Cuidador de Idosos

Cuidador de Idosos

(Parte 3 de 6)

A A Ateoria teoriateoria teoriareforça reforçareforça reforça o o o poder poderpoder poder do dodo do pensa mento pensa mentopensa mento pensa mento positivo positivopositivo positivo ou ouou ou da dada da ação açãoação ação positiva, positiva,positiva, positiva, que, que,que, que, por porpor por sua suasua sua vez, vez,vez, vez, enfatiza enfatizaenfatiza enfatiza o o o senso sensosenso senso co mu m co mu mco mu m co mu m sobre sobresobre sobre o o o positiva, positiva,positiva, positiva, que, que,que, que, por porpor por sua suasua sua vez, vez,vez, vez, enfatiza enfatizaenfatiza enfatiza o o o senso sensosenso senso co mu m co mu mco mu m co mu m sobre sobresobre sobre o o o envelheci mento envelheci mentoenvelheci mento envelheci mento be m be mbe m be m- --

-sucedido sucedidosucedido sucedido. .. .

c c c. .. . Modernização

ModernizaçãoModernização Modernização– ––

– Co wgill

Co wgillCo wgill Co wgill e e e Hol mes

O O O conceito conceitoconceito conceito de dede de modernização modernizaçãomodernização modernização refere refererefere refere- --

-se sese se ao aoao ao processo processoprocesso processo de dede de industrialização industrializaçãoindustrialização industrialização que queque que conduz conduzconduz conduz a a a mudanças mudançasmudanças mudanças estruturais estruturaisestruturais estruturais particulares particularesparticulares particulares a a a cada cadacada cada contexto contextocontexto contexto histórico históricohistórico histórico e e e cultural culturalcultural cultural. .. . O O O status statusstatus status dos dosdos dos idosos idososidosos idosos está estáestá está direta mente direta mentedireta mente direta menteligado ligadoligado ligado ao aoao ao grau graugrau grau de dede deindustrialização industrializaçãoindustrialização industrialização da dada da sociedade sociedadesociedade sociedade. .. . Essa

EssaEssa Essa teoria teoriateoria teoria preocupa preocupapreocupa preocupa- --

-se sese se co m co mco m co m a a a exclusão exclusãoexclusão exclusão dos dosdos dosidosos idososidosos idosos. .. .

Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas - --

-1ª Geração 1ª Geração1ª Geração 1ª Geração1ª Geração 1ª Geração1ª Geração 1ª Geração d d d. .. . Teoria

TeoriaTeoria Teoria da dada da subcultura subculturasubcultura subcultura

Enfatiza EnfatizaEnfatiza Enfatiza que queque que as asas as nor mas nor masnor mas nor mas e e e expectativas expectativasexpectativas expectativas de dede de co mporta mento co mporta mentoco mporta mento co mporta mento estabelece m estabelece mestabelece m estabelece m- --

-se sese se co m co mco m co m base basebase base nas nasnas nasinterações interaçõesinterações interaçõessociais sociaissociais sociais. .. .

Essa EssaEssa Essa teoria teoriateoria teoria possui possuipossui possui duas duasduas duas vertentes vertentesvertentes vertentes: ::

: a a a existência existênciaexistência existência dessa dessadessa dessa subcultura subculturasubcultura subcultura pode podepode pode au mentar au mentarau mentar au mentar o o o conceito conceitoconceito conceito negativo negativonegativo negativo e m e me m e m relação relaçãorelação relação à à à

