Aula 09 - artrópodes - parte 01

Aula 09 - artrópodes - parte 01

(Parte 1 de 2)

PROFº: HUBERTT GRÜN. Página 1

ZOLOGIA FILO ARTHROPODA – PARTE 01

01 – CONCEITO:

São animais invertebrados que se caracterizam por apresentarem as patas articuladas. São triblásticos, celomados com simetria bilateral, protostômios e neuromiários, metamerizados. Habitam todos os ambientes, sendo considerado o filo com maior número de representantes. Alguns zoólogos admitem que o mundo fosse adaptado aos artrópodas devido ao seu volume de indivíduos.

02 – CARACTERÍSTICAS GERAIS DOS ARTRÓPODAS: 2.1 – Apresentam o corpo dividido em três partes: Cabeça, tórax e abdômen. A cabeça e o tórax podem estar fundidos em uma estrutura denominada de cefalotórax, sendo então agrupados em duas partes: Cefalotórax e abdômen.

Imagem retirada da página e modificada: http://aadaveiro.ua.pt/images/galeria/Lagosta_448px.jpg

Importante destacar nesse caso o grave erro de muitas pessoas em afirmar que não comem a “cabeça do camarão”. Realmente essas pessoas têm razão, pois o camarão não tem cabeça como muitos acham, mas sim cefalotórax.

2.2 – Apresentam um exoesqueleto quitinoso, mudando periodicamente, caracterizando um fenômeno conhecido como ecdise ou muda periódica. Isto quer dizer que, os artrópodas crescem, estabilizam e, voltam a crescer quando destroem o seu exoesqueleto quitinoso (ou calcário, como no caso de alguns crustáceos). Esse fenômeno acontece devido a um hormônio conhecido como ecdisona.

Imagem retirada da página: http://www.brasilescola.com/upload/e/cigarra_exoesquel eto.jpg

Quando o exoesqueleto for mudado, o artrópoda fica vulnerável, pois seu exoesqueleto torna-se maleável. Esse novo exoesqueleto é denominado de exúvia, e vai se tornar rígido com o passar do tempo.

03 – CLASSIFICAÇÃO DOS ARTRÓPODAS:

Os artrópodas estão divididos basicamente em cinco classes: classe insecta, classe crustácea, classe aracnídea, classe quilópoda e classe diplópoda.

04 – CLASSE INSECTA: 4.1 – CONCEITO:

Os insetos são artrópodas que apresentam um par de antenas, três pares de patas e, o corpo dividido em três segmentos.

4.2 – MORFOLOGIA DOS INSETOS:

Imagens retiradas das páginas e modificadas: http://www.baixaki.com.br/imagens/wpapers/BXK19363_libelula800.jpg e http://www.curiosidadeanimal.com/anatomia/abelha.JPG

Anatomicamente podemos observar nos insetos patas articuladas (três pares); corpo rígido (pelo exoesqueleto de quitina-proteína), dividido em: Cabeça, tórax e abdômen, a presença de dois pares de asas e um par de antenas.

Imagem retirada da página e modificada: http://www.colegiosaofrancisco.com.br/alfa/abelhas/imagens/a natomia.gif DIVISÃO DO CORPO DO INSETO:

ش ESTRUTURA DA CABEÇA: A cabeça é formada por três olhos simples, dois olhos compostos ou facetados e um par de antenas. Imagem retirada da página: http://iescarin.educa.aragon.es/depart/biogeo/ varios/BiologiaCurtis/Seccion%205/5%20- %20Capitulo%2033.htm

Os insetos apresentam um par de antenas, que apresenta função de tato e olfato.

Imagem retirada da página: http://www.aceav.pt/blogs/isabelgalante/Li sts/Fotografias/teste/abelha.bmp

Os dois olhos compostos ou facetados são formados por unidades menores, denominadas de omatídeos, que na presença da luz alta cada omatídeo capta parte da imagem (formação de imagem parcial), que são levadas ao cérebro e formam a imagem global de caráter único. Na presença da luz baixa cada omatídeo forma uma imagem, originando em cada olho composto uma média de quatro mil imagens, aumentando a percepção do artrópoda, que conseguirá inclusive enxergar em 360º. O pigmento rodopisina é o pigmento relacionado à visão dos insetos.

São olhos apenas receptores de luminosidade, isto é, captam luminosidade, mas não conseguem formar imagens.

É o aparelho de corte do inseto, mas não necessariamente serve para cortar, sendo a porta de entrada para o sistema digestivo. O aparelho ou peça bucal variam em função do tipo de alimento utilizado pelo inseto. Podendo ser basicamente de quatro tipos: Mastigador-triturador, lambedor, sugador e picadorsugador.

É apropriado aos insetos que se alimentam de sólidos. Neste aparelho encontramos o papo e a moela. Exp: A barata e gafanhoto.

É apropriado aos insetos que se alimentam de sólidos e líquidos. Exp: Moscas e abelhas.

Imagem retirada da página: http://www.ufmt.br/famev/ento/abelha.gif

É apropriado aos insetos que se alimentam de líquidos (néctares) vegetais. Exp: Borboleta e mariposas.

