Introdução à  Saude Publica e Epidemiologia

Introdução à Saude Publica e Epidemiologia

(Parte 8 de 11)

O médico chefe pensa que havia uma epidemia da doença gastrointestinal febril e decide resumir os casos por datas e horas. (Tabela 1)

Introdução à Epidemiologia e Saúde Pública Pg. 27 a) Você, na qualidade de médico do exército com alto conhecimento da epidemiologia, decide delinear a curva epidémica em papel gráfico para ver que tipo de surto é (aponte fonte comum, fonte comum contínua, propagação, etc.). 39 dos soldados com doença clínica que participaram na marcha de Mafuiane tinham serologia aumentada ou um exame de fezes positivo para Campylobacter jejuni (período de incubação: 1 a 10 dias; mediana 2 dias). b) Se você pensa que esta pudesse ser uma única fonte do surto, calcule a data provável de exposição. Pensa que a exposição ocorreu durante a marcha de Mafuiane?

A tabela 2 resume o número de casos e o número de soldados sem sintomas entre aqueles que beberam e não beberam a água não tratada em cada um dos 5 locais durante a marcha de Mafuiane. c) Calcule taxas de ataque específicas Tabela 2 ‐ Número de soldados que visitaram cada local, de acordo com a situação de exposição: se eles beberam água não tratada no local, e se eles apresentaram sintomas.

Local onde bebeu Água

Exposto, doente

Exposto, bem

Exposto, AR

Não exposto, doente,

Não exposto, bem,

Não exposto, AR,

d) Qual dos locais pensa que foi a fonte da infecção? (para melhor responder a esta pergunta você achará útil calcular a taxa de ataque específica mesmo para as pessoas não expostas?). e) Como você investigaria este surto mais adiante? f) Quais as medidas de controlo que o médico chefe levará a cabo?

Introdução à Epidemiologia e Saúde Pública Pg. 28

Parte D. Exercícios para sessões práticas

Introdução à Epidemiologia e Saúde Pública Pg. 29

Faculdade de Medicina ‐ UEM

Introdução e exercícios BLOCO: PRINCÍPIOS DE EPIDEMIOLOGIA e

PRÁTICA 1 John Snow e Cólera ohn Snow (1813 – 1858) Um dos mais influentes especialistas de saúde pública do século XIX e médico inglês nascido em York, Inglaterra, mais conhecido por seu trabalho em cólera e anestesiologia, é considerado um dos fundadores da moderna epidemiologia. Auxiliar de cirurgias de

William Hardcastle, graduou‐se na Universidade de Londres (1843). Solteirão convicto, dedicou toda sua vida aos seus pacientes e a pesquisa médica. Nos anos 1840, desenvolveu pioneiramente equipamentos empregados para aplicação do éter com segurança para pacientes. Seu livro On Ether (1847), permaneceu como referência padrão até meados do século XX. Um dos pioneiros da adopção da anestesia e da higiene médica e considerado um dos pais da epidemiologia por ter identificado a cadeia de transmissão do Vibrio cholerae, o responsável pela Cólera. Demonstrou (1854) que fezes contaminavam a água e esta era a origem da infecção pela cólera, embora que também sua transmissão poderia ocorrer de pessoa para pessoa e através do alimento contaminado. Deduzindo ser um organismo vivo o causador da doença, onde antes acreditava‐se que a contaminação da cólera ocorria através do ar. A aprovação de suas recomendações sanitárias preventivas eliminou a cólera da totalidade das comunidades inglesas. Fundou a Epidemiological Society e morreu durante a terceira pandemia de cólera asiática (1846‐1863), em Londres. Agora, vá procurar mais informação acerca da epidemia de cólera e as descobertas de John Snow e responda às seguintes perguntas: 1. John Snow antes de se debruçar neste trabalho de investigação já tinha alguns conhecimentos, qual foi o conhecimento que lhe permitiu a elaboração da hipótese para este estudo? 2. Quem foi a personalidade que influenciou John Snow? 3. O que é que John Snow queria provar especificamente neste trabalho de investigação? 4. Porque que se dá tanta importância em epidemiologia ao trabalho de John Snow tendo havido posteriormente tantos trabalhos importantes em magnitude e importância? 5. O que chamou atenção a John Snow para iniciar este trabalho de investigação? 6. Qual é a importância para nós os iniciandos na área de epidemiologia em conhecer o estudo de

John Snow? 7. Qual foi o meio de recolha que John Snow adoptou para calcular os seus indicadores. 8. Qual foi a alteração na situação que ajudou a John Snow observar mudança na evolução dos indicadores?