Teorias do Envelhecimento Teorias do EnvelhecimentoTeorias do Envelhecimento Teorias do EnvelhecimentoTeorias do Envelhecimento Teorias do EnvelhecimentoTeorias do Envelhecimento Teorias do Envelhecimento subcultura subculturasubcultura subcultura pode podepode pode au mentar au mentarau mentar au mentar o o o conceito conceitoconceito conceito negativo negativonegativo negativo e m e me m e m relação relaçãorelação relação à à à pessoa pessoapessoa pessoaidosa, idosa,idosa, idosa, mas, mas,mas, mas, por porpor por outro outrooutro outrolado, lado,lado, lado, pode podepode pode esti mular esti mularesti mular esti mular o o o nasci mento nasci mentonasci mento nasci mento de dede de u ma u mau ma u ma consciência consciênciaconsciência consciência de dede de grupo grupogrupo grupo co m co mco m co m potencial potencialpotencial potencial para parapara para e mpreender e mpreendere mpreender e mpreender ações açõesações ações sociais sociaissociais sociais e e e políticas políticaspolíticas políticas e m e me m e m defesa defesadefesa defesa dos dosdos dos direitos direitosdireitos direitos da dada da categoria categoriacategoria categoria. .. .

Teorias do Envelhecimento Teorias do EnvelhecimentoTeorias do Envelhecimento Teorias do EnvelhecimentoTeorias do Envelhecimento Teorias do EnvelhecimentoTeorias do Envelhecimento Teorias do Envelhecimento

Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas – ––

–Teoria Sociológica de 2ª Geração

Teoria Sociológica de 2ª GeraçãoTeoria Sociológica de 2ª Geração Teoria Sociológica de 2ª GeraçãoTeoria Sociológica de 2ª Geração Teoria Sociológica de 2ª GeraçãoTeoria Sociológica de 2ª Geração Teoria Sociológica de 2ª Geração a a a. .. . Teoria

TeoriaTeoria Teoria da dada da continuidade continuidadecontinuidade continuidade

Enfoca EnfocaEnfoca Enfoca o o o envelheci mento envelheci mentoenvelheci mento envelheci mento co mo co moco mo co mo parte parteparte parteintegrante integranteintegrante integrante do dodo do ciclo ciclociclo ciclo de dede de vida vidavida vida e e e não nãonão não co mo co moco mo co mo u m u mu m u m período períodoperíodo período final, final,final, final, separado separadoseparado separado das dasdas das fases fasesfases fases e m e me m e m que queque que a a a pessoa pessoapessoa pessoa idosa idosaidosa idosa manté m manté mmanté m manté m seus seusseus seus hábitos hábitoshábitos hábitos de dede de vida, vida,vida, vida, suas suassuas suas preferências, preferências,preferências, preferências, experiências experiênciasexperiências experiências e e e co mpro misso co mpro missoco mpro misso co mpro misso adquiridos adquiridosadquiridos adquiridos e e e elaborados elaboradoselaborados elaborados durante durantedurante durante sua suasua sua vida vidavida vida. .. .

vida vidavida vida. .. .

b b b. .. . Perspectiva

PerspectivaPerspectiva Perspectiva do dodo do curso cursocurso curso de dede de vida vidavida vida( (( (Dannefer

DanneferDannefer Dannefer e e e Uhlenberg

UhlenbergUhlenberg Uhlenberg– ––

O O O modelo modelomodelo modelo de dede de curso cursocurso curso de dede de vida vidavida vida te m te mte m te m co mo co moco mo co mo proposições proposiçõesproposições proposições funda mentais funda mentaisfunda mentais funda mentais: ::

- o o o envelheci mento envelheci mentoenvelheci mento envelheci mento é é é abordado abordadoabordado abordado do dodo do nasci mento nasci mentonasci mento nasci mento para parapara para a a a morte, morte,morte, morte, o o o que queque que distingue distinguedistingue distingue esta estaesta esta teoria teoriateoria teoria das dasdas das que queque que se sese se concentra m concentra mconcentra m concentra m exclusiva mente exclusiva menteexclusiva mente exclusiva mente na nana na velhice velhicevelhice velhice; ;;

- o o o envelheci mento envelheci mentoenvelheci mento envelheci mento é é é considerado consideradoconsiderado considerado u m u mu m u m processo processoprocesso processo social, social,social, social, psicológico psicológicopsicológico psicológico e e e biológico biológicobiológico biológico; ;;

