bio resumo nucleo

bio resumo nucleo

(Parte 1 de 2)

1-CONCEITO

É chamada de núcleo celular a região da célula que encontra envolvida pela carioteca possui como principal função de armazenar o material genético.

OBS: Fazendo uma comparação entre uma célula e o corpo humano o núcleo seria a cabeça do ser humano.

2-CLASSIFICAÇÃO

A maioria das células eucarióticas é mononucleada, isto é, possui apenas um núcleo. Existem, no entanto, células binucleadas (com dois núcleos), multinucleadas (com vários núcleos) e também anucleadas (sem núcleo).

OBS: As células anucleadas não se dividem e possuem vida curta, pois não havendo núcleo não há comando para a realização de suas atividades vitais.

O núcleo geralmente é arredondado, mas pode ter outras formas. Entretanto, para um mesmo tipo de célula a forma do núcleo é relativamente constante.

4-CONSTITUIÇÃO DO NÚCLEO INTERFÁSICO

O núcleo interfásico é aquele que não se encontra no período de divisão, ou seja, está em INTÉRFASE.

Os componentes do núcleo interfásico são a carioteca, a CARIOLINFA, os NUCLÉOLOS e a CROMATINA.

4.1-CARIOTECA é formada por dois folhetos justapostos; apresenta poros (canais), pelos quais ocorrem trocas de substâncias entre o núcleo e o citoplasma.

4.2-CARIOLINFA (ou nucleoplasma) fluido gelatinoso semelhante ao citosol encontrado no interior do núcleo em sua constituição possui: Proteínas de RNA e nucleotídeos livres.

4.3-NUCLÉOLOS São estruturas quase esféricas constituídas basicamente por RNA ribossômico e proteínas. A síntese e o armazenamento de RNA ribossômico e a formação das subunidades dos ribossomos ocorrem nos nucléolos.

4.4-CROMATINA é formada por DNA e proteínas. No núcleo interfásico, a cromatina apresenta-se como um emaranhado de filamentos longos e finos e alguns grânulos. Num filamento de cromatina (cromossomo), a molécula de DNA enrola-se a intervalos regulares em torno de um complexo de proteínas estruturais.

leucócito

Hemácia Célula muscular estriada

OBS: Durante a intérfase, porções condensadas da cromatina constituem a heterocromatina, geneticamente inativa; as porções descondensadas representam à eucromatina, geneticamente ativa.

5- CROMOSSOMOS 5.1-CONCEITO

Os cromossomos são filamentos ou seqüências de genes lineares, formados pela cromatina que se espiraliza, ou seja, se condensa durante a divisão celular.

5.2-CONSTITUIÇÃO

Cada cromossomo condensado apresenta uma região estreitada, a constrição primária, onde se localiza o centrômero. OBS: Alguns autores usam cinetócoro como sinônimo de centrômero.

Os cromossomos podem apresentar, além da constrição primária, uma ou mais constrições secundárias. A porção separada do corpo do cromossomo é a zona sat ou satélite. OBS: Algumas constrições secundárias estão relacionadas com a formação dos nucléolos e são chamadas regiões organizadoras dos nucléolos.

OBS: Cada cromossomo é formado por uma molécula de DNA. -Ei, só é uma.

6-CLASSIFICAÇÃO

A classificação é feita de acordo com a posição do centrômero e o tamanho dos braços.

OBS: CARÍOTIPO-É o conjunto de informações referentes ao número, à forma, ao tamanho dos cromossomos.

Estruturas que podem ser encontradas nos cromossomos

Nos seres pluricelulares, como regra geral, podemos identificar dois tipos de células: somáticas (células que formam o corpo) e reprodutoras (Envolvidas com o mecanismo da reprodução, ou seja, espermatozóide e óvulo).

As células somáticas apresentam dois cromossomos de cada tipo e assim são denominadas DIPLÓIDES (2n). Os dois cromossomos possuem genes (seqüência de DNA responsável pela fabricação de uma proteína) para uma mesma característica e são denominados CROMOSSOMOS HOMÓLOGOS.

Já as células reprodutoras possuem apenas um cromossomo de cada tipo e são chamadas de Haplóides(n).

Na espécie humana 2n = 46 cromossomos e n = 23 cromossomos. Durante o encontro do espermatozóide com o óvulo – processo denominado fecundação, o número diplóide de cromossomos é formado caracterizando a célula resultante desse processo, a célula – ovo ou zigoto.

As células têm um período de vida limitado, que pode encerrar-se de duas maneiras: com sua morte ou com sua divisão e o conseqüente surgimento de células-filhas. Todo o período entre o surgimento da célula e o aparecimento de suas células-filhas é chamado ciclo celular ou ciclo mitótico.

1- INTÉRFASE

Período no qual a célula não está em divisão. Nesse período, a célula encontra-se em intensa atividade metabólica. OBS: É nesse período que ocorre a duplicação do material genético.

A intérfase é dividida em três fases marcadas por alguns eventos, são elas: a) Fase G1 - É um período de crescimento do citoplasma, com aumento de tamanho da célula e da quantidade de organelas. No núcleo há produção de RNAm, que irá determinar a produção de proteínas, permitindo o crescimento da célula.

b) Fase S - Nessa fase ocorre o evento mais importante da intérfase, a duplicação do DNA e inicia-se a duplicação dos centríolos.

c) Fase G2 - Ocorre o crescimento menos ativo da célula (comparado com o período G1), É o momento em que aparece as proteínas que irão formar o fuso acromático (conjunto de fibras que desempenha um papel importante na divisão celular), no final deste período os centríolos já estão duplicados.

Gráfico do ciclo celular:

2- MITOSE

2.1 – CONCEITO

É a divisão onde uma célula mãe origina duas células filhas com quantidades de cromossomos iguais a célula mãe.

2.2– CARACTERÍSTICAS GERAIS Ocorre em células somáticas dos eucariontes;

Tem como objetivo o crescimento de seres pluricelulares, reposição de células mortas e reprodução em unicelulares; Manutenção do número de cromossomos;

No final são formadas 2 (duas) células filhas idênticas à célula mãe.

2.3 – ETAPAS DA MITOSE

A mitose é marcada por quatro fases fundamentais: Prófase, metáfase, anáfase e telófase.

CARACTERÍSTICAS: Os cromossomos já estão duplicados (com duas cromátides), vão se condensando ficando mais visíveis, mais curtos e mais espessos, permanecendo unidos pelo centrômero. O nucléolo vai cedendo material aos cromossomos durante o processo de condensação, até desaparecer completamente. O centro celular se divide em dois, e a partir de cada um deles formam-se fibras, que dão a cada conjunto o aspecto estrelado, razão pela qual esses conjuntos são conhecidos por áster.

b) METÁFASE

CARACTERÍSTICAS: Os cromossomos atingem a região mediana da célula (equador), e se dispõem em um único plano chamado de placa equatorial.

OBS: É nesta fase que os cromossomos atingem o máximo de condensação, sendo portanto a fase que ocorre a melhor visualização dos cromossomos.

(Parte 1 de 2)

Comentários