Definição: texto informativo-expositivo em que se expõe por escrito uma actividade ou situação. Consoante a sua finalidade, pode assumir diversas formas: relatório de contas, relatório médico, relatório de aulas práticas, relatório de visita de estudo, etc.

Existem doistipos de relatório: ocrítico e o desíntese. Orelatório crítico é mais pormenorizado, pois consiste num texto que descreve uma determinada actividade, bem como o modo como se procedeu ao seu desenvolvimento. Orelatório de síntese é normalmente mais conciso, pois é elaborado apenas sobre uma determinada investigação, pesquisa, ou a partir de relatórios anteriores.

ocabeçalho (ou página de rosto) – introduz informações essenciais: título, nome do destinatário, data, local e nome do(s) relatore(s); ointrodução –onde se enunciam os objectivos, assunto e circunstâncias da elaboração do relatório, isto é, descreve-se o que vai ser relatado; oparte central – desenvolvimento, onde se concilia a descrição da situação com a crítica, em que o relator sublinha os aspectos positivos e negativos; oconclusão - nela se apresentam as propostas de actuação e/ou recomendações, bem como o balanço das actividades desenvolvidas. Na conclusão também se sintetizam os resultados e/ou conclusões.

olinguagem clara, concisa e rigorosa; o objectividade; oregisto de língua de acordo com a natureza do relatório: corrente, cuidado, eventualmente uso de linguagem técnica; ouso da 1ª ou 3ª pessoas. Deve, no entanto, manter o uso da pessoa verbal com que iniciou o texto, de modo a que a sua coerência e clareza não sejam afectadas; ouso de verbos como: “notar”, “constatar”, “observar”, “confirmar”, “sublinhar”… ouso de frases curtas; o utilização de conectores adequados à intenção comunicativa do texto em questão.

oA APRESENTAÇÃO DEVE SER IMPECÁVEL: ·numere as páginas; •use letra legível, ou, em computador, utilize uma letra de tamanho médio;

•destaque os cabeçalhos, títulos e subtítulos.

Comentários