- as asas as experiências experiênciasexperiências experiências de dede de envelheci mento envelheci mentoenvelheci mento envelheci mento são sãosão são moldadas moldadasmoldadas moldadas por porpor por fatores fatoresfatores fatores coortes coortescoortes coortes(históricos) (históricos)(históricos) (históricos); ;;

Teorias do Envelhecimento Teorias do EnvelhecimentoTeorias do Envelhecimento Teorias do EnvelhecimentoTeorias do Envelhecimento Teorias do EnvelhecimentoTeorias do Envelhecimento Teorias do Envelhecimento

Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas - --

-2ª Geração 2ª Geração2ª Geração 2ª Geração2ª Geração 2ª Geração2ª Geração 2ª Geração c c c. .. . Teoria

TeoriaTeoria Teoria do dodo do colapso colapsocolapso colapso de dede de co mpetência co mpetênciaco mpetência co mpetência( (( (Kuypers

KuypersKuypers Kuypers e e e Bengston

BengstonBengston Bengston– ––

Analisa AnalisaAnalisa Analisa as asas as conseqüências conseqüênciasconseqüências conseqüências negativas negativasnegativas negativas que queque que pode m pode mpode m pode m aco mpanhar aco mpanharaco mpanhar aco mpanhar as asas as crises crisescrises crises da dada daidade idadeidade idade avançada avançadaavançada avançada. .. .

d d d. .. . Teoria

TeoriaTeoria Teoria da dada datroca trocatroca troca( (( (Do wd

Do wdDo wd Do wd– ––

Postula PostulaPostula Postula que queque que a a a pessoa pessoapessoa pessoa idosa idosaidosa idosa é é é co mpelida co mpelidaco mpelida co mpelida a a a afastar afastarafastar afastar- --

-se sese se das dasdas das interações interaçõesinterações interações sociais, sociais,sociais, sociais, pelo pelopelo pelofato fatofato fato de dede de possuir possuirpossuir possuir poucos poucospoucos poucos recursos recursosrecursos recursos e m e me m e m co mparação co mparaçãoco mparação co mparação co m co mco m co m os osos os mais maismais mais jovens, jovens,jovens, jovens, de dede de modo modomodo modo que queque que a a a continuidade continuidadecontinuidade continuidade da dada da interação interaçãointeração interação seria seriaseria seria onerosa onerosaonerosa onerosa para parapara para o o o grupo grupogrupo grupojove m, jove m,jove m, jove m, u ma u mau ma u ma vez vezvez vez que queque que so mente so menteso mente so mente o o oidoso idosoidoso idoso que queque que dispõe dispõedispõe dispõe de dede de recursos recursosrecursos recursos continuaria continuariacontinuaria continuaria mantendo mantendomantendo mantendointerações interaçõesinterações interaçõessociais sociaissociais sociais. .. .

e e e. .. . Teoria

TeoriaTeoria Teoria político políticopolítico político- --

-econô mica econô micaeconô mica econô mica

Concentra ConcentraConcentra Concentra- --

-se sese se no nono no co mplexo co mplexoco mplexo co mplexo médico médicomédico médico- --

-geriátrico geriátricogeriátrico geriátrico a mericano, a mericano,a mericano, a mericano, concluindo concluindoconcluindo concluindo que queque que esse esseesse esse co mplexo co mplexoco mplexo co mplexo é é é controlado controladocontrolado controlado por porpor porinteresse interesseinteresse interesse econô micos econô micoseconô micos econô micos e, e,e, e, por porpor porisso, isso,isso, isso, aborda abordaaborda aborda o o o envelheci mento envelheci mentoenvelheci mento envelheci mento co mo co moco mo co mo desengaja mento desengaja mentodesengaja mento desengaja mento da dada da vida vidavida vida social, social,social, social, perda perdaperda perda da dada daindependência independênciaindependência independência e e e de dede de autocontrole autocontroleautocontrole autocontrole e e eredução reduçãoredução redução de dede de atividades atividadesatividades atividades.

