Higiene e Segurança do Trabalho

Higiene e Segurança do Trabalho

Técnico Segurança do Trabalho Técnico Em Edificações

  • Disciplina: Higiene e Segurança do Trabalho Professor: Eng. Rodrigo Fantasia

HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO

  • Segurança do trabalho: é o conjunto de medidas que versam sobre condições específicas de instalação do estabelecimento e de suas máquinas, visando à garantia do trabalhador contra natural exposição as riscos inerentes à prática da atividade profissional.

HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO

  • Higiene do trabalho: é uma parte da medicina do trabalho, restrita às medidas preventivas, enquanto a medicina abrange as providências curativas; é a aplicação dos sistemas e princípios que a medicina estabelece para proteger o trabalhador, prevendo ativamente os perigos que, para a saúde física ou psíquica, se originam do trabalho; a eliminação dos agentes nocivos em relação ao trabalhador constitui o objeto principal da higiene laboral.

HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO

  • Obrigações da empresa: cumprir e fazer cumprir as normas de segurança e medicina do trabalho; instruir os empregados, por meio de ordens de serviço, relativamente às precauções a tomarem no sentido de evitar acidentes de trabalho e doenças ocupacionais; adotar as medidas determinadas pelo órgão regional competente; facilitar o exercício da fiscalização pela autoridade competente.

HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO

  • Obrigações do empregado: observas as normas de segurança e medicina do trabalho, inclusive quanto às precauções a tomar no sentido de evitar acidentes de trabalho ou doenças ocupacionais e colaborar com a empresa na aplicação dos dispositivos legais envolvendo segurança e medicina do trabalho.

HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO

  • Insalubridade: são consideradas atividades ou operações insalubres aquelas que, por sua natureza, condição ou métodos de trabalho, exponham os empregados a agentes nocivos à saúde, acima dos limites de tolerância fixados em razão da natureza e da intensidade do agente e do tempo de exposição aos seus efeitos (art. 189 da CLT); o exercício do trabalho em condições insalubres assegura ao trabalhador o direito ao adicional de insalubridade, que será de 40, 20 ou 10%, do salário mínimo regional.

HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO

  • Periculosidade: são consideradas atividades ou operações perigosas aquelas que, por sua natureza ou métodos de trabalho, impliquem o contato permanente com inflamáveis ou explosivos, em condições de risco acentuado (art. 193 da CLT); o trabalho nessas condições dá o empregado o direito ao adicional de periculosidade, cujo valor é de 30% sobre seu salário contratual.

HIGIENE DO TRABALHO

  • A Higiene do Trabalho está relacionada com as condições ambientais de trabalho que asseguram a saúde física e mental e com as condições de bem-estar das pessoas.

HIGIENE DO TRABALHO

  • Do ponto de vista de saúde física, o local de trabalho constitui a área de ação da higiene do trabalho, envolvendo aspectos ligados à exposição do organismo humano a agentes externos como ruído, ar, temperatura, umidade, luminosidade e equipamentos de trabalho. .

HIGIENE DO TRABALHO

  • Assim um ambiente saudável de trabalho deve envolver condições ambientais físicas que atuem positivamente sobre todos os órgãos dos sentidos humanos, como visão, audição, tato, olfato, e paladar.

HIGIENE DO TRABALHO

  • Do ponto de vista de saúde mental, o ambiente de trabalho deve envolver condições psicológicas e sociológicas saudáveis e que atuem positivamente sobre o comportamento das pessoas, evitando impactos emocionais como o estresse.

Prevenção – Doenças Ocupacionais

  • A higiene do trabalho está ligada ao diagnóstico e à prevenção das doenças ocupacionais, a partir do estudo e do controle do homem e seu ambiente de trabalho. Ela tem caráter preventivo por promover a saúde e o conforto do funcionário, evitando que ele adoeça e se ausente do trabalho. Envolve, também, estudo e controle das condições de trabalho.

Condições de Trabalho

  • A iluminação, a temperatura e o ruído fazem parte das condições ambientais de trabalho. Uma má iluminação, por exemplo, causa fadiga à visão, afeta o sistema nervoso, contribui para a má qualidade do trabalho podendo, inclusive, prejudicar o desempenho dos funcionários. Um ambiente de trabalho com temperatura e umidade inadequadas é considerado doentio.

Os principais itens do programa de higiene do trabalho estão relacionados com:

  • Ambiente físico de trabalho, envolvendo: Iluminação, Ventilação, Temperatura, Ruídos.  

  • Ambiente Psicológico de trabalho, envolvendo: Relacionamentos humanos agradáveis, Tipo de atividade agradável e motivadora, Estilo de gerência democrático e participativo, Eliminação de possíveis fontes de estresse.

