPeter Wilhelm TiedemannPeter Wilhelm TiedemannPeter Wilhelm TiedemannPeter Wilhelm Tiedemann - Doutor em Química; Professor de Físico-química do Instituto de Química da Universidade de Sªo Paulo.

Vera Lucia PardiniVera Lucia PardiniVera Lucia PardiniVera Lucia PardiniVera Lucia Pardini - Doutora em Química; Professora de Química Orgânica do Instituto de Química da Universidade de Sªo Paulo.

Adelaide Maria Vieira ViveirosAdelaide Maria Vieira ViveirosAdelaide Maria Vieira ViveirosAdelaide Maria Vieira ViveirosAdelaide Maria Vieira Viveiros - Doutora em Química; Professora de Química Inorgânica na Universidade Federal da Bahia.

AGRADECIMENTOSAGRADECIMENTOSAGRADECIMENTOSAGRADECIMENTOSAGRADECIMENTOS Conselho BritânicoConselho BritânicoConselho BritânicoConselho BritânicoConselho Britânico Aparecido Ribeiro SouzaAparecido Ribeiro SouzaAparecido Ribeiro SouzaAparecido Ribeiro SouzaAparecido Ribeiro Souza - Bacharel em Química; Aluno de Pós-graduaçªo do Instituto de Química da Universidade de Sªo Paulo.

Cleonice RochaCleonice RochaCleonice RochaCleonice RochaCleonice Rocha - Bacharel em Química; Aluna de Pós-graduaçªo do Instituto de Química da Universidade de Sªo Paulo.

Roque CruzRoque CruzRoque CruzRoque CruzRoque Cruz - Bacharel em Física; Professor de Química do 2” Grau na Organizaçªo Tatuiense de Ensino.

Wanda de OliveiraWanda de OliveiraWanda de OliveiraWanda de OliveiraWanda de Oliveira - Professora do Instituto de Química da Universidade de Sªo Paulo.

1 AULA l CiŒncia l Química l MatØria l Substância l Progresso tecnológico lNovos materiais lComo faz o cientista

Para inicar o seu curso de Química, procure no dicionÆrio as seguintes expressıes:

fi Substância fi MatØria fi Tecnologia

É muito comum ouvirmos frases como as do jovem que foi a uma banca de jornal comprar o livro de Química do Telecurso:

- Nunca gostei de Química. Pra dizer a verdade eu odiava Química. Nªo entendia nada! Tinha que decorar tudo!

Provavelmente nªo gostava da Química porque nªo sabia qual era a utilidade de se estudar Química.

Muitas vezes ouvimos alguØm dizer que nªo gosta de “química”, porque ela só faz mal para o ambiente e para as pessoas. Dizem:

A Química Ø a ciŒncia que estuda o comportamento da matØriacomportamento da matØriacomportamento da matØriacomportamento da matØriacomportamento da matØria. Com o conhecimento do comportamento da matØria dÆ para fabricar materiais melhores.

O que vocΠvai aprender

Seria bom jÆ saber

Isto lhe interessa

Eu ª Química

1 AULA

AULACom os novos materiais podemos fabricar instrumentos mais precisos, aparelhos mais confiÆveis, mÆquinas mais resistentes, que melhoram muito a qualidade da nossa vida.

Exercício 1Exercício 1Exercício 1Exercício 1Exercício 1 Escreva ao lado das substâncias dois usos diferentes delas.

SUBSTNCIASUBSTNCIASUBSTNCIASUBSTNCIASUBSTNCIAUSOSUSOSUSOSUSOSUSOS
Alumínio
Vidro
Madeira
Carvªo
gua

IntervaloIntervaloIntervaloIntervaloIntervalo

Tudo que existe Ø feito de substânciassubstânciassubstânciassubstânciassubstâncias. Pedras, terra, Ægua e

Ærvores sªo feitas de substâncias. Insetos, passarinhos, animais, mato tambØm sªo feitos de substâncias.

Muitas dessas substâncias estªo na superfície da Terra e a própria

Terra Ø feita de substâncias. O ar tambØm Ø uma substância. O Sol, as estrelas, tudo Ø feito de substâncias.

Graças aos novos materiais houve muito progresso na medicina e na saœde.

As anÆlises, que levavam vÆrios dias para ficarem prontas, hoje sªo feitas em minutos. Nªo se trata só da rapidez, mas tambØm da qualidade dos resultados. Sªo mais confiÆveis porque sªo mais precisos.

Exercício 2Exercício 2Exercício 2Exercício 2Exercício 2

Marque simsimsimsimsim nos itens que vocŒ acha que influíram diretamente no progresso do mundo moderno:

a)a)a)a)a)()descoberta do papel; b)b)b)b)b)()invençªo da balança; c)c)c)c)c)()descoberta de que no sol hÆ hidrogŒnio; d)d)d)d)d)()descoberta do mØtodo de extrair silício da areia.

Nas comunicaçıes tambØm aconteceu uma mudança muito grande. Antigamente a comunicaçªo era feita só por meio de livros. Hoje, com a televisªo, praticamente todos podem receber informaçıes do que se passa no mundo, na mesma hora em que estÆ acontecendo. Veja o caso dos jogos de futebol da Copa do Mundo. Todos podem assistir aos jogos ao vivo.

O conforto da vida moderna só Ø possível com a fabricaçªo de novos materiais. Esta vida, que Ø tªo diferente da vida de dez, vinte ou trinta anos atrÆs, só Ø possível por causa da invençªo de novas substâncias. É o conhecimento de Química que permite produzir novas substâncias.

AULAAs novas substâncias sªo produzidas primeiro no laboratório e, depois, fabricadas na indœstria. Todas as substâncias sªo produzidas a partir de alguma

(Parte 1 de 14)

Comentários