fresa.doc

fresa.doc

Características

É uma máquina de movimento continuo, destinada a usinagem de materiais. Remove-se cavacos por meio de uma ferramenta de corte chamada fresa.

A operação de fresagemconsta da combinação de movimentos simultâneos, o da ferramenta e o movimento de avanço da mesa que leva a peça em direção a ferramenta,sendo os dois movimentos simultâneos. Uma das principais características da fresadora, é a realização de uma grande variedade de trabalhos tridimensionais. O corte pode ser realizado em superfícies situadas em planos paralelos, perpendiculares, ou formando ângulos diversos: construir ranhuras circulares, elípticas, fresagem em formas esféricas, côncavas e convexas, com rapidez e precisão.

Outras características importantes e que nos dão ideia das possibilidades da máquina são:

  • Comprimento e largura da mesa;

  • Giro da mesa em ambos os sentidos;

  • Máximo deslocamento longitudinal da mesa;

  • Máximo deslocamento transversal da mesa;

  • Máximo deslocamento vertical do suporte da mesa;

  • Máxima altura da superfície da mesa em relação ao eixo principal;

  • Maior e menor números de RPM do eixo principal;

  • Avanços da mesa em mm/min;

  • Velocidade e potencia do motor;

  • Peso que a maquina suporta sobre a mesa.

Estas características são as que permitem identificar a máquina nos catálogos comerciais , onde são explicadas com detalhes.

É o movimento da mesa da máquina ou movimento de avanço que leva a peça até a fresa e torna possível a operação de usinagem. O movimento de avanço pode levar a peça contra o movimento de giro do dente da fresa. É o chamado movimento discordante. Quando o movimento da peça é no mesmo sentido de movimento do dente da fresa, é chamado de movimento concordante. A maioria das fresadoras trabalha com o movimento de avanço da mesa baseado em uma porca e um parafuso. Com o tempo e desgaste da máquina ocorre uma folga entre eles. No movimento concordante a folga é empurrada pelo dente da fresa no mesmo sentido de deslocamento da mesa. Isto faz com que a mesa execute movimentos irregulares, que prejudicam o acabamento da peça e podem até quebrar o dente da

fresa. No movimento discordante, a folga não influi no deslocamento da mesa. Por isso,a mesa tem um movimento de avanço mais uniforme, gerando um melhor acabamento da peça. Quando a forma construtiva da mesa é através de porca e parafuso, é melhor o movimento discordante. Basta observar o sentido de giro da fresa e fazer a peça avançar contra o dente da fresa. A fresadora presta-se para usinar diversas superfícies planas, destacando-se pela rapidez, pois a fresa é uma ferramenta multicortante.

  • Principais acessórios

Parafusos e grampos de fixação

Calços

Cantoneiras de ângulo fixo ou ajustável

Morsas

Mesa divisora

Divisor universal e contraponto

  • Parâmetros de Geométricos

Principais movimentos:

 

A – movimento de avanço.

B – movimento de corte.

C – curso útil de uma das navalhas.

 

 

Na fresamento os cavacos são retirados através da rotação da fresa. A fresa é uma ferramenta de vários gumes cortantes, assim cada corte só fica em contato com a peça durante alguns instantes da rotação podendo ser refrigerado ao longo do resto do ciclo.

  • Variáveis e Parâmetros de Corte

 

No fresamento, assim como nos demais processos de usinagem, existe uma série de importantes parâmetros de corte a considerar. Eles descrevem quantitativamente os movimentos, as dimensões e outras características da operação de corte.

  • Parâmetros de Movimento:

  • Freqüência de rotação (n - rpm): é o número de voltas por unidade de tempo que a fresa dá em torno do seu eixo.

  • Velocidade de Corte (Vc – m/min): é a velocidade instantânea do ponto selecionado sobre o gume, no movimento de corte, em relação à peça. No fresamento, o movimento de corte é proporcionado pela rotação da ferramenta.

  • Velocidade de Avanço (vf – mm/min): É a velocidade instantânea do ponto selecionado sobre o gume, no movimento de avanço, em relação à peça. No fresamento, o movimento de avanço é provocado pela translação da ferramenta sobre a peça ou vice-versa.

