Manual dos formadores de cuidadores de pessoas idosas

Manual dos formadores de cuidadores de pessoas idosas

(Parte 5 de 14)

Apoiar a pessoa idosa na execução das atividades instrumentais de vida diária.

l is A F .

y oung

/is t ockpho t o

Manual dos formadores de cuidadores de pessoas idosas32 eixos norteAdores pArA cursos de formAdores de cuidAdores de pessoAs idosAs e de cuidAdores de pessoAs idosAs

Utilizar recursos de informação e comunicação adequados à pessoa idosa.

Verificar a necessidade e/ou condições de órteses (bengalas, andadores etc.) e próteses dentárias, auditivas e oculares.

Favorecer a leitura labial pela pessoa idosa durante as conversações.

Utilizar linguagem clara e precisa com a pessoa idosa e seus familiares.

Eixo 2 – Cuidados em relação às atividades do “andar da vida” Competências a serem desenvolvidas

No final do curso, o cuidador deverá ser capaz de: identificar as necessidades de cuidado.• reconhecer a possibilidade de independência e a autonomia do • idoso para a realização das atividades de vida diária (aVDs) e, a partir daí, organizar as atividades de suporte.

atuar de forma a estimular o resgate e/ou manutenção da indepen-• dência e autonomia do idoso.

Conhecer/reconhecer/identificar o nível/tipo de dependência do • idoso, a fim de auxiliar o desempenho de suas aVDs na medida de suas necessidades

Para atender a esse eixo, no final do curso, o cuidador deverá ter habilidade para:

Identificar a relação entre problemas de saúde e condições de vida.

Coletar informações sobre a história de vida e de saúde da pessoa idosa.

Identificar o contexto familiar e social de vida da pessoa idosa.

Identificar valores culturais, éticos, espirituais e religiosos da pessoa idosa e de sua família.

Participar da elaboração do plano de cuidado para a pessoa idosa, sua implementação, avaliação e reprogramação com a equipe de saúde.

Realizar ações de acompanhamento e cuidado da pessoa idosa com dependência, conforme as demandas e necessidades identificadas.

Identificar situações e hábitos presentes no contexto de vida do idoso que são potencialmente promotores ou prejudiciais a sua saúde.

Estimular a autonomia e independência da pessoa idosa em face de suas necessidades.

Apoiar a pessoa idosa na execução das atividades de vida diária, conforme o plano de cuidado.

Apoiar a pessoa idosa na execução das atividades instrumentais de vida diária.

Sensibilizar a pessoa idosa e sua família quanto à necessidade de mudanças graduais e contínuas de hábitos e atitudes, a fim de facilitar a vida do idoso.

No final do curso, o cuidador deverá ter desenvolvido uma série de competências e habilidades específicas.

Manual dos formadores de cuidadores de pessoas idosas34 eixos norteAdores pArA cursos de formAdores de cuidAdores de pessoAs idosAs e de cuidAdores de pessoAs idosAs

Atentar para possíveis reações indesejadas em relação ao uso de medicamentos.

Providenciar suporte adequado às necessidades específicas da pessoa idosa.

Atentar para a necessidade e/ou para as condições das próteses e órteses em uso pela pessoa idosa.

Estimular a prática de atividades que diminuam o risco de doenças crônicas, conforme orientações do plano de cuidado.

Identificar sinais de fragilização da pessoa idosa.

Identificar sinais de depressão e demência na pessoa idosa e encaminhá-la para os cuidados específicos.

Encaminhar o idoso para atendimento à saúde, quando necessário.

Acompanhar o idoso no uso da medicação. Acompanhar a situação vacinal da pessoa idosa. Orientar a família e atuar no caso de óbito da pessoa idosa.

Eixo 3 – Prontidão para agir em situações imprevistas Competências a serem desenvolvidas

No final do curso, o cuidador deverá ser capaz de: reconhecer situações de urgência e emergência e realizar os pri-• meiros socorros e demais ações sob orientação do profissional responsável. agir com prontidão e presteza em situações imprevistas dentro do • limite de suas atribuições.

Para atender a esse eixo, no final do curso, o cuidador deverá ter habilidade para:

Reconhecer situações de urgência e emergência. Realizar primeiros socorros. Providenciar atendimento de suporte.

Eixo 4 – Prevenção de riscos, acidentes e violência Competências a serem desenvolvidas

No final do curso, o cuidador deverá ser capaz de: identificar e reconhecer situações de risco à integridade física e • psicológica da pessoa idosa a fim de evitar situações de agravo. Promover ambiente seguro.•

Para atender a esse eixo, no final do curso, o cuidador deverá ter habilidade para:

Identificar as situações de risco de violência. Prevenir, atuar e mobilizar os recursos que reduzam riscos.

Analisar os riscos sociais e ambientais à saúde da pessoa idosa com dependência.

Avaliar as condições de risco de acidentes domésticos e propor alternativas para resolução ou minimização.

Identificar as situações de autonegligência e promover os encaminhamentos necessários.

Reconhecer os sinais de maus-tratos e promover os encaminhamentos necessários.

Identificar as situações de violência intra e extrafamiliar.

Estimular a pessoa idosa e seus familiares a participar de programas sociais locais que envolvam orientação e prevenção da violência intra e extrafamiliar, dentre outros.

Notificar caso suspeito ou confirmado de violência contra a pessoa idosa.

(Parte 5 de 14)

Comentários