[Elementos de Automação] Aula 02 - Componentes de Automação

[Elementos de Automação] Aula 02 - Componentes de Automação

(Parte 1 de 2)

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

Introdução

Automação é um sistema de equipamentos eletrônicos e/ou mecânicos que controlam seu próprio funcionamento, quase sem a intervenção do homem.

Automação é diferente de mecanização.

•A mecanização consiste simplesmente no uso de máquinas para realizar um trabalho, substituindo assim o esforço físico do homem.

•Já a automação possibilita fazer um trabalho por meio de máquinas controladas automaticamente, capazes de se regularem sozinhas.

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

Componentes da Automação

A maioria dos sistemas modernos de automação, como os utilizados nas indústrias automobilística, siderúrgica, petroquímica e nos supermercados, é extremamente complexa e requer muitos ciclos de realimentação.

Cada sistema de automação compõe-se de cinco elementos:

•Acionamento •Sensoriamento

•Controle

•Comparador

•Programas

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

Componentes da Automação

Acionamento: provê o sistema de energia para atingir determinado objetivo.

•É o caso dos motores elétricos, pistões hidráulicos etc.;

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

Componentes da Automação

Sensoriamento: mede o desempenho do sistema de automação ou uma propriedade particular de algum de seus componentes.

•Exemplos: Termopares para medição de temperatura e encoders para medição de velocidade;

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

Componentes da Automação

Controle: utiliza a informação dos sensores para regular o acionamento.

•Exemplo: Para manter o nível de água num reservatório, usamos um controlador de fluxo que abre ou fecha uma válvula, de acordo com o consumo.

•Mesmo um robô requer um controlador, para acionar o motor elétrico que o movimenta;

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

Componentes da Automação

Comparador ou elemento de decisão:

compara os valores medidos com valores preestabelecidos e toma a decisão de quando atuar no sistema.

•Exemplos: Termostatos e programas de computadores;

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

Componentes da Automação

Programas: contêm informações de processo e permitem controlar as interações entre os diversos componentes.

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

Componentes da Automação

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

Exemplo

Sistema automático de controle de fluxo de pessoas em academias de ginástica.

Este sistema tem um leitor óptico laser e um computador digital de alto desempenho.

•Quando um associado quer utilizar a academia, passa um cartão pessoal, com um código de barras, pelo leitor óptico (elemento sensor).

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

Exemplo

•O dado de entrada é convertido em sinais elétricos e enviado ao computador.

•O cliente é identificado (programa).

•Caso sua situação esteja em ordem (pagamento de mensalidades, exame médico etc.), o computador envia um sinal para liberação da catraca (elemento de acionamento);

•Em seguida registra a ocorrência num banco de dados, para consultas posteriores.

Prof. Brenno Ferreira de Souza – Engenheiro Metalúrgico

Niquelândia, 2011 brenno.senai@sistemafieg.org.br 12

(Parte 1 de 2)

Comentários