Introdução à Epidemiologia e Saúde Pública Pg. 30

9. Qual foi o indicador de vitalidade que John Snow utilizou no seu estudo? 10. Porquê que não foi suficiente para John Snow o estudo dos dois distritos em que num, só havia distribuição de água da companhia SOUTHWARK e no outro da a companhia Lambeth, prosseguindo com a investigação em um local onde as duas companhias forneciam agua juntamente? 1. Quando John Snow fez o seu estudo tratou de recrutar uma população extremamente heterogénea (diferente) diferentes sexos, idades, distinta situação social, diferentes ocupações com diferentes fontes de abastecimento de água (as duas companhias em estudo). 12. Qual foi o seu objectivo? 13. Que informação necessitava recolher John Snow para apoiara sua hipótese. 14. Que indicadores ele necessitou comparar para apoiar a sua hipótese. 15. Que avanço trouxe para a ciência a experiência de Snow. 16. Por ultimo que dificuldades teriam vocês nos vossos locais de trabalho se quisessem realizar uma experiência como a de Snow.

Introdução à Epidemiologia e Saúde Pública Pg. 31

Faculdade de Medicina ‐ UEM

Introdução e exercícios BLOCO: PRINCÍPIOS DE EPIDEMIOLOGIA e

PRÁTICA 2 Introdução à epidemiologia

xercício 1 (45 min): Como vimos através da abordagem detalhada do conceito de epidemiologia e não só, Epidemiologistas frequentemente descrevem as seguintes características do indivíduo: idade, sexo, raça e classe social. a) Características do hospedeiro (PESSOA)

Idade ‐ Como você descreve o padrão mostrado na Figura 1? Taxa de infecção por grupos etários em Moçambique, 2003

I n f e c ç ões

Figura 1 – Taxa de infecção por grupos etários em Moçambique. Nota: taxas são calculadas na base do número de pessoas em cada grupo etário

SEXO e IDADE Taxa de prevalência HIV por grupos etários e sexo, Moçambique, 2002

Figura 2‐ Taxa de prevalência HIV por grupos etários e sexo, Moçambique, 2002

Descon

Ho m ens M ulher es

Introdução à Epidemiologia e Saúde Pública Pg. 32

‐ Descreva o padrão mostrado na Figura 2 ‐ Tente explicar o padrão. CONDIÇÕES SÓCIO‐ECONÓMICAS A população mundial foi dividida em quatro quadrantes iguais de acordo com as condições sócio‐ económicas, e comparada com a ocorrência de problemas de saúde, conforme mostra a Figura 3. ‐ Quais as principais diferenças nos 4 grupos sociais?

Severidade da problemas de saúde no mundo por classes socioeconómicas

Taxa de mortalidade infantil por 1000 nados vivos

Malnutrição infantil/ 1000 pessoas

Mortalidade Materna por 10000 nados vivos

Taxa de Tuberculose por 100000 pessoas

Indicadores chave

Ta xa s/ r a z õ es

1/4 mundial mais pobre 2/4 mundial mais pobre 2/4 mundial mais rico 1/4 mundial mais rico

Figura 3 – Problemas de saúde no mundo por classes sócio‐económicas

Figura 4: Histerectomia por estado conjugal, 2006, Hospital Central de Maputo

CasadaNão casada

% H i s t e r e c t o m i a

Explique o padrão mostrado na Figura 4

Introdução à Epidemiologia e Saúde Pública Pg. 33

ESTADO do FUMADOR

(Parte 8 de 11)

Comentários