É apropriado aos insetos que se alimentam de sangue (líquidos orgânicos de animais); são animais denominados de hematófagos. Exp: Culex sp, Phlebotomus sp, Anopheles sp.

PROFº: HUBERTT GRÜN. Página 2

Os hematófagos apresentam uma saliva anticoagulante, que serve para evitar que o sangue coagule no seu aparelho bucal. ش ESTRUTURA DO TÓRAX: O tórax é formado por três partes: Protórax (primeira parte), mesotórax (segunda parte) e metatórax (terceira parte).

Imagem retirada da página: http://kaloula.drpez.com/kaloula1/kaloula_gr af1/kal_art3nov7_03.jpg

De cada segmento do tórax sai um par de patas, totalizando um par de patas por cada segmento, originando três pares de patas no inseto. ش ESTRUTURA DO ABDÔMEN: O abdômen é geralmente tubular, formado por sete à onze segmentos, sendo que os segmentos finais (últimos segmentos) são modificados para copulação e postura dos ovos.

Ventralmente ao tórax e ao abdômen existem as aberturas respiratórias ou orifícios respiratórios, chamados de estigma ou espiráculo, por onde ocorre a entrada e saída dos gases respiratórios.

4.3 – FISIOLOGIA DOS INSETOS: a) SISTEMA DIGESTIVO (+): Presente do tipo completo, apresentando digestão extracelular e o tubo digestivo formado por: Imagem retirada da página: http://iescarin.educa.aragon.es/depar t/biogeo/varios/BiologiaCurtis/Seccion %205/5%20-%20Capitulo%2033.htm b) SISTEMA CIRCULATÓRIO: Presente do tipo aberto ou lacunar e, o coração localiza-se dorsalmente numa região chamada de sinus pericardicus.

O sistema circulatório dos insetos não está relacionado ao sistema respiratório, pois não apresenta pigmento respiratório, logo não transporta os gases.

c) SISTEMA RESPIRATÓRIO: Presente com respiração traqueal, feita através das traquéias que se ramificam formando as traquíolas. A entrada e a saída dos gases é feita pelo estigma ou espiráculo.

Imagem retirada da página: http://marcosfilgueira.wdfiles.com/loc al--files/aparelho-respiratorio-dosinsetos/resp1.jpg d) SISTEMA EXCRETOR (+): Presente e a excreção é realizada pelos túbulos de Malpighi.

Imagem retirada da página: http://iescarin.educa.aragon.es/depart/b iogeo/varios/BiologiaCurtis/Seccion%20 5/5%20-%20Capitulo%2033.htm e) SISTEMA NERVOSO (+): Presente, do tipo ganglionar e ventral.

Abelha. Imagem retirada da página: http://iescarin.educa.aragon.es/depart/biogeo/vario s/BiologiaCurtis/Seccion%205/5%20- %20Capitulo%2033.htm f) SISTEMA DE REVESTIMENTO (+): Presente, formado pelo exoesqueleto quitinoso, que é secretado pela epiderme, mudando periodicamente (caracterizando a muda ou ecdise, que é estimulada pelo hormônio ecdisona).

g) SISTEMA REPRODUTOR (+): Presente, com reprodução sexuada. Os insetos são animais dióicos, com fecundação interna e o desenvolvimento direto e indireto, apresentando as larvas: C.E.V.E. ش C → Larva campodeiforme. ش E → Larva eruciforme. ش V → Larva vermiforme. ش E → Larva escarabeiforme.

4.4 – DESENVOLVIMENTO DOS INSETOS:

Os insetos podem ser classificados em três grupos conforme sua mudança metamorfósica ou metamorfose:

São insetos que não sofrem metamorfose, ou seja, o seu desenvolvimento é do tipo direto, da seguinte maneira: OVO → IMAGO

O imago é a forma adulta dos insetos. Exp: Ordem thisanura (traça de livro).

SIGNIFICADO TAXONÔMICO DE THISANURA: ش REINO: Methazoa. ش FILO: Arthropoda. ش CLASSE: Insecta. ش SUBCLASSE: Ametabula. ش ORDEM: Thisanura. ش REPRESENTANTE: Traça de livro.

b) INSETOS HEMIMETÁBULOS: (METAMORFOSE INCOMPLETA).

São insetos que apresentam metamorfose incompleta, e antes de formar o imago existe uma fase intermediária denominada de ninfa. OVO → NINFA → IMAGO Imagem retirada da página: http://www.colegiosaofrancisco.com.br/alf a/classe-insecta/imagens/ desenvolvimento- do -gafanhoto.jpg

A ninfa não é uma larva, é uma fase anterior ao imago (a ninfa e o imago são iguais anatomicamente e fisiologicamente, porém as estruturas anatômicas da ninfa são menores – como por exemplo as asas – e as estruturas fisiológicas estão em desenvolvimento). As ninfas apresentam asas atrofiadas. As principais ordens dos hemimetábulos são:

➀. ORDEM ANOPLURA: Apresenta como representantes: Piolho, chato, etc. ➁. ORDEM ISOPTERA: Apresenta como representante: Cupim.

(Parte 1 de 2)

Comentários