[Gestão da Qualidade] Aula 06 - Gestão da Qualidade V-Histograma

[Gestão da Qualidade] Aula 06 - Gestão da Qualidade V-Histograma

(Parte 1 de 4)

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

Revisando

VARIABILIDADE consiste na dispersão das características da qualidade num dado processo ou produto.

As características da qualidade associadas a todos os produtos resultantes de processos de produção e de serviços apresentam variabilidade.

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

Revisando

CAUSAS DA VARIAÇÃO •Causas comuns ou aleatórias:

Oriundas de diversas fontes dentro do processo

Nestes casos o Processo

•estável •repetitivo

•previsível

É chamado de : PROCESSO SOB CONTROLE ESTATÍSTICO

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

Introdução

Se o processo estiver estável, apesar dos valores individuais assumidos pelas características da qualidade variarem de um para o outro, eles seguirão um padrão, o qual é conhecido como distribuição.

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

Introdução

É importante ressaltar que a distribuição representa o padrão de variação de todos os resultados que podem ser gerados por um processo sob controle e portanto ela representa o padrão de variação de uma população.

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

Introdução

Com o objetivo de conhecer as características da distribuição associada a alguma população de interesse, retiramos uma amostra desta população e medimos, para os elementos da amostra, os valores assumidos pela variável considerada.

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

Introdução

Quanto maior for o tamanho da amostra, maior será a quantidade de informação obtida sobre a distribuição mas, ao mesmo tempo, também maior será a dificuldade de percepção das características gerais desta distribuição a partir da grande massa de dados que será gerada.

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

Introdução

Uma ferramenta que nos permite resumir as informações contidas em um grande conjunto de dados será muito útil nesse contexto.

O HISTOGRAMA é um gráfico capaz de cumprir este objetivo

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

O Histograma

É a representação própria da distribuição de freqüência na variação de uma amostra de dados.

O histograma dispõe as informações de modo que seja possível a visualização da forma da distribuição de um conjunto de dados e também a percepção da localização do valor central e da dispersão dos dados em torno deste valor central.

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

O Histograma 10

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

O Histograma

O histograma, quando utilizado a partir de dados históricos, dispõe as informações de forma a que seja possível perceber a capacidade do processo em gerar produtos que atendam às especificações e também a percepção da localização do valor central e da dispersão dos dados em torno deste valor central.

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

Aplicação

Quando necessitar encontrar e mostrar uma distribuição de dados por gráfico de barras com certo número de unidades por cada categoria.

•Variação de um processo; •Tipo de distribuição;

•Origem dos dados.

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

Aplicação 13

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

Vantagens

Trabalhar com amostras (custo e tempo baixos).

Visualização/entendimento rápido do comportamento da população.

Entender a população de um modo objetivo.

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

(Parte 1 de 4)

Comentários