0304 Apostila Servicos Bancarios

0304 Apostila Servicos Bancarios

(Parte 7 de 18)

Servem para aumentar o relacionamento instituição financeira x empresa, aumentam a quantidade de recursos transitórios e permitem maiores aplicações destes recursos em títulos públicos.

A cobrança é feita através de bloquetes que podem circular pela câmara de compensação (câmara de integração regional) o que permite que os bancos cobrem títulos de clientes em qualquer praça (desde que pagos até o vencimento - após o vencimento, o pagamento somente poderá ser feito na agencia emissora do bloquete).

Os valores resultantes da operação de cobrança são automaticamente creditados na conta corrente da empresa cliente no prazo estipulado entre o banco e o cliente.

Vantagens da cobrança de títulos:

• Para o Banco: 1. aumento dos depósitos à vista, pelos créditos das liquidações 2. aumento das receitas pela cobrança de tarifas sobre serviços 3. consolidação do relacionamento com o cliente 4. inexistência do risco de crédito.

• Para o Cliente: 1. capilaridade da rede bancária 2. crédito imediato dos títulos cobrados 3. consolidação do relacionamento com o banco 4. garantia do processo de cobrança (quando necessário o protesto)

Processo de cobrança bancária: 1. Os títulos a serem cobrados (ou modernamente apenas seus dados, via computador) são passados ao banco; 2. o banco emite os bloquetes aos sacados (aquele que deverá pagar o valor do bloquete); 3. o sacado paga; 4. o banco credita o valor na conta do cliente (cedente).

Diferentes tipos de cobrança (criados devido a concorrência):

• cobrança imediata: sem registro de títulos;

• cobrança seriada: para pagamento de parcelas

• cobrança de consórcios: para pagamento de consórcios;

• cobrança de cheques pré-datados: cobrança remunerada: remuneração dos valores cobrados;

• cobrança indexada: em qualquer índice ou moeda;

• cobrança casada: cedente sensibiliza sacado e vice-versa;

• cobrança programada: garantia do fluxo de caixa do cedente;

• cobrança antecipada: eliminação de tributos de vendas a prazo;

• cobrança caucionada: cobrança das garantias de contratos de empréstimos

• cobrança de títulos descontados: desconto de títulos.

OBS.: nota fiscal x fatura x duplicata

• nota fiscal é um documento fiscal, comprovante obrigatório da saída de mercadoria de um estabelecimento comercial ou industrial;

• fatura é uma relação de notas fiscais que correspondem a uma venda a prazo;

• duplicata é um título de crédito formal e nominativo emitido pelo vendedor com a mesma data, valor global e vencimento da fatura que lhe deu origem e representa um direito de crédito do sacador (vendedor) contra o sacado (comprador). A propriedade da duplicata pode ser tranSTerida por endosso.

Os títulos a pagar de um cliente têm o mesmo tratamento de seus títulos a receber (cobrança).

O cliente informa ao banco, via computador, os dados sobre seus fornecedores, com datas e valores a serem pagos e, se for o caso, entrega de comprovantes necessários ao pagamento.

De posse desses dados, o banco organiza e executa todo o fluxo de pagamento do cliente, via débito em conta DOC ou ordem de pagamento, informando ao cliente todos os passos executados.

O documento de crédito (DOC) é utilizado para pagamentos ou depósitos entre bancos, mesmo estando em praças diferentes.

A ordem de pagamento OP é utilizada para pagamentos ou depósitos dentro do mesmo banco, para agencias em praças diferentes.

Este serviço é prestado a clientes que, por diversas razoes, necessitam manter diferentes contas correntes em diferentes agências de um banco.

• cliente determina o nível de saldo que deseja manter em cada uma dessas contas correntes;

• banco, ao final de cada dia, transfere saldo de uma conta para outra de modo a manter os níveis desejados em cada uma delas.

São serviços prestados à instituições públicas, através de acordos e convênios específicos, que estabelecem as condições de arrecadações e repasses desses tributos/tarifas.

OBS.: os bancos, quando desempenham este papel, estão substituindo as antigas coletorias de impostos que tradicionalmente faziam a cobrança e recebimento dos mesmos.

Ultimamente esta tarefa também tem sido atribuída a agências de correio.

Por outro lado, os bancos podem também ficar incumbidos de pagar ao público, como por exemplo

• restituição do Imposto de Renda;

• ETC

A circular do BC 1.850/90 estabeleceu que os tributos arrecadados terão o mesmo tratamento dos depósitos a vista para efeitos do depósito compulsório (não geram float). As tarifas ficam de fora e, portanto, continuam gerando float bancário.

A evolução das tecnologias de informática e telecomunicações permitiu a troca eletrônica de informações entre banco e cliente, criando a possibilidade de novos produtos de serviços como, por exemplo,

• Home banking

Conceito

• ligação entre o computador (ou fax) do cliente e o computador do banco características

• a ligação é feita através da linha telefônica podendo ser pública ou privada e utilizando os mais diferentes meios como:

• cabo;

• fibra ótica;

• satélite.

• os computadores do banco e cliente não necessitam ser os mesmos, deve haver, porém compatibilidade entre eles

• é necessária uma segurança na conexão e na transmissão dos dados, o que é possível devido à utilização de:

• senha para que o computador do banco possa reconhecer quem e o cliente que esta se comunicando com ele.

• criptografia (codificação) dos dados que estiverem trafegando na linha telefônica, impedindo que os mesmo sejam interceptados por terceiros.

Serviços prestados através do homebanking

• Consulta de saldos em conta corrente e caderneta de poupança;

(Parte 7 de 18)

Comentários