  • Saúde Ocupacional,envolvendo: Estabelecimento de um sistema de indicadores, abrangendo estatísticas de afastamentos e acompanhamento de doenças.

Os principais itens do programa de higiene do trabalho estão relacionados:

  • Aplicação de Princípios de ergonomia, envolvendo: Máquinas e equipamentos adequados às características humanas, Mesas e instalações ajustadas ao tamanho das pessoas, Ferramentas que reduzam a necessidade de esforço físico humano.   

  • Desenvolvimento de sistemas de relatórios médicos

  • Desenvolvimento de regras e procedimentos para prevenção médica.

  • Recompensas aos gerentes e supervisores pela administração eficaz da função de saúde ocupacional.

Principais problemas de saúde nas organizações:

  • Automedicação sem cuidados médicos adequados.

  • Vida sedentária, sem contatos sociais e sem exercícios físicos.

  • Hábitos alimentares inadequados:obesidade ou perda de peso.

  • Estresse no trabalho.

Principais problemas de saúde nas organizações:

  • Exposição a produtos químicos perigosos,  como ácidos,  soda, gases...

  • Exposição a condições ambientais frias, quentes, contaminadas, secas, úmidas, barulhentas, pouco iluminadas, etc.

  • Alcoolismo e dependência química de drogas, medicamentos, fumo ,etc.

  • AIDS: é a síndrome de deficiência imunológica adquirida que ataca o sistema que protege o organismo de doenças.

O que é acidente de trabalho ?

  • Acidente de trabalho é aquele que acontece no exercício do trabalho a serviço da empresa, provocando lesão corporal ou perturbação funcional podendo causar morte, perda ou redução permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho.

Equiparam-se a acidentes de trabalho:

  • o acidente que acontece quando você está prestando serviços por ordem da empresa fora do local de trabalho

  • o acidente que acontece quando você estiver em viagem a serviço da empresa

  • o acidente que ocorre no trajeto entre a casa e o trabalho ou do trabalho para casa.

  • doença profissional (as doenças provocadas pelo tipo de trabalho.

  • doença do trabalho (as doenças causadas pelas condiçoes do trabalho.

Causas do acidente de trabalho

  • I. ato inseguro é o ato praticado pelo homem, em geral consciente do que está fazendo, que está contra as normas de segurança. São exemplos de atos inseguros: subir em telhado sem cinto de segurança contra quedas, ligar tomadas de aparelhos elétricos com as mãos molhadas e dirigir a altas velocidades.

Causas do acidente de trabalho

  • II. Condição Insegura é a condição do ambiente de trabalho que oferece perigo e ou risco ao trabalhador. São exemplos de condições inseguras: instalação elétrica com fios desencapados, máquinas em estado precário de manutenção, andaime de obras de construção civil feitos com materiais inadequados.

Equipamento de Proteção Individual (EPI)

  • é todo dispositivo de uso individual, de fabricação nacional ou estrangeira, que visa proteger a saúde e a integridade física dos trabalhadores. Todo trabalhador exposto a riscos é obrigado a utilizar EPI, responsabilizando-se por sua guarda e conservação e devendo avisar o empregador sempre que o EPI apresentar defeitos ou problemas. Os mais comuns são: protetores auriculares, luvas, máscaras, calçados, capacetes, óculos, e vestimentas.

A NR 6 da Portaria 3.214/78 regulamenta o uso de EPIs

  • O empregador deve fornecer obrigatoriamente aos empregados o EPI, de forma gratuita, para protegê-los contra riscos de acidentes do trabalho e danos à saúde.

  • EPI só será disponibilizado para venda mediante certificado do MTb, devendo estar em perfeito estado de conservação e funcionamento;

  • Empregador e seus prepostos devem fiscalizar o uso dos EPIs;

  • EPIs devem ser adequados à atividade do trabalhador;

  • Empregador deve dar treinamento ao empregado, para o correto uso do EPI;

  • Empregador deve tornar o uso obrigatório de EPI, devendo, inclusive, impor sanção imediata ao empregado que não o utilizar (a hipótese, aliás, sujeita o empregado à demissão por justa causa, conforme o caso);

  • EPIs danificados devem ser imediatamente substituídos

Exemplos de EPI:

Equipamentos de Proteção Coletiva (EPC):

  • como o próprio nome já diz, são equipamentos utilizados para proteção coletiva de trabalhadores expostos a risco. Os mais comuns são: enclausuramento acústico de fontes de ruído, ventilação dos locais de trabalho, extintor de incêndio, proteção de partes móveis de máquinas e equipamentos (conforme NR 11), cabine de segurança biológica, capelas químicas, e cabine para manipulação de radioisótopos.

Exemplos de EPC

Comentários