Teorias do Envelhecimento Teorias do EnvelhecimentoTeorias do Envelhecimento Teorias do EnvelhecimentoTeorias do Envelhecimento Teorias do EnvelhecimentoTeorias do Envelhecimento Teorias do Envelhecimento

Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas Teorias Sociológicas – ––

–Teoria Sociológica de 3ª Geração

Teoria Sociológica de 3ª GeraçãoTeoria Sociológica de 3ª Geração Teoria Sociológica de 3ª GeraçãoTeoria Sociológica de 3ª Geração Teoria Sociológica de 3ª GeraçãoTeoria Sociológica de 3ª Geração Teoria Sociológica de 3ª Geração a a a. .. . Teoria

TeoriaTeoria Teoria crítica críticacrítica crítica

Concentra ConcentraConcentra Concentra- --

-se sese se e m e me m e m duas duasduas duas di mensões di mensõesdi mensões di mensões – ––

– a a a estrutural estruturalestrutural estrutural e e e a a a hu manística hu manísticahu manística hu manística – ––

– e e e apresenta apresentaapresenta apresenta co mo co moco mo co mo base basebase base a a ainvestigação investigaçãoinvestigação investigação gerontológica gerontológicagerontológica gerontológica os osos os conceitos conceitosconceitos conceitos de dede de poder, poder,poder, poder, de dede de ação açãoação ação social socialsocial social e e e de dede de significados significadossignificados significadossociais sociaissociais sociais. .. .

os osos os conceitos conceitosconceitos conceitos de dede de poder, poder,poder, poder, de dede de ação açãoação ação social socialsocial social e e e de dede de significados significadossignificados significadossociais sociaissociais sociais. .. .

São SãoSão São apontadas apontadasapontadas apontadas co mo co moco mo co mo principais principaisprincipais principaislacunas lacunaslacunas lacunas da dada dateoria teoriateoria teoria o o o seu seuseu seu alto altoalto alto grau graugrau grau de dede de abstração abstraçãoabstração abstração e e e a a a dificuldade dificuldadedificuldade dificuldade de dede de suas suassuas suas proposições proposiçõesproposições proposições sere m sere msere m sere m e mpregadas e mpregadase mpregadas e mpregadas por porpor por pesquisadores pesquisadorespesquisadores pesquisadores que queque que utiliza m utiliza mutiliza m utiliza m o o o paradig ma paradig maparadig ma paradig ma positivista positivistapositivista positivista..

Fisiologia do Fisiologia do Envelheci mentoEnvelheci mento

Fisiologia do Envelhecimento Fisiologia do EnvelhecimentoFisiologia do Envelhecimento Fisiologia do EnvelhecimentoFisiologia do Envelhecimento Fisiologia do EnvelhecimentoFisiologia do Envelhecimento Fisiologia do Envelhecimento

Composição e forma do corpo Composição e forma do corpoComposição e forma do corpo Composição e forma do corpoComposição e forma do corpo Composição e forma do corpoComposição e forma do corpo Composição e forma do corpo

EstaturaEstatura Estatura di minui m di minui mdi minui m di minui m a a a partir partirpartir partir dos dosdos dos 40 4040 40 anos anosanos anos cerca cercacerca cerca de dede de 1 1 1c m c mc m c m por porpor por década décadadécada década, ,,

, perda perdaperda perda essa essaessa essa que queque que se sese se deve devedeve deve à à à di minuição di minuiçãodi minuição di minuição dos dosdos dos arcos arcosarcos arcos dos dosdos dos pés péspés pés. .. .

au mento au mentoau mento au mento das dasdas das curvaturas curvaturascurvaturas curvaturas da dada da coluna colunacoluna coluna. .. .

Encurta mentoEncurta mento Encurta mento da dada da coluna colunacoluna coluna vertebral vertebralvertebral vertebral devido devidodevido devido a a a alterações alteraçõesalterações alterações nos nosnos nos discos discosdiscos discosintervertebrais intervertebraisintervertebrais intervertebrais. .. .

(Parte 3 de 6)

Comentários