Tipos de fresadora

As fresadoras distinguem-se pela posição da árvore porta fresas em relação à mesa.Desse modo elas se agrupam fundamentalmente em três classes:

  • Horizontais

  • Verticais

  • Universais

    • Fresadora HorizontalA fresadora horizontal é a máquina mais usada em trabalhos genéricos de fresamento, tais como a maquinagem de superfícies planas, abertura de ranhuras e execução de formas diversas.- Elementos principais de uma fresadora horizontal:- Coluna onde se situam o motor e os mecanismos relativos aos movimentos de corte e de avanço- Veio – onde é afixada a árvore portas fresas- Árvore porta fresas que recebe o movimento do veio - Braço superior que permite a rigidez da árvore porta fresa- Consola ou carro vertical que desliza ao longo das guias dispostas na coluna- Fuso para movimento vertical do carro superior- Fuso com tambor graduado – para movimento vertical do carro superior por intermédio do fuso- Carro transversal- Guias do carro transversal- Volante ligado ao fuso e tambor graduado – para deslocamento do carro transversal- Mesa- Caixa de velocidades – para avanço automático da mesa- Cardam – articulação dupla e veio telescópio para transmissão do avanço automático da mesa- Volante para movimento manual do avanço longitudinal da mesa- Fresa

    • Fresadora VerticalNesta máquina, o cabeçote porta fresa encontra-se na posição vertical podendo, no entanto, tomar outras posições até a horizontal mediante a rotação do cabeçote em torno do seu eixo. Neste movimento podem-se fixar valores angulares aproximados devido à existência de uma escala graduada na ligação do cabeçote à coluna.- A constituição da fresadora vertical só difere da fresadora horizontal no cabeçote porta fresas.- Estas fresas são utilizadas na usinagem de superfícies planas na abertura de escapeis, em perfilados, em contornar peças curvas de forma irregular e ainda com vantagem na execução de furos.

    • Fresadora UniversalA fresadora universal é uma máquina adequada para executar, além dos trabalhos de uma simples fresadora horizontal alguns trabalhos especiais como ranhuras helicoidais em superfícies cilíndricas e outros de formas complexas.No seu aspecto geral esta máquina não difere muito das fresadoras horizontal e vertical. Nas diferenças existentes, verifica-se ter uma mesa giratória onde se coloca o cabeçote divisor, que permite mediante a montagem de rodas dentadas, dar movimento rotativo à peça e o suporte com um contraponto semelhante ao usado no torno e que serve para fixar as peças entre pontos.Além destas variantes, permite a possibilidade de substituir a árvore porta fresa horizontal por um cabeçote com suporte porta fresas vertical, inclinável, ou um cabeçote para trabalhos de escatelamento.

Operações com fresadoras

  • Operações com fresadora Vertical

Abaixo estão alguns exemplos de operações de usinagem que se pode executar com a fresadora vertical:

  1. Fresamento frontalNo fresamento frontal a superfície fresada é plana e, pela sua alta produtividade, deve ser preferido sempre que possível. Podemos utilizar várias ferramentas para esse tipo de operação, como as fresas de topo e as cilídrico-frontais.   2. Fresamento de cantos a 90°No fresamento de canto a 90° também podemos utilizar a fresadora vertical. Normalmente utilizada uma fresa de topo de haste cilíndrica.   3. Fresamento de ranhuras em TPara realizar esse tipo de operação, primeiro é preciso abrir o canal da ranhura com um fresa de topo, para depois executarmos a forma T com uma fresa de haste para ranhura T.   4. Fresamento de guias em forma de cauda de andorinhaRealizada com uma fresa frontal angular, a abertura de guias em forma de cauda de andorinha pode ter ângulos de 45°, 50°, 55°, e 60°.   5. Fresamento de canaisA operação é feita com fresas de topo (tanto fresas com haste cilíndrica quanto com haste cônica).   6. FaceamentoO faceamento é utilizado para desbaste e rebaixos, gerando superfícies planas perpendiculares ao eixo da ferramenta, quando usada este tipo de fresadora.

  • Operações com fresadora horizontal

Abaixo estão 8 exemplos de operações realizadas em uma fresadora horizontal:   1. Fresamento de formas complexasAs fresas compostas são usadas no fresamento de formas complexas, associando varias fresas de forma mais simples. Também são conhecidas como de trens de fresas.   2. Fresamento periférico ou tangencialAs fresas cilíndricas só cortam na periferia cilíndrica, gerando superfícies planas, paralelas ao eixo da ferramenta. Há três tipos principais: N (normal), H (materiais duros), e W (materiais moles).   3. Fresamento de ranhuras e contornos.Para realizar este tipo de fresamento são usadas fresas cilíndrico-frontais. Essa ferramenta gera uma superfície plana, resultante da ação combinada dos gumes da periferia e da face frontal da fresa.   4. Fresamento de ranhuras (chavetas) WoodruffAs fresas com haste para ranhuras Woodruff possuem a haste cilíndrica, utilizada para abrir ranhuras para chavetas do tipo Woodruff.   5. Fresamento de guias prismáticasUsadas na abertura de guias prismaticas para maquinas, são padronizados os ângulos de 45°, 60° e 90°.   6. Fresamento de ranhuras com perfil constanteAs fresas detalonadas são utilizadas na usinagem de formas complexas. Podem ser inteiriças (quando a fresa já tem a forma do perfil a ser produzido) ou o perfil a fresar pode ser obtido pela justaposição de várias fresas (trem de fresas), formando assim o perfil desejado.   7. Fresamento de canaisAs fresas de disco, por serem de diversas formas e tamanhos, além da possibilidade de poderem ser montadas como um trem de fresas, são aplicadas nas mais variadas operações de fresamento.   8. Fresamento de roscasAs fresas de mandril, para roscas, são ferramentas aplicadas neste tipo de abertura em parafusos e porcas.

Fresas

É a ferramenta empregada pela fresadora, a qual apresenta uma vantagem em relação a outros tipos de ferramentas de corte, pois os dentes que não estão trabalhando estão sendo resfriados, reduzindo o desgaste da ferramenta. Conforme o ângulo de cunha das fresas, elas são classificadas em tipos: W, N e H:

A fresa tipo W é empregada para usinagem de materiais não ferrosos de baixa dureza: alumínio, bronze e plástico.

A fresa tipo N, empregada para materiais de dureza média, ou seja, menores de 700 N/mm2 de resistência à tração.

A fresa tipo H, recomendada para urinar materiais quebradiços ou duros, com mais de 700 N/mm2.

A quantidade de dentes entre as fresas deve-se a capacidade de conseguir usinar materiais mais resistentes.

  • Tipos de fresas

 

  • Fresas cilíndricas: possuem gumes exclusivamente na sua periferia, usadas para o debaste e acabamento de superfícies.

 

 

  • Fresas em forma de disco: serras circulares usadas para corte de peças e fresamento de ranhuras estreitas.

 

 

  • Fresas de Topo: fresas verticais de topo são como fresas frontais cilíndricas de diâmetro reduzido. O cabo é usado para fixação. São usadas somente para cortes ligeiros.

 

 

  • Fresas de Forma: usadas para a fresamento de guias prismáticas, usinagem de guias em ângulo e para trabalhos menores de fresamento por reprodução.

 

  • Posição das navalhas

 

 

aFresa com navalhas paralelas – abrange o cavaco em toda a sua largura, rendimento de corte reduzido.

 

bFresa com navalhas helicoidais – corte mais silencioso, quando uma navalha deixa a peça à outra já começa o corte, e os cavacos escoam para o lado da ferramenta.

Normas de segurança

  1. Sempre utilize óculos ou máscara de segurança quando utilizar esta máquina · assegure-se de que a máquina esteja aterrada adequadamente ·

  2. Antes de operar a máquina remova de seu corpo gravata relógio anéis ou outras jóias e enrole as mangas até os cotovelos remova qualquer tipo de roupa solta e amarre os cabelos longos não utilize luvas ·

  3. Mantenha o chão em torno da máquina limpo e livre de cavacos ou restos de material limpe a graxa ou óleo · mantenha as proteções em seus lugares todo o tempo quando esteja utilizando a máquina se retiradas para manutenção tenha extremo cuidado e recoloque-as imediatamente ·

  4. Não se incline sobre a máquina mantenha uma posição estável todo o tempo para não cair ou inclinar-se perto das laminas ou outras partes móveis ·

Índice

Características 04

Tipos de fresadora 08

Operações com fresadora 10

Fresas 12

Normas de segurança 13

Fresadora

Comentários